Os gráficos de opções podem até parecer um assunto bastante complexo e difícil de entender para muitas pessoas. Contudo, hoje eu vim para provar que é mais fácil do que você pensava! 

Como os gráficos de opções devem ser interpretados?

Em primeiro lugar, para sermos capazes de interpretar o gráfico das opções, é essencial interpretarmos e compreendermos o próprio Mercado de Opções.

Em resumo, nesta operação negocia-se o direito de comprar ou de vender um determinado bem por um preço fixo no futuro. Assim, o adquirente do direito deve pagar um prêmio ao vendedor.

A forma como interpretamos os gráficos das Opções, e de qualquer outro tipo de negociação na Bolsa de Valores, é parte integrante de uma operação. Da mesma forma, auxilia os investidores e operadores a acompanhar seus resultados. Além, é claro, de delegar o desenvolvimento para suas negociações futuras.

Na hora de interpretar os gráficos, entender a interpretação da opção de compra é mais importante. Afinal, se você compreender a opção de compra, você já entendeu a opção de venda, pois ela é exatamente igual, só que, ao contrário.

Então, começaremos a interpretar o gráfico de opção de compra!

Compra de uma Opção de Compra (Call)

Gráfico: opção de compra (Call).

Nesta opção obtemos o comprador (investidor) e o lançador (vendedor) da opção.

Se compramos uma Opção, estamos acreditando na alta do ativo objeto. Sendo que: quanto maior a cotação, maior o lucro. Ou seja: o ganho é ilimitado.

Já em relação à perda máxima, ela é limitada ao valor do prêmio.

Venda de uma Opção de Compra (Call)

Gráfico: opção de compra (Call).

Agora, o vendedor possui o gráfico ao contrário. Ele começa pelo lucro e acredita na queda do ativo objeto.

Além disso, possui ganho limitado ao prêmio recebido. Em contrapartida, há perda ilimitada: quanto maior o preço do ativo, maior a perda.

Compra de uma Opção de Venda (Put)

Gráfico: opção de venda (Put)

Se estivermos falando de uma opção de venda, ou seja, uma Put, o gráfico será exatamente ao contrário e começará no lucro.

Aqui, o comprador acredita na queda do ativo objeto e o ganho limitado até o ativo objeto chegar a zero.

Já a perda máxima é limitada ao prêmio pago pela opção.

Venda de uma Opção de Venda (Put)

Gráfico: opção de venda (Put).

Aqui, o lançador da opção de venda acredita na alta do ativo objeto. Então, a situação começa a melhorar.

O ganho também é limitado ao prêmio recebido. A perda máxima, por sua vez, é limitada a zero.

Quais ações têm Opções?

As ações que têm Opções são aquelas que apresentam maior volume e negociações na Bolsa de Valores. Assim, Petrobras, Vale e Itaú são alguns bons exemplos de ações com Opções.

Onde consultar a cotação de Opções?

A cotação das Opções pode mudar o tempo todo. Assim, a melhor forma de acompanhar essas mudanças é ficar de olho nelas em tempo real. Para isso, há muitas ferramentas disponíveis por aí. A Infomoney, por exemplo, disponibiliza a cotação em tempo real das Opções neste link aqui.
Curtiu o conteúdo e deseja aprender mais? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!