Há uma grande chande de você e quase todo brasileiro já ter usado o Crédito Direto ao Consumidor. Isso porque, não interessa se as taxas forem zero, o CDC é qualquer crédito concedido para a aquisição de bens.

A fim de servir para que Pessoas Físicas – e muitas vezes Jurídicas – façam compras de bens, como por exemplo, automóveis, eletrodomésticos, ou qualquer bem de consumo. Este tipo de crédito é utilizado para estimular a compra. Sendo que, é uma modalidade comum ofertada por bancos e lojas,

Por ser tão comum, ela possui uma taxa de juros bem menor do que outros tipos de crédito do mercado. Logo, se torna atrativa pois possui garantia real.

Além disso, também possui incidência de IOF DE 0,38% de adicional e no máximo de 3% dependendo do seu prazo.

Curso Online para Certificação CPA10

Como funciona o CDC?

Embora este seja o tipo de crédito mais usado sua utilização depende e varia com o caso. Visto que, existem alguns fatores importantes para que o consumidor possa adquirir determinano crédito em uma loja ou instituição.

Tudo pode depender de:

  • situação financeira e renda
  • finalidade do crédito
  • quantia e valores da compra

Sabe aquele crediário em lojas que vamos pagando ao mês? Aquela roupa que você comprou em 5 vezes na loja do shopping?

Então, você também já usou o Crédito Direto ao Consumidor.

Podemos compreender como um empréstimo, o bem adquirido pode ser em compras, crédito, financiamentos e afins. Inclusive, por acarretar em prestações, o consumidor pode até mesmo antecipar as mesmas, à proporção que estas vão diminuindo e muitas vezes adquirindo maiores descontos.

Como esse cédito é taxado?

Para os brasileiros a instituição responsável por fixas as taxas de juros e fiscalizar as instituições é o Banco Central. Isso mesmo, o “banco dos bancos”.

Apesar de o CDC ser muito usado, é importante ficarmos atentos às taxas e buscar conhecer as instituições que fornecem esse tipo de crédito e suas políticas disponíveis a nós consumidores.

Saiba se o CDC vale a pena

Vantagens do CDC

  • O cliente escolhe quanto vai dar de entrada e quanto vai financiar
  • A dívida pode ser quitada a qualquer momento
  • Na opção pré fixada, as prestações são fixas em reais e não sofrem correção

Desvantagens do CDC

  • As taxas de juros são mais baixas nos prazos de financiamentos curtos e mais elevadas no caso de financiamentos mais longos
  • Em períodos longos, o consumidor acaba pagando uma pesada parcela de juros