CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Ágio, Deságio e Formas de Negociação dos TPF

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Toda vez que você for adquirir um título do Tesouro Selic e entrar no painel de compra e venda do site da sua Corretora de Valores (veja aqui como escolher uma Corretora de Valores) ou mesmo do Tesouro Direto, você vai encontrar uma taxa de compra e uma taxa de venda, onde é aplicado o Ágio, Deságio e Formas de Negociação dos TPF.

A grande sacada!

Ágio:

Esse cara aqui pode ser entendido como um pedágio. Isso mesmo, aquele que você paga quando vai viajar.

Quando você paga um pedágio estamos, consequentemente, perdendo dinheiro. Isto é, o Ágio estará sempre tirando dinheiro do seu bolso para colocar de outra pessoa.

Tecnicamente, ele é uma cobrança adicional, onde, diminui a rentabilidade do investimento.

Deságio:

Já o Deságio é como se você tivesse recebendo o pedágio. Logo, se você recebe, estará ganhando dinheiro.

Por isso dizemos que quando negociamos um título com Ágio, estamos pagando mais do que ele realmente vale. Enquanto o Deságio está dando um “desconto”, recebendo a mais.

Tecnicamente é como você estivesse no outro lado da moeda, assim recebendo e aumentando a sua rentabilidade do investimento.

Vale você saber que se as taxas forem positivas, significa que os títulos estão sendo negociados com pedágio. E se as taxas forem negativas significa que o Tesouro Selic está sendo negociado com deságio.

Note que se pagarmos um pedágio, estaremos recebendo o valor menor do que o valor da Selic. Então, a lógica é invertida. Quando a taxa for positiva teremos que pagar, e quando ela for negativa, iremos receber.

Mas, você lembra quem é o Tesouro Selic?

Criado a partir de 2000, os Títulos Selic vem sendo corrigido pela própria taxa Selic, diariamente.

Tais taxas são definidas pelo mercado de acordo com a oferta e demanda pelos títulos do Tesouro Selic. As oscilações de Ágio e Deságio, no mesmo, não são muito grandes, e são alteradas de tempos em tempos pelo governo quando os administradores do Tesouro percebem que está havendo maior ou menor procura por esses títulos.

Por ser algo de bastante procura, elas são publicadas no site do Tesouro Direto com o valor do título. Por isso, antes de investir, é essencial pesquisar as diferenças entre preços de compra e venda (spread). Esta que é uma margem do governo utilizada para cobrir os custos de operações, do mesmo modo que os bancos.

Isso significa que na hora de realizar uma compra você sempre estará investindo pelo valor que consta no site oficial do Tesouro. 

As formas de negociação dos TPF

Após revelarmos o Ágio e o Deságio, é importante abordarmos sobre as formas de negociação dos Títulos Públicos Federais.

OS TPF são os ativos de Renda Fixa encontrados em nosso mecado com objetivo de captar recursos financeiros para a dívida pública e do Governo Federal. Apresentam um risco muito baixo por serem ativos do governo.

Suas negociações são bem conhecidas no Mercado Financeiro, porém, é importante relembrarmos:

Títulos Pós Fixados:

  • LTN, NTN-B e NTN-B Principal;
  • Esses títulos foram “aplicados” no ano de 2.000 e valiam inicialmente R$ 1.000,00. Desde então apregoados com juros.

Títulos Pré Fixados:

  • LTN e NTN-F;
  • Tem o valor de face estabelecido em R$ 1.000,00. São sempre negociados com deságio frente ao valor de face.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

E aí? Você já conhecia alguma desta formas de negociação

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to “Ágio, Deságio e Formas de Negociação dos TPF”

Rafael Boeing

Se tiver ágio ou deságio, a remuneração final no vencimento será sobre esse valor investido, ou será o valor de face original corrigido + juros?
Exemplo: face corrigido = 100,00 + 3% juros = 103,00 valor final (simplificando)
Com agio = adquire por 105,00 + 3% juros = 108,00 ? ou será sempre o 103,00?
Com desagio = adquire por 95,00 + 3% juros = 98,00? ou será sempre o 103,00 ?

Kleber Stumpf

Rafael, você está confundindo os conceitos.

Nos títulos com valor de face (Pré ou IPCA) só há DESAGIO.

O conceito de ágio e deságio acima se aplica somente ao Tesouro SELIC, uma vez que o Tesouro SELIC não tem valor de face.

Visite meu canal no YouTube!

Adquira nosso curso completo para as provas da CPA 20.

Siga a gnt no Intagram e não esqueça de compartilhar nosso conteúdo para que possamos continuar com a educação financeira gratuita.

Siga-nos no instagram.
Um abraço,
Kléber Stumpf