Finanças e Investimentos

Principais tipos de investimento

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Os principais tipos de investimento são uma verdadeira sopa de letrinhas. Mas independentemente do capital que você possui é possível investir bem. Afinal de contas existem aplicações que começam com míseros trinta reais, como por exemplo os títulos do tesouro nacional.

Para te ajudar a navegar por este mar de oportunidades com ondas de letrinhas e siglas preparei um post super completo para você abordando sobre todos os principais tipos de investimento. Aqui vou abordar todas as principais formas de investimento disponíveis hoje.

Se faltar algum tipo de investimento que você queira mais informações, basta deixar nos comentários ao final do post que será um prazer incluir no post. ;).

Vamos a elas…

Caderneta de poupança

Não poderia começar por outro investimento né?

A caderneta de poupança é mais tradicional aplicação financeira e mesmo sendo de conhecimento de todos a sua baixíssima rentabilidade, ainda é a principal escolha dos Brasileiros.

Isso se deve principalmente porque este tipo de investimento tem a adesão mais fácil de todos. Não é necessário nem mesmo ter conta corrente em banco, basta apresentar seus documentos de identificação e residência e já é possível abrir uma caderneta de poupança.

Um dos poucos pontos positivos da poupança é que há a certeza do rendimento sempre no dia do aniversário todos os meses (mesmo que ele seja muito pequeno). Caso você queira saber mais sobre a rentabilidade da poupança basta clicar no link para ler um artigo completo sobre o assunto.

Apesar de ser um investimento de renda fixa, os seus rendimentos dependem de alguns fatores:

  • A taxa TR (calculada pelo Banco Central);
  • A taxa SELIC (taxa básica de juros da economia definida pelo COPOM);
  • O tempo que o dinheiro ficará aplicado:
    • Na poupança para que você receba a rentabilidade os seus depósitos precisam completar o aniversário. Isso quer dizer que o recurso precisa completar 30 dias na conta para que os proventos sejam recebidos. Caso você realize um deposito no dia 5 do mês você precisa deixar o recurso na caderneta de poupança até o dia 5 do próximo mês. Por isso caso queira resgatar seus recursos, dê preferência a fazer saques após o seu dinheiro ter recebido o rendimento.

CDB – Certificado de Depósito Bancário

Os certificados de depósito bancário tem a finalidade de obter recursos para os bancos. Neste tipo de aplicação é como se você estivesse financiando ou emprestando dinheiro para que a instituição financeira realize empréstimos para outras pessoas.

Do mesmo modo que o banco cobra juros quando empresta para alguém, na contrapartida o banco também efetua o pagamento de juros quando recebe por empréstimo um recurso de algum cliente. O segredo aqui é que os bancos oferecem a empréstimos a taxas altíssimas e pagam taxas não muito atrativas para seus investimentos.

Existem três tipos de CDB, mas os mais comuns são os pré fixados e os pós fixados.

Nas opções de CDB pré fixado as taxas de remuneração são informadas no momento do contrato (momento da aplicação), logo elas serão fixas até o final. Isso quer dizer que no momento da aplicação você já saberá a rentabilidade final.

Já quando falamos dos CDBs pós fixados a remuneração pode sofrer alterações de acordo com o indexador contratado, logo não se sabe a remuneração no momento da contratação. O valor final do investimento somente será informado no vencimento da aplicação. Os CDBs prós fixados em sua maioria são referenciados a um percentual do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

A terceira modalidade de CDB mas que não é muito comum é uma espécie de título misto. São títulos que oferecem uma taxa de juros pré definida (assim como o pré fixado) mais a correção da inflação assim como funciona nos títulos do tesouro IPCA.

Estes títulos não são muito comuns, geralmente só é possível encontrá-los nos sites de corretoras de valores e oferecidos por bancos menores.

Quando você for investir em um CDB, o ideal para escolher entre essas três modalidades é acompanhar a taxa SELIC que nos oferece duas hipóteses. Se o cenário apontar uma queda da taxa, o ideal é escolher os pré fixados, em contrapartida se o cenário for de subida da taxa SELIC o  ideal são os pós fixados. 

Quanto ao resgate vai depender do acordo que você fizer com o Banco. Muitos CDBs tem liquidez diária, ou seja, você pode resgatá-los a qualquer momento. Porém quanto maior o tempo de carência maior tende a ser a rentabilidade do CDB.

RDB – Recibos de Depósito Bancário

Os recibos de deposito bancário assim como os CDBs são um empréstimo para o banco. A grande diferença todavia consiste em que no RDB o valor não pode ser retirado antes do prazo estipulado. Os RDBs também podem ser, pré fixado ou pós fixado.

Dos principais tipos de investimento uma característica atrativa dos RDBs assim como a poupança e o CDB é que estes investimentos possuem baixo risco. Isso acontece porque mesmo havendo a possibilidade do banco quebrar caso não seja uma instituição sólida há a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

O FGC funciona como uma espécie de seguro que protege o investidor com até R$ 250.000,00 aplicados por CPF/CNPJ por instituição financeira (limitado até R$ 1 milhão de reais).

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Títulos Públicos – Tesouro Direto

Os títulos públicos são o investimento mais comentado da atualidade e estão entre os principais tipos de investimento. Estes títulos são emitidos pelo governo federal e emitidos pelo Tesouro Nacional. Estes títulos tem uma função semelhante a das debêntures, com a diferença que servem para captar recursos para o financiamento de atividades públicas federais.

Quanto a segurança, por serem atreladas ao governo são vistas como investimentos de baixíssimo risco. Isso ocorre porque se o governo der o calote haveria um colapso generalizado na economia (os bancos são os maiores investidores de títulos públicos) que nenhum outro investimento estaria seguro.

A remuneração dos títulos públicos também ocorre nas modalidades pré fixada ou pós fixada. Veja abaixo as principais formas de remuneração do Tesouro Direto:

  • Pré Fixado
  • Pré Fixado com Juros Semestrais
  • Pós Fixado
  • Pós Fixado com Juros Semestrais
  • Misto (inflação mais taxa de juros)
  • Misto (inflação mais taxa de juros) com Juros Semestrais

Para investir os recursos podem ser aplicados pelo próprio site do Tesouro Direto mediante cadastro e contratação de uma corretora de valores credenciada para realizar a formalização da compra e venda dos títulos.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento funcionam como uma sociedade de investidores, organizada por uma instituição financeira ou por um administrador de recursos. Nesta sociedade, cada investidor entra com o dinheiro que quiser investir, comprando cotas da carteira que tem a política de investimentos adequada ao seu perfil de investidor.

Para resgatar o valor investido basta vender as cotas do fundo de investimento.

Seu ganho ou prejuízo será expresso na diferença de preço entre o preço compra e a venda das suas cotas.

Os fundos estão entre os principais tipos de investimento porque apresentam diversas vantagens, especialmente para o pequeno investidor. Muitas vezes é possível ter um rendimento maior e acesso a investimentos que exigem um valor maior de recursos iniciais assim como  uma maior diversificação das aplicações, com uma potencial redução do risco.

Os fundos de investimento podem ser de renda fixa ou variável. Nos fundos de renda fixa quando se aplica neles se está comprando cotas de fundo que tem em carteira papéis privados de renda fixa como CDB e LC (letras de câmbio) e também títulos públicos.

Já os fundos de renda variável concentram suas operações em ativos que não sejam de renda fixa, concentrando-se desta forma principalmente em ações mas tendo também outros ativos de rendimento variável.

Clubes de Investimento

Os clubes de investimento são grupos menos formais do que fundos de investimento e normalmente são compostos por familiares ou amigos. Atualmente esta modalidade de investimento precisa ter no mínimo três e no máximo cinquenta investidores.

Diferentemente dos fundos de investimento, aqui não é necessário ter um gestor com certificação e autorização prévia da CVM. Apenas um responsável para gerenciar as compras e vendas de ações e outros tipos de investimento.

Investimento em Ações

Quanto alguém opta por investir diretamente em ações o próprio investidor é responsável pela compra, venda, declaração e recolhimento de impostos de suas próprias ações.

Para negociar ações diretamente o investidor precisa ter as negociações intermediadas por uma corretora de valores credenciada que fornece acesso a plataforma de negociação (chamada de home broker) para que você possa gerenciar sua conta.

Os sites das corretoras são muito semelhantes ao seu internet banking. Estando logado é possível consultar saldos, extratos, custos, comprar e vender e muito mais.

Atenção, a corretora de valores não poderá comprar e vender ações em seu nome salvo autorização prévia por escrito. Isso acontece porque apenas um gestor certificado está autorizado a realizar esse tipo de transação em nome do investidor.

Muito cuidado também com as recomendações. Estas só podem ser realizadas por profissionais certificados com o CNPI, o certificado nacional de profissional de investimento.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Investimento em Imóveis

Juntamente com a poupança, a compra de imóveis seja para posterior revenda ou recebimento de alugueis é um dos principais tipos de investimentos no Brasil.

Os imóveis e terrenos costumam ser investimentos sólidos em função da existência de um percentual de valorização destes bens ser atrelada a inflação. Outras coisas que influenciam diretamente na valorização de um imóvel são:

  • Localização
  • Metragem de área construída
  • Vizinhança
  • Vias de acesso
  • Serviços de Transporte

Logicamente existe o valor de depreciação da construção, porém a depreciação costuma ser muito inferior a valorização. Além disso, a manutenção adequada pode reduzir ou diluir esta depreciação.

No Brasil um dos principais tipos de investimento em imóveis é através da compra de um imóvel na venda e posteriormente a revenda deste quando fica pronto. Nesta modalidade o investidor basicamente assume o risco da construção e, é remunerado por isso.

Já nos Estados Unidos os principais tipos de investimento em imóveis estão atrelados a modalidade de comprar um imóvel antigo, consertá-lo e posteriormente realizar a revenda. Este processo é comumente chamado de Fix and Flip.

Aluguel de Imóveis

Uma outra opção de investimento em imóveis são os alugueis.

A opção de investir em imóveis para locação é muito atrativa porque trazem uma renda mensal segura enquanto o imóvel é valorizado. Apesar de ser possível formas mais interessantes de se investir em imóveis focando a renda mensal esta é um ótimo investimento para as famílias que estão pensando na aposentadoria. Afinal de contas, são poucos os investimentos que trazem um fluxo de caixa mensal para o investidor.

Fundos de Investimento Imobiliário

De todos os tipos de investimento os fundos de investimento imobiliário são sem sombra de dúvidas os meus preferidos. Gosto tanto deste tipo de investimento que 50% de minha carteira é concentradas nos FIIs.

Para quem deseja investir em imóveis para ter uma renda extra e não quer ter problemas com imobiliárias ou inquilinos os Fundos de Investimento Imobiliário são uma alternativa muito interessante.

Os FIIs (fundos de investimento imobiliário) normalmente são proprietários de grandes empreendimentos imobiliários como Shopping Centers, Faculdades e conjuntos de edifícios inteiros. Nesta modalidade de investimento você é proprietário de uma pequena parte destes imóveis gigantescos e ainda tem a administração por profissionais extremamente qualificados.

Porém eu julgo que a maior vantagens dos FIIs é a isenção de imposto de renda nos rendimentos mensais. Isso mesmo, quando você recebe o aluguel na pessoa física é necessário declarar o imposto de renda e a alíquota do imposto federal pode chegar a 27,50%.  Já os FIIs são incentivados pelo governo federal e o recebimento mensal de alugueis é isento de imposto de renda.

Debêntures

Do mesmo modo que existem títulos de dívida pública as empresas também podem emitir títulos de dívida privada para os interessados. Essas empresas aplicam os recursos em grandes projetos, os quais trarão mais resultados para as companhias no médio e no longo prazo.

Quando se compra uma debênture, você se torna credor de uma empresa e receberá juros pelo valor emprestado. É a mesma coisa que uma instituição financeira faz com seus clientes quando solicitam um empréstimo. Mas lembre-se, você não é sócio dessa empresa e sim credor dela. Mesmo sem saber você já pode ter investido em debêntures nos fundos de investimento.

É comum que fundos de investimento comprem papéis distintos e, geralmente, as debêntures fazem parte dessas aquisições.

Para o investidor individual principalmente as debêntures incentivadas são muito atrativas porque são isentas de imposto de renda pelo governo federal para realização de projetos de infraestrutura. Graças a esta isenção de imposto de renda as debêntures fazem parte dos principais tipos de investimento.

Previdencia Privada

A previdência privada deve ser considerada como uma forma extra de poupança para a velhice, além da previdência oficial. No Brasil há dois tipos de plano de previdência, os PGBLs e os VGBLs. Estas podem ser abertas, ou fechadas.

  • Previdência Complementar Fechada: Estas previdências são formados para atender empresas de grande porte, sobretudo das estatais. O acesso a este tipo de investimento é restrito a estes grupos determinados e por isso eles não podem ser comercializados no mercado financeiro;
  • Previdência Complementar Aberta: Este tipo de investimento normalmente são comercializados no mercado financeiro por seguradoras ou entidades abertas de previdência privada. As regras são mais flexíveis para atender as necessidades de pessoas físicas ou empresas de qualquer tamanho;

Quanto ao tipo, as previdências podem ser VGBL ou PGBL:

  • VGBL – Vida Gerador de Benefício Livre: Esta modalidade de previdência complementar é indicado para as pessoas que não fazem a declaração completa do imposto de renda e não apresenta benefícios fiscais. Nesta modalidade o imposto de renda incide somente sobre o valor do rendimento.
  • PGBL – Plano Gerador de Benefício Livre: Os PGBLs são os planos mais indicados para profissionais de alta renda e possuem muitos rendimentos retidos. Neste tipo de previdência privada é possível abater até 12% da base de cálculo do imposto de renda. Mas atenção, isso não significa que os aportes são isentos de imposto de renda, pelo contrário. Nesta modalidade o imposto de renda é cobrado sobre todo o valor no fundo de previdência.

Por último, os planos de previdência também diferem quanto a tributação que pode ser progressiva ou regressiva.

  • Tributação Progressiva: A tabela progressiva segue o mesmo modelo de tributação dos salários. Tem a isenção para rendimentos até R$ 1.903,98 e vai subindo progressivamente chegando a 27,50% na faixa de R$ 4.664,68.
  • Tributação Regressiva: Nesta modalidade de tributação a alíquota de imposto de renda vai decaindo conforme o prazo de aplicação. A maior alíquota possível é de 35% para investimentos em períodos inferiores a 2 anos. Em compensação para quem passa mais de 10 anos com o recursos aplicados a alíquota do imposto de renda cai a apenas 10%, a menor em toda indústria de investimentos.

LH – Letra Hipotecárias

A letra hipotecária “é um título de crédito emitido por bancos hipotecários”.

São poucos os bancos que a emitem, pois a maioria deles não precisa de recursos além dos captados por meio da caderneta de poupança para conceder financiamentos imobiliários.

Com a queda da taxa de juros a procura por investimentos de mais longo prazo aumenta.

O principal atrativo dessas aplicações está na remuneração que costuma ser ligeiramente superior aos demais investimentos de renda fixa porque apresenta um risco maior. Mas devido a alta procura nos últimos meses as LHs também ganham um lugar nos principais tipos de investimento.

ETFs

ETFs ou Exchange Traded Funds são fundos de índices comercializados como ações e estão entre os principais tipos de investimento em todo o globo.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Estes fundos são constituídos com de replicar índices como por exemplo o BOVA11 (Ibovespa Fundo de Índice) que visa replicar o desempenho do índice do Ibovespa.

Neste ETF, se o Ibovespa subir 10% no mês, o ETF vai ter um desempenho similar mesmo com a taxa de administração descontada. Porem, caso o índice desvalorize o mesmo ocorre com a cota do ETF.

Como vantagens principais alem da transparência os ETFs são uma forma fácil de se investir em uma grande variedade de mercados. Comparados aos fundos de investimento tradicionais que cobram taxas de administração de 2 a 3% os ETFs são muito atrativos e apresentam taxas na casa de 0,2 a 0,6%.

Moeda Estrangeira

Quanto falamos de investimento em moeda estrangeira como uma das principais formas de investimento a primeira coisa que vem a mente dos investidores iniciantes é o Fundo de Investimento Cambial. Esta pode ser uma alternativa interessante para um pequeno volume de dinheiro ou mesmo uma família que queira se proteger da variação de uma moeda para fazer uma viagem.

Agora se você tem um pouco mais de recursos o ideal é investir diretamente no pais objetivo. Para investir no EUA por exemplo é muito fácil hoje com o BB das Américas. Com 10 mil dólares é possível abrir uma conta remotamente e investir diretamente em dólares nos Estados Unidos.

Stocks (Ações Americanas)

Normalmente o investidor de ações começa comprando ações na bolsa de valores brasileira.

Depois de alguns anos investindo no mercado nacional e adquirindo experiência é comum o investidor constatar que não basta diversificar os investimentos entre empresas e setores, mas sim que é necessário também diversificar entre países.

Tão logo o investidor chega a essa conclusão de cara pensam em um pais, os E.U.A. Os estados unidos possuem o maior mercado financeiro do mundo. Abrindo em conta em uma corretora gringa (existem corretoras especializadas em atender não residentes) é possível ter acesso a ações de empresas como Apple, Microsoft, Google, Coca Cola e muitas outras corporações gigantescas.

REITS (Real Estate Investment Trusts)

OS REITs assim como as Stocks não podem faltar nesta lista dos principais tipos de investimento. Os Real Estate Investment Truts são como os nossos fundos de investimentos imobiliários.

A diferença é que lá fora este tipo de investimento possuem alguns privilégios diferentes. Nos estados unidos é possível até mesmo tomar empréstimos com bancos e outras instituições financeiras para a compra de imoveis novos imóveis para incorporar a carteira do fundo.

Os próprios REITs podem elaborar projetos habitacionais e coloca-los a venda no mercado e até mesmo comprar, recuperar e revender imoveis.

Veja algumas características interessantes:

  • Os REITs devem distribuir pelo menos 90% de sua receita anual em dividendos para os acionistas;
  • Eles devem ter pelo menos 75% de sua receita bruta derivada de alugueis, juros de hipotecas ou ganho provenientes da venda de imóveis. Sendo que 95% dessas fontes devem ser distribuídos;
  • Devem ter os dividendos isentos de imposto, eles podem deduzir os dividendos distribuídos aos seus acionistas na apuração do lucro para o pagamento de impostos;
  •  Tem que ter pelo menos 75% do patrimônio investido em imóveis, empréstimos hipotecários, ações de outros REITs, dinheiro em caixa ou títulos do governo;
  • Os REITs devem ter pelo menos 100 acionistas e não pode ter mais de 50% das ações concentradas nas mãos de 5 ou menos desses acionistas;

Ouro

O ouro normalmente não tem muita relevância em relação a investimentos, exceto em momentos de incerteza econômica como na crise de 2008, nesta época o investimento em com certeza figurou entre os principais tipos de investimento.

Justamente em função da instabilidade econômica mundial o ouro se tornou muito oscilante, o que o torna um investimento de risco. Os investidores experientes levam vantagem neste tipo de investimento por saber o momento  ideal de investir para ter  lucros futuros.

Outro dado curioso é que a valorização do dólar, a crise europeia, a queda nos juros e os resultados da bolsa de valores influenciam o valor da grama do ouro.

Para realizar sua compra deve-se procurar uma corretora de valores credenciada. O valor mínimo da compra é um contrato, ou seja, 250 gramas. Existe também contratos fracionados em 10 gramas ou 0,225 gramas, mas possuem menor liquidez.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

LCI (Letras de credito Imobiliário)

As LCIs são títulos de crédito lastreados obviamente, em credito imobiliário.

Estes investimentos são garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária do imóvel e via de regra são remuneradas pelo CDI. Uma das maiores vantagens das LCIs são a isenção de IRRF para as pessoas físicas. A grande maioria dos CDIS tem duração média de 90 dias, mas vai depender sempre do contrato firmado com a instituição financeira.

A aplicação nas LCIs ocorre exclusivamente por meio de débito em conta-corrente, com crédito automático no vencimento ou na solicitação do resgate antecipado.

Os principais pontos positivos das LCIs são a isenção de imposto de renda para pessoa física, uma rentabilidade atrativas (ligeiramente superior ao CDI) e a segurança do investimento.

Atenção, a emissão de LCIs é exclusiva de instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central com carteira de crédito imobiliário.

LCA (Letra de crédito do Agronegócio)

A LCA é o último dos principais tipos de investimento. Este é um investimento de renda fixa cujos recursos são destinados ao fomento do agronegócio. Assim como as LCIs as LCAs são títulos de credito nominativo que possuem livre negociação.

As LCAs podem ser entendidas como um empréstimo que o investidor faz a uma instituição financeira publica ou privada que fomenta o agronegócio e para que isso ocorra recebe uma remuneração. A grande maioria dos títulos de LCA tem sua remuneração atrelada a um percentual do CDI, uma taxa prefixada ou mesmo uma taxa prefixada mais inflação.

As vantagens são semelhantes as da LCI:Isenção de IR e do IOF para pessoas físicas, uma boa rentabilidade e risco baixo. Algumas das desvantagens são sua baixa liquidez e o alto valor de investimento inicial que pode variar de 100 mil a 1 milhão de reais.

Sentiu falta de algum investimento na nossa lista dos principais tipos de investimento?

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One Reply to “Principais tipos de investimento”

O que é RDB? O Recibo de Depósito Bancário - TopInvest Educação Fi...

[…] não é um integrante do grupo mexicano que você está pensando. Mas sim, faz parte do grupo de tipos de investimentos das nossas conhecidas sopas de letrinhas no Mercado […]