Com a grande tendência de uma redução forte na taxa de juros, os Clubes de Investimentos em Ações estão voltando com tudo.

Além dos fundos de investimentos, temos no mercado, os clubes de investimento. Eles são bem parecidos com os fundos, porem, possuem algumas diferenças.

A primeira, é que nem todos estão abertos ao publico em geral. Talvez um ou outro, mas, não é possível simplesmente resolver aplicar recursos em um clube, sem uma autorização, por exemplo.

Você terá que entrar em contato com a corretora, comunicando o interesse, por determinado clube, e observando a possibilidade de conseguir investir no mesmo.

Hoje os clubes podem ter até 50 cotistas. Os clubes, também possuem CNPJ, e quando abertos, precisam ficar sobre tutela de alguma corretora.

Por exemplo, uma, pessoa comum, não consegue abrir um clube por si só. É necessário realizar uma consulta com a corretora antes.

Isso porque os investimentos ficarão sobre a custodia da mesma. Para construir clube, o interessado precisar estar ciente de algumas condições, segue:

  • No mínimo três cotistas, e no máximo 50.Clube de Investimentos em ações
  • Utilizando a corretora XP como exemplo, taxa administrativa é de R$: 500,00 ao mês.
  • Sem valor mínimo para começar, porem aconselhável R$: 300 mil.
  • No mínimo 67% do patrimônio investidor em ações.
  • Nenhum dos cotistas poderá ter mais do que 40% do patrimônio do clube.
  • Assembleias periódicas, para discutir assuntos relacionados ao clube.
  • Criação de estatuto.

Essas seriam as principais condições para abrir um clube. Observando pela taxa de manutenção cobrada pela corretora, temos uma ideia de quanto o clube precisa render ao mês.

Sabendo, que no mínimo, o clube precisa ter 67% do patrimônio alocado em ações, o gestor, poderá colocar o restante da quantia em títulos de renda fixa por exemplo.

Dessa forma, o rendimento oriundo dos papeis, poderá compensar essa despesa mensal. Sem falar das taxas de corretagem, que podem envolver as negociações.

Se o clube tiver uma gestão bem ativa, é importante ficar bem atento a taxa de corretagem acordada com a corretora.

Beneficio em investir através de um clube

Um benefício é contar com a gestão do clube. Dessa forma, o cotista, acaba delegando as preocupações em escolher os melhores ativos para o gestor do clube.

Podendo dar atenção às coisas que realmente importam. Os custos, despesas, ficam todas a cargo do clube.

Logico haverá uma taxa administrativa, mas ai, o investidor poderá estudar os valores antes de entrar.

A gestão poderá estar mais próxima de você. Os fundos de investimentos, às vezes são bem grandes, e estão, geralmente, sob a gestão de alguma grande instituição.

Os clubes por sua vez, muitas vezes são constituídos por pessoas comuns. Ou empresas de assessoria financeira, por exemplo.

Curso Online para Certificação CPA10

Dessa forma, é mais fácil ficar por perto, e participar de assembleias que virão a acontecer.

Resumindo

A meu ver, os clubes de investimento possuem vários benefícios, entre eles, poderia destacar a possibilidade de um investidor comum, montar um clube, com seus amigos, ou pessoas próximas.

De forma, que todos poderiam se beneficiar com os rendimentos. Sem falar que juntando valores, e com um montante robusto, fica mais fácil ter acesso a mercados e investimentos que dificilmente uma pessoa física, sozinha conseguiria ter.

E então, conhecendo o correto funcionamento do clube de investimentos, você acha que é uma boa oportunidade de investimentos? Deixe-me saber sua opinião nos comentários abaixo.