Certificações Financeiras

Restrições ao Investidor - Análise de Perfil

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Diante de uma conduta ética e prezar por um relacionamento de longo prazo para com os clientes, os profissionais e o Sistema Financeiro devem moderar as recomendações para seus clientes.

Essa moderação deve ser atendida de acordo com as necessidades, anseios e limitações que eles possuem. Porém, isso só é possível se fizermos uma análise de perfil do investidor sabendo exatamente quais são as restrições que ele deve ter.

Mas tudo isso deve ser realizado diante de uma postura e conduta ética – não se esqueça. Só assim será admissível realizar o que for melhor para cada perfil de cliente.

Curso Online para Certificação CPA10

É por isso que é tão importante compreender como agir com esse cliente. E são as restrições que devem ser seguidas para que tudo ocorra de maneira correta para determinado investidor são:

Idade:

  • A relação da idade aos riscos assumidos;

Isso significa algo assim: se uma pessoa com 20 anos, investir em ações e por um acaso perder tudo, tudo bem, ela terá anos pela frente para recuperar. Mas, para quem possui 60 anos, já é mais difícil ter um prazo para recuperar a perda.

Por isso que, quanto mais jovem, mais riscos. E quanto mais experiente, mais conservador.

  • Clientes mais jovens podem ter como recomendação produtos com maior risco. Isso acontece, porque tem o tempo ao seu favor;
  • Já clientes mais velhos dificilmente terá como recomendação produtos de alto risco. Porque, esse produtos possuem alta volatilidade e são indicados para o longo prazo.

Horizonte de Investimento:

  • Sobre a liquidez, que é a facilidade de um produto ser negociado ou se tornar dinheiro novamente;

Lembre-se: quanto mais líquido, mais fácil de transformar em dinheiro. Quanto menos líquido, mais difícil é esta transformação.

  • Os produtos deverão ser recomendados a partir dos objetivos que seus clientes tiverem;
  • Exemplo: um cliente quer investir um dinheiro, que vai querer dar entrada em um carro daqui a dois anos. Assim, o profissional vai indicar um produto que atenda este prazo.

Por isso é tão importante casar o prazo do investimento com o objetivo do investidor.

Conhecimento do Produto:

  • Sugerir produtos de acordo com os conhecimentos de seus clientes;
  • Para quem não conhece o mercado financeiro e desconhece os possíveis riscos, é mais indicado sugerir produtos com menos complexidade e mais seguros;
  • Já, para clientes que conhecem o mercado, tem conhecimento sobre os produtos, lhe darão uma maior liberdade para sugerir produtos mais complexos, com maior risco.

É por conta disso que devemos conhecer ao máximo o cliente e oferecer aquilo que for melhor para ele.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Tolerância de Risco:

  • No mercado financeiro e de capitais existem riscos;

Quando falamos de API que pode dar os resultados: conservador, moderado ou arrojado, muitas vezes o pessoal acha que estamos falando apenas da tolerância ao risco. Mas, não é!

Pois, ela leva em consideração todas estas restrições e análises que vimos acima, e por último chega a tolerância ao risco. Desta forma, é que dizemos que existem riscos para qualquer investidor.

  • O risco é: perder seu dinheiro;
  • Tem investidores que aceitam tomar esse risco, em troca de uma maior rentabilidade. Já tem outros investidores que não;
  • Para proteger os investidores, a CVM criou a Instrução Normativa 539 que regula a Análise do Perfil do Investidor (API).

Agora você já sabe quais restrições seguir e fazer uma ótima análise dos seus clientes, mas se ainda tiver alguma dúvida, confere esse vídeo sobre o assunto:

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *