Você provavelmente já ouviu falar que alguns títulos do tesouro direto tem algo chamado CUPOM. Mas e o que é cupom nos títulos públicos?

Sabia que isso pode fazer muita diferença na rentabilidade final do seu investimento? Sim, porque o cupom são juros que você deixa de receber na data do resgate. 

Mas existência do cupom de juros nos investimentos de títulos públicos pode ser bom ou ruim de acordo com as suas necessidades e estratégia de investimentos. Vou começar do básico explicando o que é cupom nos títulos públicos.

O que é um CUPOM de juros?

Indo direto ao ponto um cupom de juros nada mais é do que uma parcela do rendimento de sua aplicação que é paga semestralmente de forma antecipada. Para que você compreenda melhor, me acompanhe nos exemplos a seguir.

Você faz a compra de um Tesouro Pré Fixado com vencimento em 2025. Esta aplicação vai funcionar como um CDB.

Isso quer dizer que até a data de vencimento em 01/01/2025 você não recebe nada. No dia do vencimento será creditado na sua conta o principal (valor aplicado) acrescido dos juros remuneratórios. Este é um exemplo de título SEM cupom.

Os títulos públicos em geral oferecem a opção de pagamento semestral de juros aos investidores.

Ao optar em investir no tesouro pré fixado com juros semestrais 2029 você vai receber semestralmente 4,88%, ou seja, você tem um fluxo de recebimento de juros a cada seis meses e no vencimento você recebe o saldo do capital aplicado e dos juros.

A parcela de juros que é paga semestralmente nos títulos do tesouro varia de acordo com o título. Na NTN-B que agora é chamado de Tesouro IPCA os cupons são de 6% a.a (2,96% ao semestre) e para o tesouro pré-fixado os juros semestrais são 10% a.a (ou 4,88% ao semestre).

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Mas esse pagamento de juros semestrais é vantajoso para o investidor? A resposta como tudo em finanças pessoais e investimentos é depende. 

Alguns fatores que devem ser levados em consideração é o objetivo do investidor, momento econômico atual, possibilidade de alteração na taxa de juros, situação econômica do investidor e diversos outros fatores o que acabam tornando a escolha muito pessoal. Então agora que você já sabe o que é cupom nos títulos públicos vamos as vantagens e desvantagens de recebe-los.

As Vantagens

A primeira vantagem do cupom é que o recebimento periódico dos juros cria a possibilidade de ter um fluxo de caixa sem a necessidade de você vender o título ou parte dele para retirar dinheiro da aplicação. Este fluxo de caixa poder ser útil por exemplo para reinvestir o dinheiro em outro ativo, o que é interessante para quem utiliza a estratégia de alocação de ativos.

Para os aposentados os cupons também podem ser fantásticos. Se você decidir viver de renda será imprescindível que seus investimentos proporcionem um fluxo de caixa constante para que você possa pagar suas despesas. 

O tesouro IPCA com vencimento longo e juros semestrais é fantástico para uma situação como essa. É possível investir em títulos com vencimento para 2050 mantendo o poder de compra do dinheiro e recebendo juros semestrais.

Se você ainda não está na fase da aposentadoria mas pretende montar uma carteira de investimentos para viver de renda o recebimento de juros semestrais também é uma boa pedida.

Uma boa carteira previdenciária deve contar com variadas classes de ativos seguros como como Imóveis, Fundos Imobiliários e Títulos Públicos com pagamento de juros semestrais. O que torna o nosso Tesouro IPCA e o TIPS (Treasury Inflation-Protected Securities que é o Tesouro IPCA americano) uma ótima pedida.

Desvantagens

A primeira má notícia é que esse benefício de receber de forma antecipada os juros não sai de graça. Quando você recebe os juros o governo também recebe o imposto de renda de acordo com a tabela regressiva para aplicações de renda fixa.

Isso significa que mesmo que o título venha a vencer somente em 5 anos e você deixe o recurso aplicado por todo esse tempo os primeiros recebimentos de juros serão tributados a uma alíquota maior de 22,50% regredindo até 15%.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Pessoalmente o que mais me incomoda é o “atrapalho” no enriquecimento que isso acarreta. Einstein já dizia que a maior invenção da humanidade são os juros compostos. Afinal qualquer pessoa pode se beneficiar disso e conseguir enriquecer no longo prazo.

Quando você recebe o rendimento todos os semestres este recurso sai do bolo e não rende mais juros sobre juros.

Por último é importante ter consciência de que se você optar por receber os cupons para reinvestimento o cenário econômico pode estar diferente e que não seja possível encontrar as mesmas oportunidades.

Um grande exemplo disso é que em 2016 a taxa SELIC estava em 14,25% ao ano e era possível encontrar títulos pré fixados pagando rendimentos de incríveis 16% ao ano. Com a mudança de cenário econômico já não é possível encontrar rendimento de 12%.

Como saber se o cupom vale a pena para mim?

A resposta está na aula onde falamos sobre Análise do Perfil do Investidor e a adequação dos objetivos aos investimentos.

Qual é o seu objetivo ao investir no título público? Trocar de carro, comprar um apartamento, viver de renda, ter uma reserva emergência…

Tendo um objetivo definido fica fácil fazer a escolha.