Com o mercado financeiro e de investimentos em absoluta ascensão, quem deseja escalar na carreira precisa descobrir como se destacar. Uma forma de alcançar esse prestígio é por meio da certificação CFP Planejar, que não apenas te abre portas no Brasil, como também mundo afora.

Soa atraente para você? Então, continua comigo para saber mais.

O que é a certificação CFP?

CFP significa Certified Financial Planner, em tradução literal, planejador financeiro pessoal. Como é perceptível pelo seu nome, ela tem caráter internacional. Ou seja, ao contrário de muitas certificações, ela não é reconhecida apenas no território brasileiro.

Quem tem a CFP em seu currículo, pode orientar os clientes na alocação de recursos na hora de investir. Contudo, é preciso lembrar que a recomendação específica de produtos só é autorizada para quem é registrado na CVM.

Por que tirar a CFP?

A validade da certificação no exterior já é, por si só, um excelente motivo para ter a CFP. Contudo, ainda há outros que eu posso listar:

Profissionais do mercado financeiro

Apesar de essa certificação não ser obrigatória, tê-la no currículo coloca o profissional em posição de vantagem frente à concorrência. Além disso, a possibilidade de orientação sobre investimentos resulta na aquisição de clientes e na expansão de suas atividades como planejador.

A validade no exterior não apenas abre portas para trabalhos em outros países, como também torna mais fácil a valiosa chance de fazer networking com profissionais de outras nacionalidades – consegue imaginar o crescimento profissional e pessoal que isso pode te trazer?

Mudança de carreira

Quem já atua no mercado financeiro, mas não tem a proximidade que gostaria com o segmento de investimentos tem na CFP a oportunidade perfeita para começar a trabalhar com o que realmente deseja. 

Não obstante, ainda devo considerar, aqui, aqueles que não estão na área financeira, mas que resolveram mudar de vida – e carreira. Para esses casos, ter uma certificação de prestígio é o caminho mais assertivo para encontrar as primeiras oportunidades no setor.

Estudantes

E por falar em primeiras oportunidades, não posso deixar de mencionar o valor que a CFP traz, também, para estudantes. Fazer sua estreia no mercado financeiro com uma graduação e uma certificação no currículo certamente tornará essa entrada mais fácil e proveitosa.

A chance de testar os conhecimentos também é uma justificativa extremamente válida: enquanto aprende na faculdade conhecimentos que levará por toda a carreira, por que não praticá-los em uma prova que trará inúmeros benefícios presentes e futuros?

Quem pode tirar a certificação CFP?

Para ter a certificação CFP no seu currículo, antes é necessário observar alguns requisitos que a Planejar solicita:

  • Aprovação no exame;
  • Comprovação de experiência profissional no atendimento direto com cliente pessoa física por 5 anos;
  • Adesão ao Código de Conduta Ética e Responsabilidade Candidato e Melhores Práticas;
  • Curso de nível superior.

Como tirar a certificação CFP?

Chegou até aqui e decidiu que a CFP pode ser uma excelente ideia para o seu futuro profissional no mercado de investimentos? Pois então, vamos aos detalhes práticos de como conquistar a sua certificação.

Inscrição CFP Planejar

Vamos começar pelo começo? Primeiramente, é preciso se inscrever para prestar a prova. Para isso, é preciso checar as datas dos próximos exames da CFP da Planejar. Afinal, ao contrário de muitas certificações, esta tem períodos específicos para ser realizada.

Qual o valor da CFP?

O valor para se inscrever e prestar a prova da CFP pode mudar de acordo com o tipo de exame escolhido: completo ou modular. 

Para o exame completo, o preço é de R$1.430,00. Já para a versão modular, a taxa para um módulo é de R$550,00, enquanto que para 2 ou mais módulos o valor muda para R$385 para cada um.

Onde serão as provas CFP?

As provas da CFP são realizadas nestes locais aqui:

  • Belo Horizonte (MG);
  • Brasília (DF);
  • Curitiba (PR);
  • Porto Alegre (RS);
  • Recife (PE);
  • Rio de Janeiro (RJ);
  • São Paulo (SP).

O endereço exato do local de prova para cada estado só é informado ao candidato após a inscrição, por meio de um cartão enviado por e-mail e também pela área restrita no site da Planejar.

Qual é a anuidade da certificação CFP?

Após a aprovação – em ambas as modalidades da CFP – há ainda um último passo para se tornar associado à Planejar e ter o direito de utilizar o selo em seu currículo: a anuidade. O valor a ser pago anualmente é, portanto, R$875.

Como fazer a manutenção do certificado CFP?

Para que a CFP seja mantida, há três passos essenciais que o profissional deve seguir:

Ao falhar com essas designações, a certificação pode ser suspensa e até cancelada. 

Certificação CFP vale a pena?

Vale, sim! Por inúmeros motivos: o prestígio profissional, as oportunidades internacionais e a chance de trabalhar ativamente com investimentos. Apesar de não ser obrigatória, é inegável que a CFP tem sido cada vez mais requisitada no mercado, principalmente pelo seu alcance global.

Quantos profissionais possuem CFP no Brasil?

