Ancord

Como é feito o contrato de agenciamento e remuneração do AAI?

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 20 de julho de 2020

Durante os estudos para se tornar um Agente Autônomo de Investimento, sabemos que existem diversos tipos de contratos nesta profissão. Mas, nunca é tarde para falarmos de um dos mais importantes, o contrato de agenciamento e remuneração do AAI.

Os contratos são muito importantes

O profissional Agente Autônomo de Investimento prospecta clientes e registra transmissões de ordens. Além de, prestar informações sobre produtos cabíveis a quem foi contratado (instituição contratante).

E quando falamos em prestação de serviços é óbvio que haverá contratos. Visto que, exercer atividade de AAI requer o cumprimento de regras específicas, de modo transparente e profissionalmente.

Curso online Preparatório para Ancord AAI

Os contratos são muito simples, porém, muito relevantes. Do mesmo modo, ocorre com o contrato de agenciamento e remuneração.

A única coisa que pode ser distinta é que vai depender do acordo entre Instituição Financeira e o Agente Autônomo de Investimento.

O que podemos falar do contrato de agenciamento e remuneração?

Acerca desse contrato, é importante você saber que ele é feito a partir de as CTVMs e DTVMs, que só podem firmar contrato com AAI previamente autorizados pela CVM e a ANCORD – que é a instituição credenciadora.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Além disso, a Instituição Financeira deve inscrever o AAI em sua relação de AAI’s na página da CVM. E, lembre-se: toda alteração deve ser informada a CVM no prazo de 5 dias úteis.

Assim, a remuneração será pactuada entre o AAI e a Instituição Financeira.

O que pode ocorrer?

Nessas situações o que pode acontecer normalmente é uma “escalonada”. Então, se você leva tanto “x” de recurso, você receberá “x”.

Ou seja, vai escalonando o contrato que é livremente pactuado.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *