CEA - Certificação Especialista de Investimentos

Fundos com Gestão Ativa e Gestão Passiva

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Quando falamos na gestão de um fundo de investimento, podemos encontrar Fundos com Gestão Ativa e Gestão Passiva.

As duas formas de administrar o fundo possuem seus pontos negativos, e seus pontos positivos. Dependendo do perfil do investidor, uma delas, um dos tipos de gestão poderá se encaixar melhor.

É muito importante ficar atendo nesse tipo de detalhe! Tanto os perfis conservadores, quando os mais arrojados, podem acabar não se enquadrando em fundos de gestão ativa ou gestão passiva.

Gestão passiva

Quando falo em fundos de gestão passiva já vem a minha mente as ETF (Extend Trand Funds) ou Fundos de índice como são conhecidos no Brasil.

Esse tipo de fundo de investimento, diferentemente dos fundos negociados entre os bancos e corretoras, são negociados diretamente na bolsa de valores.

Do mesmo jeito que as ações, ou fundos imobiliários. Elas são denominadas de fundos, uma vez que possuem dentro de suas carteiras diversos ativos.

Por exemplo, no Brasil, temos o BOVA11, que é uma ETF que segue de perto o índice Ibovespa. A carteira dessas ETF é tomada por ações que compõem o índice.

Isso acontece, para que o investidor que comprar tal ETF, possa seguir os altos e baixos do índice.

Já penso quantas ações, ou melhor, quanto dinheiro, você precisaria ter para conseguir copiar o Ibovespa?

Muito dinheiro! Pode ter certeza disso! Com mais de cinquenta ações no índice, não seria muito fácil, seguir o Ibovespa sem esse tipo de instrumento financeiro.

Para agregar ainda, mas conhecimento a esse artigo, vou indicar o livro Investimentos do autor Mauro Halfeld.

Além de dar dicas praticas para usar nos seus investimentos, o autor ainda traz algumas analises sobre o mercado financeiro.

O livro conta com boas avaliações de outros leitores, e pode ser facilmente adquirido pela Amazon.com.br.

Voltando a falar sobre os fundos passivos.  Não é só de ETF que vive o mercado. A Orama, outra casa financeira, é especializada em fundos.

Dentro da carteira oferecida aos clientes, podemos encontrar alguns fundos, com administração passiva.

Entre eles, posso destacar dois, o fundo em Ouro e outro em Dólar. Cada um deles segue seu respectivo ativo.

No caso do fundo em Ouro, ele segue bem de perto a cotação do metal. Com mais de 80% da carteira investida em ouro da BM&F, esse fundo é uma ótima opção ao pequeno investidor.

Já o fundo em Dólar, segue bem de perto a cotação da moeda americana. Com valor de aplicação inicial de R$: 1.000,00 quase todos investidor podem ter acesso a esse ativo.

O bom, nos dois casos, é que por meio de uma plataforma eletrônica, você pode ter acesso a ativos, que, às vezes, precisam ser adquiridos fisicamente.

Fundo de gestão ativa

Falamos bastante sobre os ativos de gestão passiva, é hora de falar um pouco sobre a gestão ativa.

Fundos imobiliários são um ótimo exemplo disso. Vira e mexe, temos algum fundo, no mercado, liquidando alguma posição em imóveis, ou adquirindo novos ativos.

Isso acaba tornando o fundo em questão, ativo, com relação ao sua gestão. Quando o gestor permanece posicionado em certos investimentos, então, compreendemos que aquela gestão é passiva.

Por esse motivo, podemos enquadrar a grande parte dos fundos de investimento imobiliários em passivos.

Uma vez que grande parte desses fundos possuem inquilinos que vem e vão, mas os imóveis permanecem em carteira.

Acontece de vez em quando, de algum deles rescindir o contrato. Forçando a gestora do fundo a procura por novos inquilinos, a fim de reduzir a vacância do imóvel, aumentando as receitas para os cotistas.

Outro tipo de fundo que podemos colocar na categoria de gestão ativa, são os fundos Hedge.

Esse tipo fundo se utiliza de estratégias de investimento com o intuito de proteger o capital investido, além de trazer uma maior rentabilidade à carteira.

Tais fundos podem também, se utilizar da alavancagem. O que pode acabar sendo um pouco mais perigoso.

Uma vez que é possível através dessa forma de investimento alcançar bons lucros investindo pouco, também é possível perder bastante, com as oscilações.

Curso Online para Certificação CPA10

Fica a critério do cliente, observar as estratégias de cada fundo, e ver se uma gestão passiva é melhor, ou se a ativa, e mais interessante.

Podendo também investir nas duas estratégias, diversificando os seus investimentos.

Então, vimos aqui que existem Fundos com Gestão Ativa e Gestão Passiva. Mas qual você mais se identifica? Deixe nos comentários!

Estudando para uma certificação financeira? Venha participar do nosso grupo no Telegram. Temos grupos para todas certificações financeiras. Basta clicar aqui.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *