Você já sabe que precisa de uma certificação para trabalhar em banco, certo? Além de uma formação tradicional como base da sua carreira, essas certificações serão fundamentais para ditar os rumos do seu futuro profissional. 

Está se perguntando quais são essas certificações e qual seria a melhor opção? Então, continua comigo!

O que é preciso para trabalhar em um banco?

Para bancos públicos, é necessário prestar concursoum curso. Aqui, os requisitos podem mudar de acordo com cada vaga. Logo, é recomendável que você sempre leia os editais com bastante atenção.

Já nos bancos privados, cursos de nível superior são obrigatórios. Além disso, muitos bancos podem exigir habilidades diversas de seus candidatos, como inglês para finanças, boa comunicação e familiaridade com números.

Por último, e definitivamente não menos importante, temos as certificações financeiras – sobre as quais vou dar mais informações no próximo tópico!

As certificações financeiras são obrigatórias?

Algumas certificações financeiras são obrigatórias para que um profissional exerça determinada função. Outras, contudo, não são – porém, não tê-las pode te fazer ser preterido em relação a outros candidatos.

Em suma, a minha eterna recomendação é que você seja, sim, certificado. Mais ainda: que não pare em uma certificação só. Por quê?

Por que é importante ter uma certificação financeira?

As certificações financeiras são a forma que o mercado encontrou de regularizar, reconhecer e qualificar profissionais. Ademais, ainda serve como uma forma de hierarquizar carreiras, definindo salários e funções dentro de uma empresa.

Naturalmente, uma certificação de maior prestígio te oportunizará cargos melhores, com remunerações também melhores. 

Na “base” desse sistema hierárquico, temos certificações mais populares e relativamente mais fáceis de se conseguir. Assim, à primeira vista, podem até parecer menos importantes. Contudo, são elas que vão construir a sua carreira e te abrir as primeiras portas nesta área.

Em suma, cada certificação financeira é importante por si só, e fazem total diferença em diferentes momentos de sua carreira. A decisão de quais você vai conquistar, entretanto, depende dos seus objetivos.

Agora, eu vou apresentar as melhores certificações financeiras para trabalhar em um banco. Vamos lá?

Quais são as certificações bancárias?

Se você ainda não sabe qual certificação bancária escolher, se prepara que eu vou te ajudar a conhecer melhor cada uma delas!

CPA-10

A CPA-10 é uma certificação ofertada pela Anbima, considerada a mais básica de todas as certificações. Com ela, um profissional pode atuar na distribuição de produtos de investimentos em agências bancárias e plataformas de atendimento.

Por ser a mais básica, ela costuma ser exigida em muitas instituições. Veja bem: ela não é obrigatória por lei. Contudo, muitos bancos a tornaram um requisito indispensável, como uma forma de atestar que determinado candidato tem o mínimo necessário para trabalhar com investimentos.

CPA-20

A CPA-20 é uma espécie de sequência da CPA-10. Com ela, além de um profissional poder exercer todas as funções previstas pela CPA-10, ainda tem a chance de trabalhar com clientes de alta renda.

Em outras palavras, a CPA-20 é uma evolução na carreira. Com mais responsabilidades, vêm também melhores remunerações e oportunidades. 

Há, inclusive, quem pule a CPA-10 e obtenha a CPA-20 por primeiro. Essa é uma boa decisão, porém, há de se considerar que você deve ter certeza de que está preparado de verdade para pular uma etapa.

CEA

Das certificações oferecidas pela Anbima, a CEA é a de maior prestígio. Com ela, você se torna um especialista em investimentos. Tentador, não acha?

Com essa certificação, o profissional pode recomendar produtos de investimento e auxiliar clientes com suas carteiras de títulos. Ademais, pode escolher entre trabalhar em um banco, ou de forma independente. 

Para quem almeja trabalhar com investimentos, essa é uma excelente opção!

ANCORD AAI

A certificação de Agente Autônomo de Investimentos, da Ancord, é outra boa opção para quem deseja ajudar outras pessoas a investir.

Ao se tornar um AAI, o profissional deve atuar a partir de uma corretora. Além disso, deve estar atento à regra de não poder interferir nas decisões de seus clientes – apenas prestar orientações sobre produtos de investimentos.

Na prática, um AAI trabalha exclusivamente com investimentos. Então, se essa área te agrada, vale a pena começar a estudar!

Certificações Abecip

Para se trabalhar com crédito imobiliário, a Abecip é obrigatória. Geralmente, quem atua como correspondente bancário é quem mais busca por essa certificação, a fim de oferecer esse tipo de serviço aos seus clientes.

