CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Dinâmica de Aplicação e Resgate de Recursos

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Antes de aplicar em um fundo de investimento, você já deve ter se perguntado como funciona a dinâmica de aplicação e resgate de recursos no fundo de investimento.

“Estou aplicando em um fundo de investimento, mas quero comprar mais cotas, ou quero resgatar parte das que tenho… Como fazer isso? Como funciona?”

Vamos aprender o funcionamento dessas áreas!

Lembrando que estramos tratando de fundos de investimento que são abertos, e não os fechados.

Os fundos fechados, geralmente negociam suas cortas no mercado organizado ou bolsa de valores. Coisa que não é necessária em fundos abertos, enfim, vamos dar continuidade ao nosso artigo!

Aplicação

A partir do momento que colocamos dinheiro em um fundo de investimento, ele não vira automaticamente cotas, ou não estará lá rendendo imediatamente.

Leva certo tempo para que o dinheiro seja lançado, e contabilizado dentro do fundo. Esse período é chamado de Prazo de Cotização.

Isso nada mais é, que o tempo necessário para transformar a aplicação em cotas. Pode ficar tranquilo, que o tempo médio para isso acontecer não é maior que um ou dois dias.

Em artigos anteriores falamos sobre as principais características que definem a cota de fundo de investimentos, vamos relembrar o funcionamento…

Quando o investidor aplica recursos em um fundo de investimento, ele acaba comprando as cotas do mesmo.

Isso significa que o valor do investidor será convertido em cotas, das quais, serão valorizadas ou depreciadas, dependendo do desempenho do ativo.

Observando esses detalhes, parece bem similar ao investir em ações. Uma cota seria equivalente a uma ação.

Assim, o saldo do investidor seria representando pelo valor atualizado das cotas.

Resgates

Ao contrario da aplicação, que parece ocorrer de maneira bem mais rápida do que a aplicação. Na hora que o cliente realiza o resgate de seus recursos do fundo, ele pode acabar tendo que esperar mais tempo, do que um ou dois dias, para ver o dinheiro na conta.

Isso pode acontecer devido à diferença de liquidez de cada ativo. Existe investimento de fácil transação, que podem ser comprados ou vendidos, de maneira muito rápida.

Outros, já não possuem tal característica. Vamos ver algumas definições na hora do resgate…

  • Prazo de liquidação
  • Prazo de resgate

Cada um desses prazos representa um determinado período na hora de reaver a sua aplicação.

Quando falamos de prazo de liquidação, estamos estipulando os dias necessários para transformar a sua cota, em dinheiro novamente.

Já, na hora que estamos falando de prazo de resgate, estamos avaliando o tempo necessário para a cota virar dinheiro e entrar em sua conta.

Sendo assim, fica claro que o prazo de resgate será sempre maior que o prazo de liquidação.

Fique atento ao tempo para resgate

Não é difícil se deparar com investidores que acabaram aplicando seus recursos em fundos que tinha ótimo histórico de desempenho, porem com prazo muito extenso de resgate.

E quando o investidor se da conta do fato, é tarde de mais. O dinheiro que era para uma emergência, ou necessário para aquele momento, está preso, e de depende, de ao menos 15 a 30 dias para cair na conta.

Antes de investir em um fundo de investimentos, é importante verificar qual o prazo de resgate dele. Tenha sempre um prazo que lhe deixe tranquilo, ou pelo menos, que aquele valor não tem “necessidade” de ser utilizado em alguma emergência. Por mais que o fundo seja indexado ao DI, ou pareça ser muito simples, não deixe de conferir a lamina do mesmo.

Lá ficam destacados os principais dados do ativo. Inclusive o prazo de liquidação e de resgate!

Curso Online para Certificação CPA10

Você já ouviu falar de Michael Lewis, um dos maiores financistas da história? Na sua obra O Jogo da Mentira ele descreve com detalhes a trajetória do autor no ramo das finanças.

Dentro de um dos maiores bancos de investimento americano, o Salomon Brothers,  Michael Lewis, relata varias experiências que teve no meio do mundo agitado dos investimentos.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to “Dinâmica de Aplicação e Resgate de Recursos”

Antonio

Bacana esta matéria! Muito obrigado, Kleber

Kleber Stumpf

Que bom que gostou Antônio!

Qualquer dúvida estou sempre a disposição.

😉

Visite meu canal no YouTube!

Adquira nosso curso completo da para as provas da ANBIMA.

Curta nossa página no facebook e não esqueça de compartilhar nosso conteúdo para que possamos continuar com a educação financeira gratuita.

Um abraço,
Kléber Stumpf