O título deste artigo traz em si duas das perguntas mais feitas sobre a CEA. Pode, afinal, usar calculadora? Essa, aliás, é uma dúvida que faz parte de qualquer prova de matemática que já tenhamos na vida, certo? Independentemente da resposta, vem a dúvida sobre como se preparar. 

A prova, é claro, não é barata. Além disso, na hierarquia das certificações, ela está um degrau acima da CPA-10 e da CPA-20. Por essa razão, não é de se espantar que o seu grau de dificuldade seja maior.

Contudo, mantenhamos a calma. Ao final deste artigo, não sobrará nenhuma dessas dúvidas em sua cabeça.

A prova CEA tem cálculo?

Tem, sim! Ao contrário das CPAs, aliás, que não possuem cálculo algum. Está curioso para saber que tipos de cálculos caem na prova? Dá uma olhada em alguns:

  • Média ponderada;
  • Taxas de juros;
  • Regime de capitalização composta;
  • Equivalência de taxas;
  • Imposto de renda;
  • Correlação;
  • Entre outros.

Posso usar calculadora na prova?

Pode! Mas é preciso atenção, afinal, nem todos os modelos são permitidos. A Anbima permite que você tenha consigo a sua calculadora financeira.

Entretanto, é proibido o uso de calculadoras alfanúmericas. As calculadoras científicas e programáveis também são proibidas. Caso você tente realizar a prova com uma, será desclassificado. 

Qual o número de questões?

A prova tem um total de 70 questões. Para ser aprovado, você deve acertar no mínimo 70% delas. As fórmulas necessárias para que a prova seja realizada serão disponibilizadas.

Qual a duração da prova?

Achou que há bastante questões na prova? Pois é! Contudo, você não tem motivo para se preocupar. Afinal, você terá 3h30 para realizar a prova. 

Por essa razão eu sempre recomendo que os candidatos utilizem simulados para estudar. Assim, além de se familiarizar com o conteúdo, também é possível saber como organizar o tempo no dia do teste.

É difícil passar na CEA?

Aqui, é difícil evitar o clichê de que se você estudar, não será tão difícil assim. Geralmente, a taxa de aprovação nessa certificação fica na casa dos 40%. Ou seja, menos da metade dos candidatos conseguem passar nela. 

Como eu já mencionei, ela é uma certificação de maior peso que as CPAs. Por consequência, ela também é um pouco mais difícil. É por isso que eu recomendo que você se prepare bem antes de prestá-la. Normalmente, quem realiza a prova é quem já tem alguma experiência ou familiaridade com o mercado financeiro. Contudo, nada impede um candidato sem certificação nenhuma de tentar a CEA.

Como me preparar para a CEA?

Primeiramente, você deve saber o que cai na prova. Os assuntos principais são:

Você também pode ter acesso ao conteúdo detalhado na prova clicando aqui. Para que o candidato se prepare bem, a própria Anbima disponibiliza um documento com orientações de estudos

Por aqui, eu tenho algumas dicas para te dar. Para começar…

Quanto tempo estudar para a CEA?

Eu afirmo que em 20 dias é possível estar preparado para prestar a CEA. Entretanto, é claro que isso requer esforço. E mais do que isso: é preciso estudar com os materiais certos e com quem realmente entende do assunto e pode te ajudar. 

Aqui na TopInvest, trabalhamos apenas com materiais atualizados. Além disso, desenvolvemos métodos de estudo que te ajudam a se preparar de maneira bastante consistente para o grande dia. 

Neste link aqui, por exemplo, você encontra um simulado da CEA, para ir praticando os seus conhecimentos. Além disso, também contamos com apostilas gratuitas, bem como um curso completo para te ajudar. Basicamente, tudo o que você precisa para se dar bem. Está esperando o que?

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!