Montar um currículo vencedor pode não ser a coisa mais simples do mundo. Um currículo mal escrito, com erros gramaticais ou faltando informações pode ser a diferença entre ser chamado ou não para uma entrevista.

Por isso, além do básico que um currículo deve ter (português correto, com informações completas e relevantes para a vaga), você deve pensar em adaptar seu currículo para diferentes oportunidades de trabalho.

Seu currículo é como seu cartão de visitas, é como o recrutador vai saber se você tem o mínimo de “fit” com a vaga e com a empresa antes mesmo de falar com você.

Montando um currículo que te vende

O que eu pretendo te passar aqui são dicas para que o seu currículo tenha um “temperinho” a mais, pra que você consiga ser notado pelos recrutadores.

Veja algumas dicas essenciais de como montar um currículo:

  1. Dados pessoais: nesta primeira parte você deve se apresentar, com nome completo, idade, endereço, cidade, telefone e e-mail. Aqui é importante que você identifique os seus principais dados, porém lembre-se de filtrar as informações
  2. Objetivo: aqui você pode escrever de forma direta o seu interesse na área ou na vaga específica, lembrando que um pequeno parágrafo é o suficiente. Lembre-se de ser específico para chamar a atenção para a vaga desejada. Nesse ponto é importante adaptar para cada vaga. Se você for aplicar para uma vaga de gerente, não diga que seu objetivo é ser autônomo por exemplo.
  3. Formação acadêmica: nesta etapa você deve incluir os seu último grau de escolaridade, logo, quem não possui Ensino Superior deve colocar o Ensino Médio, e assim por diante. Eu recomendo que aqui você inclua o nome do curso ou estudo, seguido do local e ainda o ano de conclusão. Se você está realizando, ao invés do ano coloque: em andamento
  4. Cursos complementares: todos os cursos extracurriculares ou de curta duração, certificações, até mesmo workshops, certificações financeiras, e assim por diante, podem ser incluídos aqui, lembrando sempre que deve estar mencionado o nome da instituição e ano de realização;
  5. Idiomas: caso você possua o conhecimento em outros idiomas, é importante você ressaltar isso, visto que, elas estão cada vez mais sendo cobradas em todos os mercados
  6. Experiência profissional: aqui você deve incluir os seus outros trabalhos, com local e ano de entrada e saída. Se você estiver buscando seu primeiro emprego, você poderá citar trabalhos voluntários, acadêmicos, participação em experiências empresariais, etc. Se possível coloque sempre uma pequena descrição de suas atividades
  7. Outras informações: intercâmbios, trabalhos voluntários, e atividades realizadas fora do horário de trabalho ou de estudo podem ser citadas

Outra dica extremamente importante: descreva os itens sempre em ordem cronológica inversa. Ou seja, se sua carreira começou 10 anos atrás, coloque por primeiro o último emprego, depois o penúltimo e assim por diante.

Lembre que o recrutador vai ler seu currículo como uma carta – de cima pra baixo. Ele precisa ver a informação mais relevante (experiência atual) por primeiro.

O portal G1 desenvolveu alguns modelos de currículo bem sucintos que podem te ajudar com uma inspiração.

Seja Profissional

Ao enviar um currículo para uma empresa, é esperado que você soe profissional. Veja algumas dicas:

  • A maior parte das empresas não aceita mais (ou não espera receber) currículos preenchidos a mão. Então caso você não tenha acesso direto a um computador/impressora, peça ajuda a algum amigo ou parente.
  • Não é mais preciso incluir foto e número de documentos, como também nome dos pais e cônjuge. A pretensão salarial, somente se for solicitado pelo empregador.
  • Colocar o motivo de saída de empregos anteriores somente se for solicitado.
  • Não escreva “curriculum vitae”, mas sim o seu nome, com uma letra um pouco maior, no lugar do mesmo.
  • E o principal, os erros de português são inaceitáveis em qualquer momento de nossa carreira, por isso sempre revise várias vezes antes de enviar ou entregar seu currículo. 

Seu currículo deve ser profissional e direto ao ponto

Um currículo profissional deve ser também sucinto e direto ao ponto. Isso quer dizer que você deve ter um currículo com no máximo duas páginas e focado na vaga que você está buscando.

E além de você possuir um currículo bem revisado e formado com as suas metas e qualidades, eu recomendo que você utilize uma carta de apresentação junto ao mesmo, pois ela irá somar para a conquista do seu novo emprego.

Agora que você já sabe o básico de como montar um currículo que tal descobrir como se destacar para conseguir uma vaga no banco?

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!