CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Taxa de Juros Nominal e Real

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Taxa de Juros Nominal ou Real? Podemos definir como taxa de juros a diferença entre o valor pago e o valor recebido em função do tempo.

As taxas de juros beneficiam os poupadores fazendo com que seu capital se torne maior ao longo do tempo.

Em contrapartida as taxas de juros tornam os bens comprados a prazo mais caros pois é necessário remunerar aquele que cede o crédito com juros.

Antes mesmo de começar a te explicar, aqui já vai uma sacada: a Taxa Nominal também é conhecida como Taxa de Juros Aparente, até porque, é o que realmente aparenta nos contratos.

Por isso, falamos que as aparências enganam, então muito cuidado!

Mas, vamos ao que interessa!

Taxa de Juros

É uma remuneração em forma de percentual paga a quem realiza um empréstimo ou faz um investimento. Logo, é uma compensação por ter emprestado ou investido um determinado dinheiro.

Curso Online para Certificação CPA10

Taxa de Juros Nominal

Essa taxa considera o tempo e o preço do principal, para poder contabilizar os juros. Além disso, ela pode ser expressada de forma mensal, trimestral, semestral ou anualmente. Normalmente em porcentagem.

Porém, é preciso que você preste bem atenção, pois não é o tempo dela que dirá se ela é Nominal ou não, mas sim o que está expresso no contrato.

Um exemplo dessa taxa é se eu fiz um investimento de R$ 3.000,00, que paga 20% ao ano. No final do primeiro ano eu resgatarei o meu montante bruto, que será de R$ 3.600,00. Neste caso, a taxa aqui é os 20% ao ano, ou seja, foi o que o banco disse que iria pagar e ele o fez.

Portanto, o banco está aparentemente me pagando 20% ao ano.

Taxa de Juros Real

Esta é a Taxa Nominal tendo a inflação do período descontada, porém, ela possui uma fórmula para ser descoberta:

Fórmula Taxa de Juros Real.

Se você está fazendo a CPA 10 ou a CPA 20, não será preciso fazer contas, mas essa taxa que te deixa entender. Se liga só no exemplo:

Eu fiz um investimento de R$ 3.000,00 que paga 20% ao ano. Durante este período, o IPCA foi medido em 10% ao ano. Neste caso, qual será a Taxa Real de rendimento do meu investimento?

Onde:

  • Taxa nominal =  20% a.a.
  • Taxa de inflação (IPCA) =  10% a.a.
  • Taxa real?

Olha só, eu fiz o mesmo investimento, só que neste período o IPCA foi medido a 10% ao ano. Então, olha só: eu tenho uma rentabilidade de 20% só que a inflação foi de 10%.

E neste caso, para encontrar a taxa de juros aqui é necessário o uso da calculadora HP12C, por isso é importante você saber utilizá-la.

Qual a diferença delas?

Olha só que louco! Se Taxa de Inflação é maior Taxa Nominal = Taxa de Juros Real ficará abaixo de zero. Assim, terá um rendimento real negativo, significando um poder de compra do investidor reduzido entre o momento da aplicação dos recursos e o momento do recebimento do montante principal acrescido dos juros.

Agora, se a situação for inversa onde a Taxa de Inflação é menor do que Taxa Nominal = Taxa Real ficará acima de zero. Isso resultará um rendimento real positivo. Significa que o poder de compra do investidor foi mantido entre o momento da aplicação dos recursos e o momento do recebimento do montante principal acrescido dos juros.

Importante!

Se a Taxa de Inflação no período for negativa, houve deflação. Isso significa que a taxa real de juros será superior à Taxa de Juros Nominal. Assim, o poder de compra do investidor pode crescer num ritmo maior do que aquele indicado pela taxa de juros nominal.

Curso Online para Certificação CPA10

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *