A Conta Garantida é uma ferramenta muito utilizada por empresas como fonte de financiamento de capital de giro.

Veja no vídeo abaixo mais detalhes sobre como ela funciona:

Como funciona a Conta Garantida?

A conta garantida é similar a um cheque especial com um porém. Esse tipo de operação funciona em uma conta separada. Para facilitar a sua compreensão, aqui vai um exemplo:

Digamos que você tenha um boleto ou uma duplicata a pagar no valor de R$10.000,00 e, na sua conta corrente você tem apenas R$500,00. Em contrapartida sua empresa tem uma conta garantida com um limite de R$50.000,00.

O cheque especial a maioria já conhece, a empresa paga o boleto de R$10.000,00 e somando os R$500,00 de saldo na conta a empresa fica com saldo negativo. É tudo automático, o novo saldo agora será de -R$9.500,00.

A partir desse saldo negativo começam a correr os juros, taxas, e outros impostos sobre o cheque especial.

Mais uma vez, nessa operação é tudo automático. Já na garantida não, a empresa tem os R$10.000,00 e o que acontece é uma espécie de transferência da garantida para a conta corrente tornando possível o pagamento da duplicata.

Nesse caso será necessário tomar um crédito de R$9.500,00 para liquidar o boleto. Obviamente os juros e os encargos vão ocorrer sob este valor ( R$9.500,00).

Conta Garantida X Cheque Especial

A grande diferença do cheque especial para conta garantida, é que a garantida é uma conta separada. Não há um funcionamento automático como o cheque especial e é necessário solicitar uma transferência da garantida a conta corrente. O inverso também ocorre.

Suponhamos que a empresa do nosso exemplo uma venda e o valor da venda entrou diretamente na conta corrente. Agora o novo saldo da conta corrente é de R$15.000,00.

O abatimento (pagamento) da garantida não vai ocorrer de forma automática.

Assim como foi necessário fazer uma transferência da garantida para conta corrente, é preciso fazer o caminho inverso também.

Será necessário fazer uma transferência dos R$ 9.500,00 + juros, impostos e encargos para a quitação da dívida.

Garantias

A segunda diferença entre cheque especial x conta garantida é em relação a exigência de garantias.

No cheque especial os juros são altíssimos porque há um caráter emergencial e também a inexistência de garantias. Na garantida como o nome já sugere é necessário que exista uma garantia que pode ser:

  • CDB
  • LCI
  • Cheque
  • Duplicada
  • Nota Promissória

A garantia pode ser tanto um título de investimento quanto uma conta a receber. Obviamente que como há uma  garantia a operação oferece menos risco ao banco e portanto a taxa de juros é menor que o cheque especial.

Já uma característica que é semelhante ao cheque especial é que a cobrança de juros e encargos é somente sobre o valor utilizado, por exemplo a empresa tinha um limite de R$50.000,00 na garantida e eu utilizou somente  R$9.500,00.

Isso significa que os juros e encargos vão ser cobrados somente sob os R$9.500,00. Os outros  R$40.500,00 ficam disponíveis caso a empresa venha a precisar para uma outra emergência sem a cobrança de juros ou quaisquer encargos.

E para finalizar vale lembrar que tanto o cheque especial como a conta garantida devem ser utilizados somente para emergências.

Essas formas de crédito tem taxas de juros mais altas, e como vimos nas aulas anteriores uma emergência é quando é existe a falta de um planejamento.

Dessa forma as taxas de juros são maiores por que em um empréstimo.

Se a empresa que trabalha ou seu cliente precisar de recursos a longo prazo deve-se sempre optar por opções de financiamento que costumam oferecer taxas mais reduzidas.