A grande maioria dos investidores fica tão obcecada em aumentar a rentabilidade dos investimentos que corre riscos desnecessários e esquece algo trivial.

Taxa não ganha de tempo. Isso quer dizer que é muito mais interessante deixar um capital alocado por um prazo maior (a juros compostos é claro) do que com uma rentabilidade maior.

Juros compostos

Não custa relembrar que um bom investimento deve ser obrigatoriamente remunerado pelos juros compostos. Se você ainda não domina este assunto não tem problema, temos um artigo especial falando sobre a diferença entre a capitalização simples e a capitalização composta. Dominar isto conceito é fundamental para que você veja que a taxa não ganha de tempo.

Os juros compostos nada mais são que a incidência de juros sobre juros. Isso causa uma progressão exponencial da rentabilidade do seu capital. Em uma capitalização de juros simples a 1% sobre o montante de R$ 10.000,00 o rendimento sempre será de R$ 100,00. Enquanto isso nos juros compostos o rendimento sempre vai aumentando. Serão R$ 100,00 no primeiro mês, R$ 101,00 no segundo, R$ 102,01 no segundo e assim por diante.

A fórmula para o cálculo dos juros compostos é bem simples.

M = C.(1+i)^n

Onde:

  • M = Montante
  • C = Capital Aplicado
  • i = Taxa de Juros
  • n = Período da Aplicação

Taxa não Ganha de Tempo

Prestou bem atenção na formula?

Repare que os juros são elevados ao expoente do tempo, então quanto maior for o prazo maior será o efeito dos juros compostos.

Mas kleber, se aumentar a taxa e deixar investido o mesmo tempo não vai render mais? Não. Você precisa de um aumento de taxa muito considerável para equalizar a situação e isso sem considerar a tributação que é maior para investimentos de menor prazo.

Esta é a grande cilada de quem procura CDBs de bancos pequenos e médios em busca de uma rentabilidade superior. O grande problema é que Estes CDBs normalmente tem um prazo muito curto e será necessário reaplicar o capital diversas vezes. Este processo além de não garantir a mesma taxa em períodos futuros faz com que você pague o imposto de renda diversas vezes.

Para que fique mais claro vamos a ume exemplo bem prático. Agora em 2018 podemos comprar um tesouro IPCA + com vencimento para 2045 com uma taxa pré fixada de 6% ao ano aproximadamente. O melhor CDB disponível hoje a venda da XP Investimentos é do banco Indusval a 120% do CDI o que em dá algo em torno de 7,65% ao ano. O vencimento é para 2021.

Estabelecidos os parâmetros, vamos as contas supondo um capital inicial de R$ 100.000,00.

Para fins apenas de exemplo não vamos considerar a inflação do Tesouro IPCA e sim que ele renda um pouco mais 7,25%. O que é muito conservador porque se considerarmos a taxa de 6% ao ano sobraria apenas 1,25% para inflação que é bem abaixo da realidade.

Faremos a simulação entre 01/01/2018 até 31/12/2045. Uma única aplicação de R$ 100.000,00 no tesouro para 2045 transformaria nosso capital inicial em R$ 674.717,98. Deste valor será necessário deduzir 15% do rendimento para imposto de renda e teremos um valor final de R$ 586.711,29

Ps.Utilizamos a taxa proporcional de 0,59% a.m.

Vamos agora ao cálculo do CDB agressivo que apresenta uma rentabilidade muito maior. Proporcionalmente estamos falando de uma taxa de 0,59% ao mês. Na primeira etapa teremos os mesmos R$ 100.000,00 aplicados até 2021. Veja abaixo a sequência…

  • 2018 a 2021 = R$ 127.732,65 (descontando 15% de IR)
  • 2022 a 2025 = R$ 163.156,29 (descontado 15% de IR)
  • 2026 a 2029 = R$ 208.401,30 (descontado 15% de IR)
  • 2030 a 2033 = R$ 266.196,50 (descontado 15% de IR)
  • 2034 a 2037 = R$ 340.019,61 (descontado 15% de IR)
  • 2038 a 2041 = R$ 434.316,05 (descontado 15% de IR)
  • 2042 a 2045 = R$ 554.763,40 (descontado 15% de IR)

Resumo. Taxa não ganha de tempo. Você percebe que mesmo reduzindo significativamente a rentabilidade do Tesouro IPCA (praticamente desconsideramos a inflação) a rentabilidade do mesmo capital seria superior em R$ 31.947,89?

Já imaginou se realmente fizéssemos a consideração de uma inflação real próxima a 5% ao ano e levarmos em conta que não será possível sempre conseguir a mesma taxa de 120% do CDI?

A conclusão é simples não é mesmo? Taxa não ganha de tempo.