Essa certificação se divide entre: 300, 400 e 600. Essa hierarquia se deve, naturalmente, ao fato de uma ser uma versão mais avançada e completa que a outra. Inclusive, para aqueles que lidam diretamente com clientes de crédito imobiliário em seu dia a dia, a Abecip CA-600 é exigida.

Certificações Febraban

Aqui temos outra certificação especial para quem deseja trabalhar como correspondente bancário. 

Para que esses profissionais estejam autorizados a oferecer linhas de crédito aos clientes, a certificação é obrigatória. Do contrário, é possível somente viabilizar pagamento de boletos, por exemplo. Dessa forma, a instituição garante a qualidade dos correspondentes bancários, e também a segurança de seu público.

Aneps

Assim como a certificação da Febraban, a Aneps também é obrigatória para os correspondentes bancários que desejam oferecer linhas de crédito. Assim, estes devem optar entre Febraban ou Aneps.

Se você consultar os sites dos bancos, verá que todos eles exigem alguma dessas duas certificações para os interessados em oferecer os serviços da instituição por meio da profissão de correspondente.

CFP ®

A sigla CFP vem de Certified Financial Planner. No Brasil, a instituição que a oferta é a Planejar. Como o próprio nome já deixa bem claro, por ser em inglês, que essa certificação tem reconhecimento internacional. Assim, para os que almejam uma carreira fora do Brasil, esse investimento vale a pena.

Com a CFP, o profissional está oficialmente apto a trabalhar com planejamento financeiro, seja de pessoas físicas ou jurídicas. Ou seja, irá auxiliar não somente na gestão de despesas, como também na orientação sobre quais os melhores investimentos para cada perfil de investidor.

CNPI

Tem interesse em trabalhar com investimentos da Bolsa de Valores? Então, considere realizar a prova da CNPI

Essa certificação é voltada para os profissionais que atuam mais especificamente com o mercado de capitais brasileiro. Assim, te garante o título de analista de investimento de valores mobiliários.

No que tange aos investimentos, essa é uma certificação de prestígio mais elevado. Ou seja, ao contar com ela em seu currículo, as suas chances de conseguir grandes clientes, ou trabalhar em empresas melhores é muito maior!

CGA

Aqui temos mais uma certificação oferecida pela Anbima. Em suma, ela existe para reconhecer profissionais que lidam diariamente com transações, clientes e quantias de grande porte. Por consequência, te torna um gestor de recursos e pode abrir portas incríveis na sua carreira.

A CGA é uma das certificações mais cobiçadas do mercado financeiro e isso se deve ao seu alto grau de prestígio. Com ela, é possível ocupar posições de relevância incrível dentro de uma instituição.

CFA

Esta é a Chartered Financial Analyst. Pelo nome, é possível deduzir que ela atesta o seu conhecimento para trabalhar como analista de finanças. Contudo, o grande benefício aqui é que, ao ser um certificado CFA, você pode atuar em qualquer parte do mundo.

Afinal, estamos falando da mais desejada – e também mais difícil – certificação de todas! No Brasil, a porcentagem de aprovados neste exame é bem baixa – por consequência, a concorrência também é.

Para realizar a prova, entretanto, é necessário saber inglês! 

Qual a melhor certificação financeira?

Como você pode ver até aqui, existem inúmeras certificações ideais para trabalhar em banco – cada uma delas aponta para uma direção diferente, ou se encontra em níveis distintos em uma suposta hierarquia.

É claro que, superficialmente falando, a resposta para esta pergunta é: depende das suas ambições e momento atual na carreira. Contudo, se for para escolher apenas uma para te guiar nessa jornada, eu te aconselharia a optar, neste momento, pela CPA-10 – ou CPA-20, se você se sentir confiante e preparado.

Por que, Kleber? Uma boa carreira não começa pelas certificações que estão no topo dessa escalada, como a CFA. Ela começa, na verdade, pela construção de uma base sólida: e é isso que a CPA-10 pode fazer por você.

De início, é essa certificação que vai te abrir as primeiras portas no mercado financeiro. Vai atestar conhecimentos básicos para o seu dia a dia e te colocar em movimento nessa jornada de evolução. 

Como tirar a certificação para trabalhar em banco?

Seja qual for a sua escolhida, fato é que você vai ter que estudar para conquistá-la! Para isso, a TopInvest conta com vários cursos preparatórios para certificações financeiras. Neles, oferecemos muitas questões comentadas, videoaulas e suporte online de nossos professores. Afinal, queremos ter certeza de que mais do que um profissional certificado, você será um profissional top de linha! 

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!