Já falei sobre muitas coisas relacionadas aos títulos públicos que são negociados dentro da plataforma Tesouro Direto aqui nos materiais da TopInvest. Hoje continuando a falar sobre este tema vou te explicar como calcular a rentabilidade do Tesouro Direto.

Inclusive vou te ensinar a fazer isso com dois métodos diferentes: o manual e o automático.

Vamos começar pelo método manual.

Calculando a Rentabilidade do Tesouro de Forma Manual

Para que você saiba como calcular a rentabilidade do Tesouro Direto precisamos obedecer dois passos. Primeiramente obter o valor líquido para depois subtrair os custos. Vamos aos passos:

1) Obtendo o valor líquido:

  1. Encontrar valor Preço Unitário (PU) (valor de mercado);
  2. Encontrar o Imposto de Renda: valor do IR depende do tempo em que o título está investido, como comentamos a pouco. Este chamaremos de VALOR IR;
  3. Encontrar a Taxa B3: essa taxa incide sob o seu título desde o momento da aplicação até o momento do resgate. Para encontrar este valor basta pegar o valor na curva (para calcular o valor na curva basta seguir a fórmula de juros compostos ou verificar o gráfico do tesouro) e subtrair 0,3%. Este chamaremos de VALOR B3;
  4. Encontrar a Inflação: Este número é relativamente fácil de se achar em sites como o cálculoexato onde basta colocar a data inicial (momento da aplicação) e a data final (data de hoje ou do resgate) e verificar o valor acumulado. Este chamaremos este valor de INFLAÇÃO;
  5. Encontrar IOF: Caso a venda de seu título seja antes de 30 dias é preciso subtrair este imposto conforme a tabela. Este chamaremos de VALOR IOF;
  6. Encontrar VALOR CUSTÓDIA: Como comentei no artigo em como escolher uma corretora de valores a maioria das corretoras já não cobra mais esta taxa, mas se cobrar basta você multiplicar o percentual de cobrança pelo valor do títulos;
  7. Encontrar VALOR BANCO: Aqui você deve somar todos os custos com transferências bancárias para a corretora e a taxa de custódia se houver;

2) Subtraindo os valores encontrados pelo do valor de mercado do Título

A segunda parte ficou moleza né?

Agora basta subtrair do valor de mercado do título todos os valores encontrados:

  • VALOR IR
  • VALOR B3
  • VALOR INFLAÇÃO
  • VALOR IOF (provavelmente 0)
  • VALOR CUSTÓDIA
  • VALOR BANCO

Pronto! Subtraindo todos os valores chegamos a sua rentabilidade líquida ou rentabilidade real do investimento.

Agora que você já sabe como calcular a rentabilidade do Tesouro Direto da forma manual vamos ver como funciona a forma automática.

Método automático

Nós estamos em 2018 e os carros já se dirigem sozinhos. É claro que você não precisa fazer todos estes cálculos e levantamento de informações na mão.

O Tesouro Direto possui um simulador que já faz todos os cálculos acima listados para você. Basta acessar o simulador do tesouro e obter o valor de sua rentabilidade.

Neste link é possível ainda ver a opinião do governo federal de qual título é mais adequado para você. Nada mais é do que uma API, Análise do Perfil do Investidor.

Para fazer o cálculo primeiro você deve selecionar algum dos títulos disponíveis para compra e em seguida você pode escolher entre duas opções: informar o quanto quer aplicar (aplicação inicial e aportes mensais) ou ainda qual o valor que você pretende obter no futuro.

Se você optar por escolher informar quanto quer aplicar, o resultado mostrará quanto o investimento renderá. O mais legal do simulador é que ele detalha quanto será destinado para as taxas de administração, e Imposto de Renda.

Agora, se você deseja informar quanto quer resgatar em um determinado tempo o simulador fará o cálculo de quanto você precisa investir.

Por último, caso você já tenha comprado um ou mais títulos você também pode fazer este cálculo através da calculadora do cidadação que realiza esta tarefa de forma mais ágil.

Como você viu neste artigo não há nenhum segredo em como calcular a rentabilidade do Tesouro Direto não é mesmo?

Agora é só escolher o título que dá um “match” com seu objetivo de investimento e aguardar os rendimentos.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!