Renda Fixa e Renda Variável CPA 10

Títulos de Crédito Imobiliário

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

No mercado financeiro nacional, temos dois tipos de Títulos de Crédito Imobiliário. As LCI (Letra de credito imobiliário) e as CRI (Certificado de recebíveis imobiliários). Inclusive já fizemos um artigo comparando CRI x LCI.

Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre os dois investimentos, e mostrar a importância que ambos têm.

CRI (Certificado de recebíveis imobiliários)

As CRI são bem mais difíceis de ter acesso. Primeiramente, pelo valor que as mesas possuem. Sempre acima dos milhares de reais.

Quantia que acaba inviabilizando o investimento em tais títulos.  O CRI também não conta com garantia do FGC (fundo garantidor de credito).

Porem, os títulos estão atrelados, aos imóveis. Sendo assim, havendo uma inadimplência, o imóvel que esta servindo como garantia, pode vir a ser passado aos investidores.

No mercado, temos lajes corporativas, Shoppings Centers, e vários tipos de imóveis que acabam servindo como garantia.

A rentabilidade proporcionada por esse tipo de investimento é bem interessante. Podemos encontrar papeis atrelados ao DI, IGPM, IPCA mais juros prefixados.

Sem esquecer-se de papeis que possuem uma alíquota maior do DI, exemplo; 120% d DI. É possível encontrar CRI com rentabilidade de IPCA mais 8% de juro.

Rendimento muito interessante, já imaginou contar com uma aplicação que vai corrigir o valor investido pela inflação, mais juros prefixados? Muito bom, não é?

O lado ruim desse investimento está por conta da pouca liquidez no mercado, e pelo alto valor necessário para comprar tais papeis.

Curso Online para Certificação CPA10

Algumas corretoras com o intuito de facilitar o processo de negociação, ainda disponibilizaram plataformas de compra e venda de títulos.

Nessas plataformas, os clientes podem contar CRI, LCI, LCA, CDB e diversos outros tipos de produtos de renda fixa.

O valor de cada CRI pode variar bastante, mas nunca vi títulos abaixo de cem mil reais. Valor que acaba dificultando o investimento de muitos clientes.

Caso, o investidor queira ter um pedaço do patrimônio alocado em CRI, ele poderá optar por fundos imobiliários.

Alguns fundos como KNCR11, FEXC11B, XPGA entre outros, possuem em suas carteira uma grande diversidade de CRI.

Dessa forma, o investidor poderá estar investido em tal aplicação, e com certa diversificação.

LCI (Certificado de recebíveis imobiliários)

As letras de credito imobiliário, por sua vez, são aplicações de mais fácil acesso. Existem alguns bancos, de médio e pequeno porte, que disponibilizam as LCI a partir de mil reais.

Sendo que o investidor pode escolher se vai querer um rendimento prefixado, indexado ao DI, ou até mesmo, atrelado ao IPCA ou IGPM mais juro prefixado.

Os bancos que oferecem tais títulos são o Intermedium e o Daycoval. O banco Sofisa, às vezes tem LCI para investir.

As letras de credito imobiliário são produtos que financiam o credito da área imobiliária. Os bancos oferecem os papeis aos investidores, que por sua vez, aplicam, e com a quantia aplicada, a instituição financeira e empresta.

Diferente da CRI, as LCI possuem garantia do FGC.  O investidor pode tentar comprar tais papeis, por meio das corretoras, ou até mesmo, diretamente dos bancos.

O vencimento de uma LCI pode variar bastante. Desde 6 meses até vários anos. A grande maioria dos títulos é oferecida indexada ao DI, mas é possível encontrar outras formas de remuneração.

Outra coisa, diferente do CDB, as LCI são isentas de IR, ou seja, o rendimento obtido por meio de sua aplicação voltara, ao final do vencimento, integralmente ao investidor.

Download Gratuito

7 Dicas para conseguir sua Certificação Financeira

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *