Eu não me canso de falar sobre as certificações financeiras por aqui. E não é à toa: mais do que te qualificar para sua carreira, muitas são uma exigência do Banco Central e são elas que determinarão a área em que você vai atuar e o salário que vai receber.

Se ainda te restam dúvidas sobre por que investir nas certificações (e não se contentar apenas com uma!) e qual, afinal, está de acordo com os seus planos para o futuro, esse artigo é para você.

Qual a certificação financeira ideal para cada tipo de plano de carreira?

Primeiramente, você deve se familiarizar com as instituições que oferecem essas certificações. Os pré-requisitos e todos os detalhes referentes às provas podem variar — e é no site oficial de cada uma delas que as informações precisas podem ser encontradas.

Portanto, salve já esses links na sua barra de favoritos:

Salvou? Agora, eu vou mostrar algumas das certificações mais buscadas e para que tipo de cargo elas te qualificam.

Para trabalhar em bancos

Naturalmente, cada certificação tem relevância e nível de atuação distintos. Com elas, é possível ser jovem aprendiz, estagiário e funcionário em diferentes níveis. Se construir uma carreira em bancos está nos seus planos, então esteja atento a essas certificações aqui, oferecidas pela Anbima:

  • CPA 10: essa certificação vai prover o conhecimento necessário para que você trabalhe com distribuição de produtos de investimentos bancários e também com plataformas de atendimento;
  • CPA 20: a distribuição de produtos de investimentos bancários também faz parte dessa certificação. A grande diferença é que, nesta, serão atendidos clientes de alta renda, private, corporate e investidores institucionais;
  • CEA: ao obter essa certificação, você será considerado um especialista em investimentos. Por consequência, será possível trabalhar prestando assessoria às contas de Pessoa Jurídica e recomendar produtos.

Para trabalhar como correspondente bancário e em bancos

E como bancário também. As certificações para esse tipo de carreira são oferecidas pela ABECIP e são as ideais para quem deseja trabalhar com créditos imobiliários e operações financeiras desse ramo.

  • CA 300: com essa certificação, você poderá atuar nas instituições como correspondente de crédito imobiliário;
  • CA 600: aqui também será possível trabalhar com crédito imobiliário. Entretanto, a certificação permite que exerça a comercialização de produtos dentro das instituições.

Para trabalhar em corretora de valores

Essa é a escolha de quem almeja trabalhar com produtos, registros e ordens de compra. É regulado pela Ancord. Para adquirir o conhecimento necessário e exercer a função, a certificação fundamental é a:

  • AAI (Agente Autônomo de Investimento): com essa certificação é possível trabalhar prestando informações sobre produtos e serviços. E mais: ainda permite fazer a recepção, o registro e a transmissão de ordens de compra (mediante autorização do cliente).

Uma certificação é o suficiente?

A resposta é um categórico “não”! O mercado financeiro passa por constantes mudanças e evoluções. Por isso, você não pode ser um profissional que se acomodou com uma certificação só — é necessário estar atualizado, aberto a todo tipo de conhecimento, ser versátil. 

Quanto mais se certifica, mais indispensável você se torna para o mercado de trabalho. Na prática, isso significa que o seu perfil será compatível com mais funções e seus salários serão consequentemente maiores. 

Um plano de carreira e tanto, não acha?

Busque suas certificações financeiras agora mesmo

Para obter essas certificações financeiras, você precisa se preparar. Para isso, nada melhor do que ter ao seu lado profissionais que entendam do assunto e possam te ajudar a chegar onde deseja. Concorda?

Seja um profissional requisitado no mercado de trabalho — comece por aqui. A Casa do Bancário oferece simulados, cursos e todo o conhecimento que você precisa para se destacar.