No mundo, temos mais de 180 mil profissionais certificados pela CFP. No Brasil, porém, o número é de pouco mais de 6 mil. Ou seja, nacional e internacionalmente falando, esta certificação ainda tem uma concorrência relativamente baixa se comparada às demais – e isso com certeza é um ponto ao seu favor.

Quanto ganha um profissional com CFP?

De mercado distinto e indubitável renome, não é de se espantar que a CFP conceda aos seus profissionais a oportunidade de ter uma boa remuneração. Aqui, estamos falando de em média R$12,000.00. Contudo, lembre-se de que o valor pode variar de acordo com o local onde mora, a empresa na qual trabalha e a profissão que exerce.

Como é a carreira de planejador financeiro?

Imagine um investidor. Este, por sua vez, terá seus objetivos ao decidir aplicar seu dinheiro, certo? Você, no papel de profissional certificado pela CFP, terá o dever de orientar esse investidor – que será seu cliente – para que este tome decisões inteligentes.

Entretanto, é claro que não é só isso. Afinal, você seria um planejador financeiro, e isso significa que é possível ajudar tanto pessoas quanto empresas.

Em ambos os casos, as funções variam entre auxiliar no controle de fluxo de caixa, análise de despesas, gerenciamento de dívidas e tudo aquilo que abranger as finanças de um cliente, uma família ou uma organização.

Como são as provas de certificação CFP?

Se interessou pela carreira? Então, vamos agora nos concentrar nos detalhes relacionados à prova da CFP. Primeiramente, dê uma olhada no conteúdo dela:

  • Planejamento Financeiro;
  • Gestão de Ativos e Investimentos;
  • Planejamento de Aposentadoria;
  • Gestão de Riscos e Seguros;
  • Planejamento Fiscal;
  • Planejamento Sucessório.

Cada um desses tópicos é um módulo da prova que, no total, tem 140 questões. Como eu mencionei anteriormente, é possível, entretanto, optar entre realizar a prova completa, ou um módulo por vez.

Para a prova completa, o aproveitamento mínimo é de 70% sobre o total da prova, e 50% sobre cada módulo. Já na versão modular, a porcentagem é de 70% para cada módulo.

Quem escolhe realizar a prova em etapas – ou seja, um ou mais módulos individuais – deve lembrar que, após a primeira aprovação, restarão 24 meses para passar nos módulos restantes.

Outro detalhe muito importante para quem presta o exame em partes é a inscrição. Se você, por exemplo, já tiver passado em dois módulos, deve seguir realizando os testes na versão modular. Se você, no entanto, se inscrever para a prova completa, os dois módulos que já havia conquistado serão cancelados automaticamente.

Como passar na prova da CFP Planejar?

A prova CFP Planejar é, sem dúvidas, extensa e complexa. Por consequência, é também relativamente difícil. Dessa forma, o melhor a fazer é se organizar de forma que o seu cronograma de estudos contemple todo o conhecimento necessário para obter a certificação.

Para isso, eu tenho algumas recomendações:

Simulado CFP Planejar

O simulado CFP Planejar da TopInvest é extremamente fiel à prova real. Aqui, inclusive, eu não falo apenas da semelhança entre as questões, mas também da dinâmica da prova. Ou seja, é possível realizar o simulado completo, ou apenas um módulo por vez.

Apostila CFP Planejar

O conteúdo da prova, como você já observou, é enorme. Portanto, não cometa o erro de estudar a partir de materiais incompletos, ou que não sejam de qualidade.

Evitar este problema é fácil: a apostila CFP Planejar da TopInvest é totalmente confiável, continuamente atualizada e, o melhor, gratuita! 

Curso CFP Planejar

Eu sempre comento que a TopInvest oferece suporte completo para te tornar um aprovado em qualquer certificação, certo? Com a CFP, é claro, não seria diferente.

Por essa razão, desenvolvemos o curso preparatório CFP Planejar TopInvest. Nele, você tem ao seu dispor mais de 52 horas de aula, mais de 1300 questões comentadas e suporte online de nossos professores. Não se preocupe: nosso método de estudos e equipe qualificada são tudo o que você precisa para mandar bem na CFP!

Perguntas frequentes

Qual a nota mínima para aprovação no CFP?

O aproveitamento mínimo para a prova completa é de 70% sobre o total de questões, além de 50% para cada módulo. Na versão modular, a porcentagem necessária é de 70% para cada módulo.

Por que tirar a certificação CFP?

A certificação CFP abre inúmeras portas na sua carreira, seja no Brasil ou no exterior. É um diferencial competitivo de grande valor e te possibilita alcançar cargos mais altos no campo dos investimentos.

Quem é responsável pela certificação CFP no Brasil?

No Brasil, a instituição responsável por conceder a CFP é a Planejar.

Qual a diferença entre a CFP e CNPI?

Ao contrário da CFP, a CNPI é obrigatória, segundo a CVM. Com ela, o profissional pode exercer a função de Analista de Valores Mobiliários.

Quais são as atividades de um planejador financeiro?

Orientar decisões e estratégias relacionadas a investimentos, bem como auxiliar na gestão de fluxo de caixa, controle de dívidas e demais aspectos financeiros de uma pessoa física ou jurídica.

A CFP é obrigatória?

Não é obrigatória. Contudo, é um diferencial competitivo internacional de imenso valor no mercado financeiro.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!