Já imaginou ostentar o título de especialista em investimentos? A força do nome já é um indicativo de como essa classificação pode te abrir portas incríveis no mercado financeiro. Para conquistar essa carreira, você precisa da certificação CEA. Como assim? Vem comigo que eu explico!

O que é a certificação CEA?

A CEA é uma certificação financeira desenvolvida pela Anbima. Dentro da hierarquia dessa instituição, este seria um selo de maior prestígio, já que vem após a CPA-10 e a CPA-20. Com ela, um profissional recebe o título de especialista em investimentos.

Para que serve a certificação CEA?

Como a CEA te concede o título de especialista, ela te oportuniza atuar como tal. Ou seja, você estará oficialmente autorizado a recomendar produtos de investimento e assessorar gerentes de contas. 

Ao obter a CEA, é possível trabalhar tanto para instituições financeiras, como de forma autônoma, atendendo aos próprios clientes.

Quem pode ter a certificação CEA?

Qualquer pessoa! Como a CEA não tem nenhum pré-requisito para a inscrição, até mesmo estudantes que desejam adiantar esse passo na carreira podem prestar a prova. 

Certificação CEA vale a pena?

Vale! Além de te dar o título de especialista em investimentos, a certificação ainda supre a necessidade da CPA-10 e da CPA-20. Ou seja, é um selo mais completo e valioso para o mercado de trabalho. 

Quem a tem no currículo, por consequência, mostra ao mercado de trabalho que é um profissional completo, com bom grau de conhecimento sobre investimentos e que busca aperfeiçoamento constante.

Outro bom motivo para ter a certificação CEA tem a ver com o mercado de trabalho. Como o número de profissionais com este selo é menor, a concorrência também é mais tranquila. Além disso, ao concorrer em uma vaga, ou quando uma empresa passar por cortes de gastos, por exemplo, é muito mais provável que a preferência fique com aqueles que têm uma certificação de maior peso.

Quanto custa a certificação?

A taxa de inscrição para a prova da CEA é de R$520 para profissionais vinculados a uma instituição associada à Anbima. Para os demais, o preço é de R$630. 

Qual a dificuldade da prova CEA?

Difícil, sim – mas jamais impossível. A CEA vem depois da CPA-10 e da CPA-20. Além disso, abrange todas as funções oferecidas por estas duas certificações mais básicas.

Logo, ela é, com certeza, mais difícil, e requer um esforço maior na hora de estudar. Entretanto, como eu disse, não é uma missão impossível. Assim, com organização e bons materiais de estudo, você chega lá.

O que cai no exame de certificação da CEA?

Não sabe o que precisa estudar para tentar a CEA? Dá uma olhada:

Quantos são os profissionais com CEA?

Até a publicação deste artigo, o Brasil conta com pouco mais de 20 mil profissionais certificados com a CEA, segundo dados da Anbima. Ou seja, um número bem pequeno se comparado ao tamanho continental de nosso país – o que, na prática, significa que a concorrência é bem menor.

Quanto ganha um profissional com certificação CEA?

Um profissional com certificação CEA pode ter um salário inicial de R$7.000. Isto é, se considerarmos que este selo abre portas para cargos de maior prestígio. O valor, no entanto, pode variar de acordo com a região do país, a instituição e a função desempenhada.

Vale a pena fazer a certificação CEA por primeiro?

Com certeza! Afinal, a CEA abrange as funções também contempladas pela CPA-10 e CPA-20. Ou seja, é como se você tivesse todas essas certificações mais básicas compiladas em uma só, de maior prestígio.

Entretanto, por estar no topo da hierarquia da Anbima, é natural que a dificuldade dessa prova seja maior. Por isso, se você não se sentir confiante para tentar a CEA antes das demais, não tem problema: comece pela CPA-10 ou CPA-20 e continue estudando para ter, mais tarde, a CEA também.

Qual certificação vale mais a pena CEA ou CGA

Vale mais a pena a certificação que fizer mais sentido de acordo com os seus objetivos profissionais. Isto é, como o foco de atuação destes selos diferem bastante entre si, apontar uma ou outra como mais adequada seria injusto.

Enquanto a CEA volta-se para a atuação com investimentos, a CGA tem mais a ver com gestão de recursos. Ou seja, caminhos diferentes que você precisa escolher antes de tomar a sua decisão.

Qual é a diferença entre a certificação CEA e a CPA-20?

A CEA vem depois da CPA-20, então, a grosso modo pode-se dizer que a primeira seria uma versão mais completa e prestigiada da segunda.

Na prática, quem tem CPA-20 pode trabalhar na distribuição de produtos de investimento para clientes de alta renda, corporate e private banking. Já com a CEA, além destas funções já citadas, ainda pode-se atuar na assessoria de gerentes de contas e também na indicação destes produtos.

Onde estudar para a prova da CEA?

Sentiu o peso dessa certificação? Se sim, aposto que você está com toda a energia necessária para começar a estudar e levar essa conquista para o seu currículo.

Para te ajudar, a TopInvest desenvolveu o curso preparatório para CEA Anbima. Nele, muitas videoaulas, questões comentadas e suporte online de nossos professores vão te ajudar a manjar do conteúdo da prova e se sair bem no dia da prova!  

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!