Obviamente, eu sou suspeito para falar. É bastante claro que o mercado financeiro é uma paixão para mim. Ao mesmo tempo, não são poucos os argumentos que eu tenho para responder o título desse artigo.

Entretanto, comecemos pela base da carreira no mercado financeiro: o trabalho. Mesmo com todas as razões do mundo para perceber que construir uma é uma boa decisão, é claro que você vai enfrentar, também, seus desafios.

E quais são eles?

O mercado financeiro é desafiador

Há alguns dias atrás, escrevi sobre tudo aquilo que não te contam sobre a carreira bancária. Se você ainda não leu, este é um bom momento para fazer isso. 

Como já deve ser do seu conhecimento, o mercado financeiro é exigente. É um setor em constante evolução e mudança e que exige que seus profissionais acompanhem esse ritmo.

É por isso, por exemplo, que eu insisto tanto para que você não se contente com uma certificação financeira só. Para se destacar na carreira, para alcançar esse sucesso do qual estou falando agora, é preciso ser mais, ser completo.

Além disso, as metas são partes inerentes ao dia a dia de um bancário. Ser um bom vendedor e não se deixar intimidar pela pressão também são características fundamentais. 

Se essa perspectiva de desafio não te assustou, já é meio caminho andado. Agora, se prepara porque vamos falar da parte boa. 

O dinheiro rege o mundo

Isso é fato. Trabalhamos para ter mais poder aquisitivo, usamos o dinheiro para comprar não só produtos, mas até experiências. A casa dos sonhos, a viagem perfeita, o casamento inesquecível: de uma forma ou de outra, tudo isso envolve dinheiro.

Aonde você quer chegar com isso, Kleber? Eu quero dizer que a carreira no mercado financeiro não vai se tornar obsoleta. 

É claro que, com o passar dos anos, muita coisa vai mudar. Os bancos físicos têm cada vez mais se adaptado ao ambiente digital. Esse é um exemplo de mudança que estamos sujeitos a enfrentar.

Entretanto, a mão humana vai ser sempre necessária. Lidar com clientes, analisar cada situação de forma personalizada e resolver problemas são tarefas diárias nas quais a tecnologia com certeza pode nos ajudar, mas não nos substituir.

O futuro dos bancos é digital

Não dá para falar de tecnologia, carreira no mercado financeiro e mudanças sem mencionar os bancos digitais. De um tempo para cá, muitas operações bancárias têm sido substituídas por aplicativos.

Transferências e pagamentos, por exemplo. Você vai pessoalmente até uma agência para resolver isso? É claro que não. 

As operações digitais conquistaram um espaço tão grande na rotina dos clientes de banco, que mesmo o Banco do Brasil, tão tradicional, tem empreendido adaptações.

Isso significa que embarcar na carreira bancária não vai trazer sucesso no futuro? De forma alguma. Como eu já falei aqui, o segredo é a adaptação.

O profissional que for resiliente, capaz de lidar com qualquer situação (e em qualquer contexto) obviamente vai prosperar. É esse profissional, aliás, que vai ser capaz de atingir altas posições na carreira, lugares aos quais poucos se dedicam a chegar.

Consegue vislumbrar o sucesso dessa empreitada? Porque eu consigo. 

Comece já a investir na sua carreira no mercado financeiro

Começou a ler esse texto com algumas dúvidas sobre se investir em uma carreira no mercado financeiro é ou não uma boa ideia? Agora, espero que tudo esteja mais claro para você.

Acredite: a jornada é cheia de desafios e exigências. Entretanto, as oportunidades e os bons frutos que você colhe são ainda mais abundantes.

E o melhor de tudo é que, ao final, conquistar esse sucesso não é assim tão difícil. Tudo o que você precisa fazer é estudar, não se contentar com pouco e jamais perder a paixão em se tornar um profissional top de linha. Por onde começar? Por aqui, na Casa do Bancário.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!