Se você já é investidor a um bom tempo já deve ter ouvido falar de estratégias de alavancagem e estratégias de proteção de investimentos.

Neste artigo vou te ajudar a descobrir um pouco mais sobre estas estratégias.

Estratégias de Alavancagem de Investimentos

É extremamente normal ao lermos um artigo ou notícia financeira ouvir um expressão desconhecida. Uma dessas expressões é alavancagem financeira.

Para compreender as estratégias de alavancagem em investimentos podemos partir da ideia de que a alavanca é um instrumento feito para levantar um objeto com maior facilidade, logo alavancar é aplicar uma força para impulsionar o impacto gerado pela força aplicada. 

As estratégias de alavancagem de investimentos no mercado financeiro são uma maneira que possibilita de aumentar de forma expressiva os ganhos sem aumentar os investimentos realizados na mesma proporção.

Uma das formas de se fazer isso é trabalhar com recursos financeiros de terceiros e não somente seus próprios recursos para atuar no mercado com maior volume de capital.

Sendo assim, podemos concluir que a alavancagem traz consigo a ideia de levantar algo mais pesado com menos esforço.

Este conceito é muito utilizado no meio empresarial em análises financeiras e contábeis mas o nosso foco aqui é sua utilização no mercado de capitais onde é possível elevar os ganhos com capital de terceiros. 

O pequeno investidor tem acesso as estratégias de alavancagem de investimentos quando ele realiza no mercado financeiro com valores superiores aos que possui em deposito no banco ou na corretora utilizando-se da margem liberada pela instituição financeira.

Se um investidor faz uma analise profunda de uma ação negociada na bolsa e de acordo com seus estudos imagina que ha uma grande chance de seu preço aumentar nas próximas duas horas mas possui somente R$ 100.000,00 em conta ele pode utilizar da margem que a corretora disponibiliza para investir R$ 200.000,00. Esta é a chamada alavancagem para Day Trade e normalmente não tem custo.

Atenção: se a operação do investidor tiver sucesso ele terá o seu lucro dobrado porque investir R$ 200.000,00 tendo disponíveis apenas R$ 100.000,00. O problema é que o oposto também é verdadeiro, se o investimento der errado ele terá um prejuízo sobre o capital de R$ 200.000,00 e não somente dos R$ 100.000,00 o que torna este tipo de estratégia muito perigosa para os investidores iniciantes.

No mercado de capitais a alavancagem financeira é muito comum e um tanto perigosa também. Caso o investidor não saiba o que está fazendo é possível quebrar da noite para o dia. Normalmente as corretoras de valores disponibilizam um limite de crédito múltiplo do patrimônio que o investidor possui na corretora. Parece pouco mas esse limite pode chegar a 25 vezes! Isso quer dizer que um investidor com R$ 100.000,00 em conta pode operar até 2,5 milhões!

Estratégias de Proteção de Investimentos

As estratégias de proteção de investimentos funcionam de forma oposta as de alavancagem. Na bolsa de os riscos maiores que a renda fixa e não é atoa que está enquadrada em renda variável. Afinal a renda não só varia como pode ser negativa e, para se proteger desses riscos o investidor pode recorrer a recursos de proteção conhecidos como Hedge.

Há diversas formas de se fazer Hedge nos seus investimentos. As formas mais conhecidas são fazer preço médio, uso de Stops e contratos futuros. Veja um pouco mais sobre cada uma destas estratégias de proteção de investimento.

Preço Médio

Em um cenário de queda o investidor decide comprar mais ações de uma empresa de que já tinha em sua carteira de investimentos. Com isso o preço médio de compra vai diminuir e assim uma alta moderada vai elevar a lucratividade da carteira. Das estratégias de proteção de investimentos essa é uma que eu não recomendo. Se as ações de uma empresa desvalorizarem e você comprar mais ações por um preço menor seu lucro será maior. Mas não se esqueça que não existe nenhuma certeza de que as ações da empresa voltarão a subir. É totalmente possível que as ações nunca mais valorizem como foi o caso das ações da OGX.

Curso online para Certificação CPA20

Uso de Stops

Este é um método de hedge obrigatório para todos os investidores que querem proteger seus lucros e realizar o gerenciamento risco. As ordens de Stop são um mecanismo que envia ordens a bolsa de valores automaticamente quando o ativo atinge o preço pré-determinado. Este sistema possibilita uma maior tranquilidade ao investidor e evita que fortes variações acarretem prejuízos inesperados.

O único problema da utilização dos stops é o que o mercado chama de violinada.  Esse é o jargão de quando o preço cai, aciona o Stop e volta a subir, você fica a ver navios. Nestes casos o investidor pode deixar de ganhar os lucros.

Contratos Futuros

A estratégia de Hedge com contratos futuros é super simples de ser compreendida se você já sabe como funciona uma venda a descoberto. Basicamente o investidor realiza uma ordem no mercado futuro oposta a sua posição no mercado à vista.

Se o investidor está comprado no mercado de ações por exemplo, ele faz uma ordem de venda no mercado futuro do Índice Ibovespa. Dessa forma se houver uma queda no valor das ações esta deve ser compensada pela lucratividade da operação de venda a descoberto do Índice Futuro.

Estas estratégias de proteção de investimentos podem ser um pouco complexas. Se você ficou com qualquer dúvida deixe seu comentário abaixo e será um prazer lhe ajudar.