A Taxa de Administração de Fundos de Investimento é sempre um item decisivo na hora de adquirir ou não tal produto.

Investir em fundos de investimento pode até não provocar a cobrança de uma taxa de custodia, ou de corretagem.

Porem, dentro do fundo, para que o gestor realize todo o trabalho, e até a empresa administradora consiga arcar com os custos operacionais, ocorrem algumas taxas.

Sendo a mais tradicional, a taxa de administração, e em seguida da taxa de performance. Nesse artigo vamos falar um pouco sobre as duas, e de como elas podem prejudicar o investidor, e seus rendimentos.

Taxa de Administração

Praticamente todos os fundos de investimento cobram tal taxa. Dentro dela podemos ter varias despesas, Eventualmente as despesas que compões a taxa são…

  • Remuneração ao gestor
  • Remuneração ao administrador e todas as partes envolvidas na administração
  • Despesas com corretagem e custodia
  • Outros custos, como pagamento de tributos e afins

Essas despesas citadas à cima são algumas que acabam sendo cobradas dentro da taxa administrativa.

Não tão antigamente, existiam muitos fundos, principalmente ofertados pelos grandes bancos, que cobravam taxas que hoje, seriam, de certo modo, seriam um abuso.

Já pensou investir em um fundo que chega a oferecer um rendimento de 13% ao ano, sem contar impostos, porem, tem uma taxa administrativa de 4% ao ano?

Sim, existia esse tipo de fundo. O pior que a cobrança era feita em produtos financeiros baseados na renda fixa.

Típico investimento, que facilmente uma pessoa com um pouco mais de instrução conseguiria fazer com certa facilidade.

Porem, não é todos que possuem tempo, e interesse em saber como o mercado, ou até mesmo a economia funciona.

Olhando por esse lado, podemos até achar, que os bancos acabaram tirando proveito.

O que, pode até ser. Depois de certo tempo, as corretoras independentes, começaram a ganhar terreno.

O que acabou gerando uma grande concorrência aos bancos. Hoje a maior corretora de valores do Brasil a XP Investimentos trabalha forte em uma política de “Desbancarize seus investimentos”. Uma vez que as corretoras vieram com fundos de investimento, mais atrativos.

Oferecendo rendimento maior, e uma taxa administrativa menor. Isso provocou uma redução na taxa administrativa de alguns fundos.

Hoje, acredito ser bem mais difícil se deparar com um fundo de investimento cobrando 4% ao ano.

Mas também não é difícil achar fundos com 3% de tal despesa. A tendência par o futuro é uma redução gradual da taxa de administração.

Acredito que viver sem ter taxa é impossível, uma vês, que existem custos, e despesas inerentes a atividade.

Taxa de Performance

Das duas taxas, essa, a meu ver, essa é muito justa. Ao invés de incorrer com o fundo entregando prejuízo, a taxa de performance só acontece em caso de ganho com o fundo.

Ou seja, ela existe porem o gestor, precisa auferir um ganho para que possa desfrutar de uma participação desse ganho.

Geralmente os fundos que praticam dessa politica, utilizam o CDI como benchmark. Sendo assim, eles aplicam uma porcentagem em cima do DI auferido.

Curso Online para Certificação CPA10

Na grande maioria das vezes é assim; 20% sobre o que passar 100% do DI. Então, se o fundo conseguir render, mais de 100% do DI, 20% daquele valor superior ao DI vira remuneração ao fundo.

Justo não é? Uma vez que toda a equipe, além de entregar um resultado positivo cumprindo com sua obrigação, está lhe entregando um valor maior.

Na realidade isso acaba motivando o gestor, a conseguir um resultado ainda melhor.