Em nosso último vídeo resumão sobre fundos de investimento houveram muitos pedidos para continuar essa série e falarmos sobre BenchMark e Linha D’água.

Então, a pedidos esse é o assunto de hoje. Agora é só acompanhar esse material até o final que tenho certeza que você não vai mais esquecer estes conceitos.

BenchMark ou Índice de Referência

Benchmark é uma palavra em inglês que é muito cobrada nas certificações financeiras, assim como muitos outros termos como call, put, target, duration… Para simplificar estes conceitos muitas vezes basta traduzir para deixar muito  simples.

Benchmark não têm uma  tradução exata, mas significa Índice de Referência. Quando falamos de renda fixa temos alguns índices de referência como por exemplo o CDI  que é o certificado de depósito interbancário. O índice usado de fato como referência é o DI. Inclusive este é o principal índice de referência para renda fixa.

Existem outros índices como por exemplo a taxa Selic, IMBA-b (índice calculado pela própria ANBIMA) e vários outros. Mas detalhe importante é que todos estes são índices de referência de renda fixa. Para renda variável temos o Ibovespa (principal índice do desempenho de mercado de ações brasileiro), o IFIX (índice de referência de fundos de investimento imobiliário) , o Ibrx50 que mede o desempenho das 50 empresas mais negociadas na bolsa brasileira e muito outros. Todos estes são índices de referência de renda variável.

Curso online para Certificação CPA20

O benchmark ou índice de referência serve para três coisas:

  • Ter uma referência: Por exemplo, se eu invisto em um CDB como vou saber se ele está rendendo bem ou não? A resposta é simples. Fazendo uma comparação ao DI. Digamos que o CDB do banco TopInvest rende 85% do DI, já o CDB do banco Xing-Ling rende 130% do DI. Repare que com um índice de referência é possível também comparar a rentabilidade relativa;
  • Análise de Mercado: Com a rentabilidade relativa é possível fazermos uma análise de mercado para verificar qual o melhor investimento. Como no exemplo acima o CDB da TopInvest é muito seguro e oferece uma rentabilidade baixa, em contrapartida o CDB do Xing-Ling tem um risco muito alto e por isso também oferece alta rentabilidade. Com um índice de referência é possível encontrar um meio termo para encontrar o melhor investimento;
  • Taxa de Performance: A taxa de performance nos fundos de investimento é cobrada quanto este supera o rendimento médio do mercado, ou seja, o benchmark ou índice de referência. Este é o conceito que chamamos de Linha D’água.

IMPORTANTE: Antes de avançarmos é importante ficar claro que só podemos ter um índice de referência e não se pode comparar Benchmark de Renda Fixa com Renda Variável e vice e versa. 

Por exemplo, ao investir em um FIA (fundo de investimento em ações) o objetivo do fundo é render 100% do Ibovespa. Este é o objetivo de um típico fundo chamado de fundo referenciado. Estes fundos tem como característica a gestão passiva que visa replicar a rentabilidade do benchmark. Outro exemplo pode ser um FIA Ativo que tem como objetivo trazer o retorno de 130% do Ibovespa. 

Os índices de referência são utilizados tanto em renda fixa quanto variável, mas nunca compare renda fixa com renda variável. Por mais que alguns investidores façam essa comparação absurda também não é incomum ver isso em lâminas de fundos. Afinal, por mais que a IF e o gestor saibam da verdade no final do dia eles precisam vender seus produtos.

Linha D’Água

É uma metodologia utilizada para que o fundo posso cobrar a taxa de performance.

Na realidade, a Linha D’Água é o próprio benchmark ou índice de referência. A taxa de performance só poderá ser cobrada no momento em que o fundo tiver uma rentabilidade maior que a linha d’água. Para que a cobrança possa acontecer, o fundo tem superar o benchmark num período maior que um semestre.

Agora, se a rentabilidade do fundo for menor que o benchmark depois de seis meses e após um tempo, o fundo tiver uma rentabilidade maior que o índice de referência, a taxa de performance negativa pode ser abatida na taxa positiva que vai ser cobrada dos próximos períodos.

Curso online para Certificação CPA20

Taxa de Performance nos Fundos de Investimento

Só para relembrar a taxa de performance é uma taxa de até 20% que o gestor pode cobrar quando o fundo supera o Benchmark. Por exemplo, digamos que um fundo de investimento rendeu menos que o seu Benchmark. O fundo pode cobrar a taxa de performance? NÃO! É vedada a cobrança de taxa de performance sem a superação do índice de referência. Até porque, isso é um sinal de que a performance não foi lá grandes coisas.

Agora, se o FIA TopInvest superou e bastante o Ibovespa (índice de referência para renda variável) ai sim pode ser realizada a cobrança da taxa de performance. O conceito de linha d’água é exatamente o fato de a rentabilidade do fundo superar o seu Benchmark. Chama-se linha d’água porque é um divisor de águas que serve para cobrar a taxa de performance.

De forma simples se o fundo superar o Benchmark que é a linha d’água ou índice de referência ele (o fundo) pode cobrar a taxa de performance. Caso contrário não é possível a cobranças desta taxa. Perfomance quer dizer que o fundo teve um bom desempenho, então se o desempenho for ruim não é possível cobrar por ser ruim em algo. Se a gestão é boa e supera o índice de referência é inclusive justo um bônus ao gestor.

Principais Tipos de Fundos e Seus Índices de Referência

Fundos de Renda Fixa = DI;

Fundos de Renda Fixa com Investimentos em Títulos Públicos = Taxa SELIC

Fundos de Investimento de Inflação = IMA-b;

Fundos de Investimento Multimercado = DI;

Fundos de Investimento em Ações Passivo = Ibovespa;

Fundo de Investimento em Ações Ativo = Ibrx50;

Fundos de Investimento Imobiliário = IFIX;