O leitor que nos acompanha, já deve ter visto diversos artigos sobre fundos de investimentos.

Cada um explorando uma característica de um mercado tão interessante e promissor. Hoje iremos tratar sobre o Risco dos Ativos Individuais x Risco da Carteira.

Mas então? Quais são os verdadeiros riscos de se investir, nos ativos de maneira individual, ou por meio de fundos?

Risco de investir em fundos

Vamos iniciar falando um pouco sobre os riscos de escolher os fundos. Segue a lista com três fatos que prejudicam quem optar por fundos.

  • Gerenciar seus próprios investimentos
  • Determinar a alocação de recursos em cada ativo
  • Liquidez mais rápida

Quando falo em gerenciar os próprios investimentos, digo em analisar, escolher, vender e comprar os investimentos que fazem parte de sua carteira.

Às vezes pode acontecer de um gestor, não desenvolver um bom trabalho com o fundo. Se isso ocorrer, é bem difícil de fazer o mesmo mudar de ideia.

Ou seja, ou o cliente faz um resgate, ou mantem o valor, torcendo pela estratégia começar a dar lucro.

Caso o cotista resolva sair do fundo, ele pode acabar se deparando com uma prazo bem longo para efetuar do resgate conforme vimos em nosso conteúdo sobre dinâmica da aplicação e resgate de recursos nos fundos de investimento.

Ou seja, do dia em que você resolve resgatar, até o dia em que o dinheiro entrar em sua conta.

Investindo de maneira autônoma, sem um fundo, você determina quando e como, vender e comprar.

Será que a carteira do fundo em que você esta investido é bem equilibrada? Ou o gestor não esta fazendo um trabalho do agrado?

Isso também pode acontecer. Dependendo do administrador do fundo, os investimentos podem não estar de acordo com o senário atual.

Imagine um fundo, onde a maioria dos ativos está com taxas prefixadas, no meio de um período onde o banco central esta subindo o juro?

A carteira poderia estar posicionada de maneira equivocada, tornando a rentabilidade do fundo pequena. Situação inversa ocorre no momento atual por exemplo, onde um fundo com investimentos atrelados a taxas pós fixada tem um posicionamento errado uma vez que passamos por um cenário de redução das taxas de juros.

Esse foi só um exemplo de coisas que podem acontecer. Com a iniciativa de deixar o leitor mais informado, vou indicar um bom livro sobre investimentos.

A obra; Investimentos Em Bolsa De Valores Para Iniciantes: Como Qualquer Um Pode Ter Uma Rica Aposentadoria Ignorando Grande Parte Dos Conselhos Padrões, Sem Desperdiçar Tempo Nem Ser Enganado, do autor; Richard Stooker.

E-book, com menos de 100 paginas, e valor inferior a R$: 10,00. Portanto, uma obra de fácil leitura, indicada para ler em quanto espera na fila do banco, ou em ocasiões onde seria fácil pegar o celular para ler um pouco.

Dependendo do fundo, o cliente pode acabar demorando bastante para ver o dinheiro de volta…

Optando por investir de maneira individual, provavelmente, esse problema não existiria, ou ao menos, poderia ser evitado.

Risco de investir individualmente

Já falamos bastante sobre as desvantagens de investir por meio de fundos. Mas e quando o risco está em investir por nossa conta em risco?

Vamos ver três desvantagens de se investir sozinhos.

  • Custos
  • Praticidade
  • Administração

Você tem ideia o quanto pode acabar gastando ao realizar algumas ordens de compra, ou de venda na bolsa de valores?

Dependendo da corretora, entre R$: 5,00 a R$: 15,00. Esse valor pode acabar onerando, e muito o investidor.

Através dos fundos, o cotista não tem tal gasto, alias, possui a taxa administrativa, que já engloba possíveis custos nas transações.

É muito mais pratico, e sem burocracias optar por fundos de investimento. O cliente só precisa depositar o valor que gostaria de investir, e pronto!

A estratégia, manutenção, gerenciamento, deixa tudo para o gestor do fundo. Dessa maneira o cliente pode ficar mais tranquilo, e focar no que realmente interessa.

Administração é outra coisa bastante relevante.  Não todo mundo que gosta de ficar lendo noticias sobre mercado, politica, e negócios.

Curso Online para Certificação CPA10

Assuntos que de certa maneira estão relacionados aos investimentos. Para conseguir captar boas aplicações, e até realizar alguma especulação, o investidor precisa estar antenado.

Por meio dos fundos, o investidor pode ficar mais tranquilo com relação a isso. O gestor tomará as decisões levando em consideração as politicas internas do fundo.

Sendo assim, desempenhando a função que é incumbida a ele.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!