Certificações Financeiras

Fundos restritos

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Você já deve saber que a maioria dos fundos de investimento são formados por uma grande quantidade de cotistas.

Estes cotistas possuem uma fração de todos os recursos que fazem parte do patrimônio do fundo de investimento.

Este ponto é na verdade, o maior atrativo de um fundo de investimentos.

Afinal devido a isso os investidores tem a oportunidade de investir em produtos financeiros que não poderiam investir individualmente (pelo valor inicial ou mesmo dificuldade de acesso ao mercado) além é claro, do poder de barganha pela grande quantidade de recursos que um investidor possui.

O que são fundos restritos ou fundos exclusivos?

Um fundo de investimentos pode ser constituído por uma única pessoa e, nesse caso ele é chamado de fundo exclusivo. De forma muito semelhante os fundos exclusivos podem ser limitados a um pequeno número de investidores e neste caso chamados de fundo restritos.

Os fundos restritos e exclusivos podem apresentar certas vantagens se tornando mais rentáveis e simples do que investir diretamente como pessoa física.

Quando um fundo exclusivo ou restrito é criado esta estrutura passa a ter CNPJ próprio. Quase como se fosse uma empresa de um único dono. Devido a isso o investidor deixa de ser pessoa física e passa a ser uma pessoa jurídica.

Essa característica faz com que o investidor tenha acesso a uma gama maior de produtos de investimento além de características e legislações específicas para fundos de investimento exclusivos ou fundos restritos.

Quais as vantagens e desvantagens dos fundos restritos?

A principal e maior vantagem dos fundos exclusivos é que não existe incidência de IR sobre o ganho de capital para as movimentações de dentro do fundo e também não a incidência do Imposto de Renda Come Cotas.

Em contrapartida um pequeno empecilho é que caso o fundo seja fechado haverá restrição quanto ao número de resgates do fundo que deve estar pré estabelecido em seu regulamento.

Assim como os demais fundos de investimento, os ganhos em obtidos em fundos restritos podem ser compensados para efeito de IR por eventuais prejuízos de outros ativos do fundo.

Caso haja mais de um investidor (membros da família por exemplo) que deseje ingressar no no fundo é possível, contanto que todos os participantes tenham perfis de investimentos (veja mais sobre API – Análise de Perfil do Investidor) alinhados os membros da família podem utilizar o mesmo fundo. 

O fundo por ter um único valor de cota facilita o acompanhamento da rentabilidade e do valor investido.

Algumas instituições oferecem uma gama mais ampla de fundos multimercado para investimentos via fundos restritos ou exclusivos do que para investimento direto.

Outra vantagem é que com o número reduzido de cotistas torna muito mais fácil os investidores trocarem o gestor, administrador e custodiante do fundo.

Curso online para Certificação CPA20

Desvantagens dos Fundos Restritos

A maior desvantagem dos fundos restritos é sem sombra de dúvida os custos envolvidos. Os principais são:

  • Taxa de gestão
  • Taxa de fiscalização da CVM
  • Taxa de administração
  • Taxa de custódia
  • Mensalidade CETIP/SELIC
  • Auditoria

Fora isso é importante ressaltar o risco do gestor desistir de critérios exclusivamente técnicos na seleção dos fundos da carteira dando preferência aos fundos da casa ou aos que oferecem rebates elevados.

Quando o fundo adquire cotas de outros fundos os custos tornam-se elevados pois ocorre a incidência dupla da taxa de administração. 

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *