Certificações Financeiras

Risco x Retorno

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019
Junte-se a mais de 100 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sempre que ouvimos falar deste assunto, duas perguntas logo nos vêm à mente.

  1. Existe alguma relação entre risco e retorno?
  2. Quanto maior o risco, maior o retorno?

Para que você compreenda a relação entre risco x retorno da melhor forma vamos imaginar que existem duas possibilidades de investimento. Ambas com exatamente o mesmo retorno.

Porém um lhe apresenta uma garantia de 99% de você receber o seu capital investido corrigido por juros, vamos chama-lo de Opção A.

Já na outra opção, a Opção B apresenta uma garantia de apenas 90% de você receber o seu capital corrigido.

A escolha é óbvia, você optaria pela opção A não é mesmo? Todos os investidores fariam a mesma escolha, e desta forma a Opção B não teria clientes. Para que se torne possível a distribuição desta Opção B no mercado o administrador mantém o risco mas elevam em 5% o retorno.

Agora, qual seria a sua escolha? Algumas pessoas optariam pela opção A e outras optariam pela opção B. É através deste simples raciocínio que surge a máxima “quanto maior o risco, maior o retorno.

Esta máxima deve sempre ser considerada quando você for realizar uma opção de investimentos. A rentabilidade sempre deve ser analisada em conjunto com o risco.

Lembre-se que se um investimento oferece uma rentabilidade maior, ele consequentemente irá trazer um risco maior embutido.

Diversificação dos Investimentos

Como tratamos anteriormente em nosso artigo Principais Riscos ao Investidor não existe nenhum investimento com risco zero.

Como não existe nenhum investimento sem risco, não é possível anulá-lo, porém é extremamente possível diminuí-lo de forma significativa através da diversificação.

Lembre-se sempre de “Não colocar todos os ovos na mesma cesta”.

Warren Buffet, o maior investidor de todos os tempos conta em seu livro As escolhas de Warren Buffett que existem duas regras para o sucesso nos investimentos:

  • Nunca perca dinheiro
  • Nunca esqueça da regra número 1

Renda Fixa x Renda Variável

Os investimentos financeiros podem ser divididos em basicamente dois tipos de investimento, os investimentos de renda fixa e os investimentos de renda variável.

Os investimentos de renda fixa são aqueles em que no momento da aplicação a rentabilidade é previamente definida. Alguns dos exemplos mais comuns são o CDB e a Caderneta de Poupança.

Nesta modalidade de investimento, você empresta seus recursos ao governo federal ou a um banco múltiplo para, em um determinado tempo receber de volta o seu capital acrescido de juros em troca do seu empréstimo.

Na renda variável, os recursos são aplicados em ativos com alta volatilidade como é o caso das Ações e Opções.

Neste mercado é possível que você realize a negociação diretamente com outros investidores pela internet pela intermediação de uma corretora de valores por exemplo. É um mercado de livre concorrência e por isso não é possível termos nenhuma certeza.

Break Even

Outra análise importantíssima a fazermos junto com o Risco x Retorno é a do Brak Even.

Break Even é um termo em inglês que em uma tradução livre significa algo como empate. Este termo é utilizado para medir quanto é necessário para recuperar um prejuízo obtido. Pense na seguinte situação.

Você realiza um investimento de R$ 100,00 e sofre uma perda de 20%. Desta forma o seu capital passará a ser de R$80,00.

Qual o percentual de rentabilidade você precisa obter para retornar aos seus 100%? Garanto que a maioria respondeu, 20%. ERRADO.

Veja bem, R$80,00 acrescidos de um retorno de 20% teríamos um saldo final de R$96,00. Para que seus atuais R$80,00 voltem a ser R$100,00 você precisa rentabilizá-lo em 25%.

Curso Online para Certificação CPA10

Quanto maior for o percentual da perda, mais difícil se torna a recuperação. Somente para você ter uma ideia caso sua carteira de investimento sofra uma perda de 50% para recuperar o seu patrimônio do ponto de partida é necessário um ganho de 100%.

Quanto maior o prejuízo, mais difícil será o retorno para o ponto inicial. Justamente partindo desta lógica Warren Buffet chegou a suas duas importantíssimas regras.

Para finalizarmos, deixo apenas uma lembrança que de tão importante é obrigatória a todos os investimentos distribuídos por instituições afiliadas a ANBIMA: “Rentabilidade passada não apresenta garantia de rentabilidade futura.”

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *