CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Risco de Crédito

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

No artigo sobre Principais Riscos ao Investidor abordamos de forma geral os principais tipos de risco. Hoje iremos tratar de forma mais aprofundada sobre o risco de crédito. Uma definição simples para este risco, é a possibilidade que a contraparte da operação não honre com suas obrigações.

Importante ressaltarmos que o descumprimento das obrigações pode ser total ou parcial. O pagamento parcial de uma obrigação, atraso do pagamento, não pagamento dos juros devidos também é risco de crédito. Títulos financeiros emitidos por órgãos públicos geralmente apresentam o menor risco de crédito, seguidos pelas grandes instituições financeiras.

Toda operação de crédito oferece riscos. Afinal, todo investimento (CDBTítulos Públicos) é um empréstimo de recursos baseado na documentação apresentada por um terceiro. É impossível precisar a realidade do tomador do crédito, seja ele pessoa física ou pessoa jurídica.

Classificação Risco de Crédito

O risco de crédito é classificado em duas categorias. Os Riscos de Primeira Classe e os Riscos de Segunda Classe. Os riscos de primeira classe são aqueles que apresentam um maior nível de risco, ou seja, a possibilidade de o devedor não honrar seus compromissos é maior.

Títulos com este tipo de risco normalmente exigem alguma garantia real como bens imóveis ou máquinas.

Já os riscos de segunda classe apresentam um nível de risco menor. Este tipo de título não costuma apresentar garantias reais.

Alguns exemplos de ativos que apresentam risco de segunda classe são os títulos públicos ou emitidos pelas grandes instituições financeiras como é o caso do tesouro direto com garantia do governo federal e dos CDB’s com garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Risco de Crédito de Títulos Públicos

Os títulos públicos são conhecidos mundialmente por apresentarem um menor risco de crédito. Isso ocorre por que diferente de uma empresa o estado possui o poder tributário.

Através da legislação é possível realizar o aumento dos tributos de forma a garantir o pagamento dos juros e reembolso do capital pego a crédito.

Uma empresa ou instituição financeira não possui este mesmo poder, a única forma de elevar suas receitas a fim de garantir o pagamento de um título se dá através da elevação do faturamento.

Apesar de complexos planos de negócios e projeções, não há nenhuma garantia que a empresa obtenha sucesso.

Gerenciamento de Risco de Crédito

O gerenciamento de risco de crédito em uma carteira de investimentos é extremamente importante, e a forma mais comum de realiza-la é através da diversificação dos investimentos.

Grandes investidores possuem inclusive o hábito de avaliar detalhadamente os ativos que compõem determinado fundo de investimento com a finalidade de reduzir o risco. Um gerenciamento de risco de uma carteira de investimentos é baseada em três princípios:

Curso Online para Certificação CPA10

  • Risco de CréditoIndependência: o gerenciamento do risco deve ser prioritário, sem influências;
  • Objetividade: as decisões devem ser tomadas com embasamento técnico nas informações apresentadas sem dar relevância a boatos do mercado financeiro.
  • Globalidade: todos os ativos da carteira de investimento devem estar suscetíveis a adaptações pela análise de risco;

Atenção: Lembre-se sempre de que o risco de crédito está no emissor do título e não no administrador. Podemos utilizar de um exemplo com os FIDC (Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios), este tipo de fundo de investimento é emitido por grandes instituições financeiras para investidores qualificados.

A carteira é composta por dívidas de outras empresas, não da instituição financeira que administra o fundo. Desta forma o risco é do quem possui a carteira, não do administrador. Por força de normas da CVM não é possível que um mesmo investidor tenha mais de 20% do seu patrimônio em um mesmo fundo.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *