CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Letras Financeiras e CDBs

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Uma das alternativas preferidas para aqueles que estão começando nos investimentos são os CDBs (Certificado de depósito bancário) que já são bem conhecidos do público em geral.

Os CDBs nada mais são do que títulos de renda fixa de crédito privado oferecidos pelos bancos. Em outras palavras você empresta dinheiro ao banco e a instituição financeira remunera seu dinheiro com juros.

A remuneração deste tipo de investimento é definida na contratação do produto podendo variar de acordo com o valor aplicado, o prazo, a saúde financeiro do banco emitente e é claro o tamanho da instituição financeira.

A comodidade de aplicar pelo site da instituição financeira do qual você é correntista transformam o CDB em um lugar popular para ter sua reserva de curto prazo.

O problema é que quando se trata de construir patrimônio o CDB possui algumas armadilhas. No artigo de ontem falei um pouco sobre o problema do dinheiro parado e os principais tipos de investimento com seus prazos. 

Os CDBs são a forma mais simples para viabilizar os empréstimos que os bancos fazem para seus clientes.

Em outras palavras é um empréstimo que os bancos fazem com você (lhe pagando juros obviamente) para fazer empréstimos para os seus clientes (que pagariam juros muito mais altos para o banco do que a instituição financeira paga para você).

Os CDBs podem ser de três tipos:

  • Pós-fixados e indexados geralmente ao CDI;
  • Pré Fixados;
  • Mistos: Com uma taxa pré-fixada mais a correção da inflação;

A maioria dos CDBs dos grandes bancos possuem liquidez diária, ou seja, permitem resgates em um dia útil. Mas é sempre importante verificar antes de contratar e lembrar que isso tem um preço.

Quanto menor a liquidez maior será a remuneração. Se você contratar um CDB com liquidez de 90 dias e quiser resgatar antes, o banco pode lhe cobrar uma taxa de resgate antecipado que pode matar toda sua remuneração.

O maior risco dos CDBs é o de crédito. O risco de o banco quebrar. Em compensação existe a vantagem da garantia de investimentos de até R$ 250.000,00 por CPF por Instituição Financeira limitado até o valor de um milhão de reais.

É justamente devido ao risco de crédito que os bancos menores que possuem um risco maior também possuem uma taxa de remuneração maior. 

Letras Financeiras

CDB a grande maioria das pessoas já conhece, mas e as letras financeiras?

As letras financeiras também são uma aplicação de renda fixa que busca recursos de longo prazo (partir de dois anos, não podendo ser retirado antes disso) enquanto os CDBs buscam recursos de curto e médio prazo. Este investimento possui um valor mínimo de 150 mil e uma incidência menor de IR (15%) além de alta rentabilidade que normalmente é pós fixada.

Levando em conta o investimento e os prazos mínimos é essencial que a rentabilidade do título em questão seja superior a concorrentes mais líquidos como o CDB.

Se a rentabilidade das letras financeiras não forem ligeiramente superiores não faz sentido aplicar nesses títulos, já que as restrições não oferecem a contrapartida necessária na remuneração. 

O rendimento das letras financeiras costuma ser pós fixado e atrelado ao CDI com a vantagem de que a tributação de imposto de renda é de 15% dos seus ganhos na hora do resgate.

Como o valor não pode ser resgatado antes do prazo é importante fazer um planejamento financeiro pessoal adequado que leve em consideração o longo fluxo de caixa das letras financeiras. As letras financeiras são bem semelhantes aos CDBs porque apesar da maioria dos títulos serem pós-fixados e indexados ao CDI também existem títulos pré fixados e mistos.

Quanto ao risco devemos lembrar que as letras financeiras não possuem a proteção do FGC, isso quer dizer que se a instituição financeira quebrar não há para quem recorrer. De nada adianta buscar rentabilidades absurdas de instituições pouco confiáveis, é preciso ir atrás do histórico de crédito da instituição financeira.

Curso online para Certificação CPA20

Uma boa dica é que você pode simular investimentos em letras financeiras na calculadora do cidadão, uma ferramenta disponibilizada de forma gratuita pelo BACEN. Basta seleccionar CDI digitar o valor a ser simulado, o período e o percentual do CDI. 

As letras financeiras são indicadas para os investidores com patrimônio elevado que buscam diversificar seus investimentos e aplicar quantias maiores com rentabilidade potencialmente maior que a de outros títulos de renda fixa.

Veja algumas vantagens de aplicações nas letras financeiras:

  • Rentabilidade superior a média na renda fixa;
  • Facilidade de aplicação;
  • Diversificação de investimentos;
  • Projeção confiável quanto ao retorno na hora do investimento;
  • Menor alíquota de imposto de renda;

E é claro, as desvantagens:

  • Investimento mínimo de 150 mil;
  • Tem incidência de Imposto de Renda;
  • Prazo longo (no mínimo dois anos);
  • Impossibilidade de resgate antes do vencimento;
  • Não há proteção do FGC;

O risco das letras financeiras é basicamente o crédito da instituição financeira que emite o título. Se a empresa quebrar você não receberá seus recursos.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *