Quando falamos em Fundos de investimento em índice de mercado, podemos destacar dois tipos. Os fundos propriamente ditos, os tracionais, ou as ETF (Extended Traded Funds), fundos de índices.

Nesse artigo vamos explorar um pouco dos dois, trazendo as vantagens e desvantagens de investir neles.

Fundos tradicionais

Para exemplificar, vou utilizar de fundos de investimento em ações que seguem índices. Já falei em artigos anteriores, sobre a plataforma de fundos do banco do brasil.

A plataforma é bem interessante, devido a grande quantidade de fundos, principalmente relacionados a ações.

Nessa plataforma o cliente poderá encontrar fundos que seguem de perto índices com o Small Caps, Ibovespa, dividendos, entre vários outros.

Esses três índices, podem ser encontrados dentro do site da BM&F Bovespa. Por meio desses fundos, o investidor poderá aplicar de maneira indireta, seus recursos, nas ações que compõem cada um desses índices.

E pode ter certeza, caro leitor, não são poucas empresas que fazem parte desses índices. Só no Ibovespa são mais de 50 empresas. É bastante! Uma ótima diversificação.

Por meio desse investimento em índices, o cotista pode acompanhar a evolução do fundo, juntamente com as oscilações do índice.

Isso acaba dando mais segurança ao investidor. Uma vez que o mesmo estará aplicando em um fundo com uma carteira muito bem diversificada.

A variedade pode estar relacionada, tanto no quesito de empresas, como no tipo de empresa. Podemos ter bancos, mineradores, empresas ligadas ao mercado imobiliário, entre outros nichos.

Dessa forma, o investidor fica muito bem diversificado, e de certa maneira protegido de possível volatilidade que uma ou outra empresa tenha no mercado.

Para complementar esse artigo, vou indicar o seguinte livro ao leitor; Finanças da autora; Marcia Millon Cornett.

Entenda porque o assunto de finanças é algo tão importante na vida das empresas, e principalmente, na vida das pessoas. Com linguagem simples e descomplicada, essa obra é mais uma sugestão na área de finanças.

Desvantagens

Comparando com as ETF, acredito que os fundos possuem a desvantagem relacionada às despesas administrativas.

É bem complicado achar um fundo que tenha uma taxa menor que 2% ao ano. Esse valor, de 2% ao ano, pode até não parecer muito grande, porem, ano após ano, pode acabar sugando parte de seus lucros.

Já as ETF não possuem um custo tão alto.

ETF

As ETF são fundos fechados, e, portanto, a única maneira de aplicar dinheiro nelas, é por meio da bolsa de valores. O BOVA11 é fundo com maior liquidez no mercado.

Tão liquido que existe até opões para o mesmo. Mas o assunto de mercado de opções, vamos deixar para outro artigo. Só mencioneis as opções para demonstrar o quanto é desenvolvido o mercado de BOVA11.

A ETF citada segue o índice Ibovespa, e possui milhares de negócios. As oscilações do índice são bem representadas na volatilidade diária da ETF, sendo uma boa opção de investimento.

Custo

A taxa administrativa de uma ETF é muito baixa, e a quantidade de dinheiro que um fundo negociado em bolsa possui, é bem superior a muitos fundos convencionais.

O investidor pode buscar mais informações, direto do site da empresa que faz a administração de tais ETF, a Blackrock. Essa instituição financeira não é a única, mas posso dizer que é a principal em nosso mercado.

Dentro do site, você poderá achar o histórico de rendimento do fundo, a carteira da ETF, entre vários outros dados.

Vale lembrar que por se tratar de um fundo negociado em bolsa, temos que colocar aqui o custo com custodia e corretagem.

Para comprar uma cota da ETF, ou melhor, um lote de 10 cotas (mínimo), o investidor terá um mínimo de custo.

Que pode ser a corretagem. Mas, existem corretoras, que isentam os clientes de tais taxas. A Socopa é uma delas.

Caso o leitor tenha interesse, sugiro que vá até o site da Socapa para conseguir mais informações a respeito.

Curso Online para Certificação CPA10

Abertura de conta em corretoras hoje ficou bem mais fácil, sendo possível fazer todo o processo de maneira virtual.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!