Você provavelmente já ouviu falar de governança corporativa, mas a questão é você sabe exatamente o que é isso?

A governança corporativa trata das melhores práticas para administrar um negócio. Os métodos de governança corporativa tornaram-se essenciais para avaliar os riscos e o retorno de um investimento. Afinal de contas, quem não gostaria de investir em ações de uma empresa transparente?

Além disso, as empresas que praticam a governança corporativa são mais valorizadas e possuem mais facilidade para captar recursos. Ao mesmo tempo em que estas empresas aplicam bem esses recursos se constrói uma boa reputação, e a empresa é consolida no mercado em um processo contínuo de geração de valor para acionistas e consumidores.

Apesar do conceito inicial ter surgido no contexto de grandes empresas de capital aberto, esta prática de gestão também vem influenciando sociedades médias e pequenas empresas. No exterior é comum ver boas práticas de governança corporativa até mesmo organizações estatais.

Então, vamos entender esse conceito norte americano que vem ganhando mais e mais força no brasil?

O que é governança corporativa

Segundo o IBGC (Instituto brasileiro de governança corporativa) podemos definir governança corporativa da seguinte forma:

Governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas.

Também de acordo com a definição do IBGC:

As boas práticas de governança corporativa convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para a qualidade da gestão da organização, sua longevidade e o bem comum

Curso online para Certificação CPA20

Resumindo governança corporativa é um conjunto de boas práticas para aumentar a confiança das partes interessadas ( investidores, acionistas, fornecedores, colaboradores, etc.) perante aos administradores de uma empresa.

Através de princípios como a transparência e de mecanismos que proporcionem um melhor desempenho econômico muitas empresas estão mudando a forma de administrar seu negócio e obtendo cada vez resultados financeiros melhores com a governança corporativa

Funções da Governança Corporativa

A governança corporativa funciona em parte como um jogo, estabelecendo diversas pequenas regras que juntas a rotina dão sentido ao negócio. Desta forma é gerada maior agilidade, transparência e autonomia para a empresa independentemente do seu tamanho.

Um dos significados de crescer com governança corporativa é aprimorar os processos de administração da empresa e obter respostas para perguntas como:

  • Quem participa da votação?
  • Quando é a reunião do conselho?
  • Quem aprova esse orçamento?
  • De quem é a palavra final?

Este conceito se aplica a tomadas de decisão estratégicas como por exemplo, iniciar um novo projeto ou até mesmo a contextos de impasse entre sócios ou diretores.

A governança é extremamente útil quando se faz necessária a tomada de uma em que dois sócios majoritários discordam.

Em outras palavras a governança é quem coloca ordem na casa. Ela é indispensável desde o início afinal e as empresas terão muito menos trabalho.

Principais Ferramentas de Governança Corporativa

  • As organizações dispõem de diversas ferramentas que atuam como conselhos, veja as principais:
  • Auditorias independentes;
  • Documentações rigorosas;
  • Estatutos;
  • Criação de diretorias temáticas (finanças, comercial, fiscal, etc.);
  • Instauração de um Conselho Administrativo ou um Conselho Consultivo;
  • Entregas de relatórios periódicos
  • Implantação de ferramentas de gestão;

Uma empresa com boa governança corporativa implantada, possui bem mais credibilidade perante os investidores.

Essas ferramentas são indispensáveis a empresas de capital aberto, mas são recomendados para qualquer empresa que queira melhorar seus resultados.

Os 4 Princípios de Governança Corporativa

Os 4 princípios básicos da governança corporativa permeiam em menor ou maior grau as práticas que com sua adoção resultam em um clima de confiança, tanto internamente como nas relações com terceiros são elas:

1) Transparência

Consiste no ato de disponibilizar para as partes interessadas todas as informações que sejam de seu interesse, e não apenas aquelas impostas por disposições de leis ou regulamentos.

Não deve restringir-se ao desempenho econômico-financeiro, contemplando também os outros fatores que direcionam a ação gerencial e que conduzem à preservação e à otimização do valor da organização.

2) Equidade

Caracteriza-se pelo tratamento justo de todos os sócios e demais partes interessadas (stakeholders), levando em consideração seus direitos, deveres, necessidades, interesses e expectativas.

3) Prestação de Contas (accountability)

Os agentes de governança devem prestar contas de sua atuação de modo claro e compreensivo, assumindo totalmente as consequências de seus atos e omissões. Atuando com diligência e responsabilidade no âmbito de seus papéis.

Curso online para Certificação CPA20

4) Responsabilidade Corporativa

Os agentes de governança devem zelar pela viabilidade econômica e financeira das organizações. Reduzir os fatores externos negativos de seus negócios e operações, e elevar os fatores positivos.