Certificações Financeiras

Taxas de Administração em Fundos de Previdência

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Sem exceção. Todos os planos de previdência possuem alguma taxa administrativa.

É verdade que além da taxa administrativa, podemos ter a incidência da taxa de carregamento e outras taxas diversas.

O que a taxa administrativa pode influenciar?

Basicamente no rendimento total de sua aposentadoria. Por exemplo, uma taxa de 2% ao ano vai retirar esses mesmos 2% dos seus rendimentos.

Ou seja, se os ativos que estão na carteira do plano conseguem remunerar os cotistas em 10% ao ano, com a incidência da taxa administrativa esse resultado pode ir a 8%!

Lógico, estamos fazendo uma conta “burra” sem levar em consideração o juro composto, e possíveis oscilações no rendimento.

Mas de qualquer maneira, o plano de previdência seria afetado pela taxa administrativa. Não existe escapatória, muito menos almoço de graça!

Alias, o investidor pode optar por outro plano que tenha um rendimento maior, e assim não tanto sofra com o impacto da taxa de administração do fundo.

A taxa administrativa deve custar o valor que você está disposto a pagar para alguém investir por você.

Além, é claro dos serviços de aportes automáticos. O plano de previdência é altamente recomendado para aqueles que não conseguem manter a disciplina de investir mensalmente.

É importante levar em consideração todos esses pontos na hora de analisar o plano de previdência, e avaliar se ele é realmente bom.

Planos de previdência x Fundos de investimento em Renda fixa

Observando os planos mais conservadores, os rendimentos podem ser bem próximos de aplicações de renda fixa comuns.

Quando falamos comuns estamos nos referindo aos títulos do tesouro e produtos de renda fixa dos grandes bancos (com mais segurança do que os menores).

Sabendo que o rendimento pode ser bem próximo, a diferença aqui estará na taxa administrativa e na tributação do investimento.

Estou desconsiderando os planos de previdência com taxa de carregamento, porque hoje já existem diversas possibilidades de contratar um plano sem essa bendita taxa.

Levando a mesma em consideração a diferença poderia ser muito grande, então vamos nos manter na taxa administrativa.

Pois então, os fundos de investimento possuem taxas que vão dos 0,3% ao ano até 1% quando o fundo é focado em produtos de renda fixa.

Já os planos de previdência geralmente partem do 1% ao ano podendo chegar até 2%. Ao optar pelo plano de previdência o investidor deve estar avaliando que é bem difícil manter uma disciplina de investimento mensal, e por isso o mais interessante é investir em uma previdência.

Esse deve ser o motivo para pagar mais e assim, manter o dinheiro investido. Caso essa duvida não exista, além de fundos de investimento, o investidor pode partir direto para outros produtos de renda fixa.

Como os CDBs! Não necessariamente os CDBs de grandes bancos, que em grande parte não pagam valores substanciais, mas sim, nas instituições menores.

Curso Online para Certificação CPA10

Conclusão

A taxa administrativa vai fazer parte de todos os planos de previdência privada. A partir do momento que o investidor precisa contar com um gestor e um corpo administrativo para cuidar de suas finanças, terá que desembolsar pelos seus serviços.

É logico que cada um possui o seu preço, portanto faz parte do negócio pesquisar junto às instituições financeiras quais são as taxas que estão intrínsecas nos planos.

Sabendo disso é hora de ver o rendimento de pelo menos, os últimos 5 anos. Dessa forma você conseguira traçar uma linha avaliando quais serão os possíveis retornos que aquele plano poderá oferecer.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *