Ancord

Como funciona o Fluxo de Caixa nos investimentos?

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 4 de dezembro de 2020

Que o Fluxo de Caixa é uma das ferramentas que facilita e auxilia no planejamento dos recursos de uma empresa você já sabe. É por meio dele que uma gestão toma as melhores decisões a fazer. Mas você sabia que existe o Fluxo de Caixa nos investimentos?

Sim, isso mesmo. Isso acontece pois existem títulos com Fluxo de Caixa com cupons, dentre outras coisas. Como também existem títulos sem ele.

Quer saber mais? Então, já começa dando um play aqui no vídeo:

A prática do Fluxo de Caixa nos investimentos

Pense comigo em um exemplo comercial para ficar mais fácil.

Imagine que eu cansei de dar aula e resolvi vender calçacos. Logo, eu vou até a fábrica da Grendene, a qual também sou acionista e é muito bacana, e compro algumas Melissas.

Eles aceitam me vender, porém me fornecem um tipo de pagamento: se eu comprar hoje R$ 5.000,00 em produtos, isto é, em D+0, eu terei um crédito. Mas, por eu ser um acionista da empresa, ela me passou um crédito para pagar em de D+7.

Após essa negociação, passado alguns dias, quando estava em D+5 eu vendi todos os calçados para que assim fosse possível comprar mais.

O problema é que quando realizei a venda ela foi concordada com pagamento apenas em D+30, o que é possível acontecer – ainda mais se for em cartão de crédito.

Curso online Preparatório para Ancord AAI

O problema do fluxo

Note que eu consegui os 7 dias para pagamento, mas o prazo para que eu possa receber minha própria venda ficou apenas para 30 dias.

Esse acontecimento é chamado de descasamento do Fluxo de Caixa. E esse é o principal motivo pelo o que as empresas quebram.

Sabe por quê?

O motivo é que as empresas podem ter lucro, porém não possuem Fluxo de Caixa.

Qual é a solução?

A solução ideal para isso é realizar um adiantamento de recebíveis, pois realizei a venda no cartão de crédito. Só que, há mais um problema: isso custa caro, quase 2% ao mês.

Tudo bem, porque é a grana da empresa.

Mas qual é a relação com os investimentos?

Galera, há muitas coisas em comum no Fluxo de Caixa nos investimentos com o Fluxo de Caixa normal. Principalmente quando falamos de títulos chamados de títulos pré fixados, por exemplo, ao falarmos de LTN, que sempre possui valor de vencimento de R$ 1.000,00.

Ou seja, dirá que o título é negociado com deságio frente ao valor de face. Logo, essa parada que é de 1 ano, por exemplo, 252 dias úteis e hoje está valendo R$ 890,00 com uma taxa de 10% para assim poder chegar a R$ 1.000,00 no vencimento.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Perceba que a taxa sempre vai ser um valor que case com o valor do título no dia para que no final feche os R$1.000,00.

E o detalhe é que nesse título também há Fluxo de Caixa. Existem os cupons de juros, também chamados de juros semestrais, e é estes que precisamos compreender para podermos desenhar o Fluxo de Caixa do investimento que realizamos. Entendendo como os cupons funcionam, é possível calcular o Preço Unitário do título com cupom ou sem cupom.

Esse assunto cai na prova?

SIM! Esse assunto é muito relevante para sua prova, seja ela ANCORD, CEA, CNPI e aquelas mais aprofundadas do mercado.

Não perde tempo e vem estudar com a gente e aproveite todos os nossos cursos!

Clica aqui e vem ser um profissional Top!

Download Gratuito

7 Dicas para conseguir sua Certificação Financeira

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *