Finanças e Investimentos

O homem mais rico da Babilônia

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

O homem mais rico da Babilônia foi escrito pelo autor George Clason em 1926 em forma de parábolas. Apesar de ter sido escrito a quase um século, suas lições ainda são muito atuais e o livro é um clássico das finanças pessoais.

A obra nos remete a antiga Babilônia, onde havia abundância de de riqueza e bens materiais. Aqui friso bens materiais justamente porque a Babilônia não era um território com riqueza de recursos ou bens naturais.

Uma vez que não haviam riquezas naturais, se fazia necessária a utilização da criatividade e do empreendedorismo dos seus habitantes a criar suas próprias riquezas, ou seja, bens que gerassem lucros. É bom ressaltar, afinal não são todas pessoas conhecem as escritas da bíblia ou são estudiosos de história e sabem portanto que Babilônia foi um dos mais importantes centros urbanos da antiguidade.

Algo que pode nos dar uma pequena idéia da importância da antiga Babilônia é o Museu de Pérgamo, na cidade de Berlim na Alemanha que está aberto a visitação. Neste museu pode-se ver algumas estátuas e obras que foram reconstruídas, além de outras construções onde se pode imaginar um pouco sobre a riqueza daquele povo produzida pela sua própria necessidade de criar e produzir algo que os sustentasse.

Os babilônios aprenderam o valor do dinheiro e a melhor maneira de investi-lo, o que é retratado nesta obra literária.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

O livro “O homem mais rico da babilônia” inicia quando seus principais personagens que nunca conseguiram acumular nenhuma posse se unem e procuram conhecimento externo para conseguirem algo a mais. O principal protagonista da história é Arkad, que não conseguia separar um dinheiro para economizar até que um dia conhece Algamish. Este era uma espécie de bancário, emprestava dinheiro para as pessoas. Assim Arkad lhe pergunta o que fazer para ter dinheiro como ele.

As ideias principais do livro são sete:

  1. De cada dez moedas que ganhar, gaste apenas nove
  2. Faça orçamento de seus gastos para dar conta de suas necessidades, alguns prazeres e mesmo assim poupar 10%
  3. Faça o dinheiro multiplicar: aplique em atividades que tragam lucro ou rendimentos
  4. Guarde dinheiro em lugar seguro, onde haja liquidez e tenha lucro;
  5. Seja dono de sua própria casa
  6. Cuide de sua velhice e de sua família fazendo planos de proteção financeira para o futuro. Faça aquilo que ama e torne-se excepcionalmente bom nesta atividade
  7. Aumente sua capacidade de ganhar: cultive seus poderes, estude, torne-se mais experiente e sábio

O primeiro dos tópicos e um dos mais importantes do livro (pague primeiro a si mesmo) é inclusive citado na obra de Robert T.Kiyosaki em seu livro Pai Rico Pai Pobre que também é uma das minhas recomendações de leitura.

Em o homem mais rico da babilônia é citado também o fato de que você não deve investir em coisas que não se tem conhecimento. Warren Buffet um dos milionários do mercado financeiro tem duas regras:

  1. Nunca perder dinheiro
  2. Não esquecer da regra número 1

As possibilidades de erro ao investir em algo que não temo conhecimento, são sem dúvidas quase que certas. Aplicar seu dinheiro de forma segura é a única maneira de enriquecer. Você irá se beneficiar dos juros compostos e deixar o dinheiro trabalhando por você.

Outro tema interessante é o que diz respeito as despesas consideradas “necessárias”. O autor considera que seriam as mesmas tanto para quem recebe um salário muito alto, quanto como para quem recebe um salário mais baixo. No livro é apresentado um conceito que a base é a mesma, e o restante é apenas vaidade, desejo…

Enfim, todas aquelas razões que levam ao consumismo desenfreado causando um suicídio financeiro. Caso você queira saber mais sobre o assunto, escrevi um artigo falando sobre como evitar as armadilhas do consumo.

O livro “O homem mais rico da Babilônia” de George Clason é um livro de leitura fácil e agradável e com certeza irá agregar muitos conhecimentos sobre finanças e investimentos.

Você encontra esta obra disponível na Amazon por R$ 21,90.

Veja outras recomendações de leitura.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to “O homem mais rico da Babilônia”

Josy

Valeu…ótimo artigo! Irei ler o livro.
Grata

Kleber Stumpf

Valeu Josy,

TMJ!

Visite meu canal no YouTube!

Adquira nosso curso completo da para as provas da ANBIMA.

Siga a gnt no Intagram e não esqueça de compartilhar nosso conteúdo para que possamos continuar com a educação financeira gratuita.

Siga-nos no instagram.
Um abraço,
Kléber Stumpf