Nesta série especial sobre FIIs já vimos sobre o que são fundos imobiliários e qual é o valor mínimo para investir em FIIs. Hoje eu vou te ensinar como comprar e vender fundos imobiliários na pratica.

Depois de ter escolhido sua corretora de valores (se você ainda não o fez, veja este guia de como escolher uma corretora de valores) você deverá abrir o seu Home Broker para fazer suas operações.

Para comprar e vender Fundos Imobiliários, há algumas coisas que você deve ter em mente. São:

  • Qual o fundo você vai negociar
  • O código de negociação do Fundo Imobiliário
  • Quantas cotas ou reais você deseja operar

Para comprar e vender fundos imobiliários será necessário o código de negociação que tem 4 letras mais o número 11. Quando tiver em mente qual Fundo de investimento imobiliário deseja comprar e quanto dinheiro deseja investir acesse seu Home Broker e digite no livro de ofertas o código do fundo.

Agora, veja o preço em que às cotas estão sendo negociadas e decida se comprará pelo preço da melhor oferta de venda (o que tornara a execução imediata) ou pretender oferecer um valor menor e aguardar outro investidor que aceite realizar a venda.

Fundos imobiliários são negociados por unidades. Por isso na hora de preencher uma ordem de compra do fundo do escolhido preste muito atenção ao número de cotas. Para saber o valor investidor, multiplique o número de cotas pelo valor de cada cota que você vai comprar e some o valor de corretagem.

Após enviar, acompanhe a sua execução na cesta de ordens. Se a ordem for executada, no próximo dia útil a corretora vai lhe enviar uma nota de corretagem. É esta a informação que você deve utilizar para ver o valor final do seu investimento e também para a declaração de imposto de renda.

A negociação de fundos na prática não tem muito segredo, depois de fazer a primeira vez é como se você tivesse feito isso a vida toda.

Quando comprar um FII?

Comprar e vender fundos imobiliários é muito simples. A grande pergunta que você deve se fazer é quando comprar um Fundo Imobiliário? Se você já me acompanha a algum tempo sabe que a resposta é depende. Mas deixa lhe ajudar um pouco mais.

Depende principalmente do seu horizonte de investimentos, da sua estratégia e perfil de investidor.

É importante lembrar por exemplo que fundos imobiliários são investimentos para médio e longo prazo. Por isso se você está juntando um dinheiro para dar entrada na sua casa em um ano, esse não é o melhor investimento para você.

Em contrapartida se você está planejando sua aposentadoria, investir em fundos imobiliários não poderia ser melhor. O investimento em FII (além de planos de previdência que são seguros) é o único investimento financeiro que lhe proporciona uma renda mensal.

Para construir minha aposentadoria eu invisto em FIIs todos os meses e procuro investir sempre em fundos de Tijolo (jargão do mercado para fundos que investem diretamente em imóveis) com mais de um imóvel e mais de um inquilino.

Desta forma meu risco é menor porque fica diluído em mais de uma cidade e mais de um inquilino.

Quando vender um FII?

Existem duas principais situações de venda de fundos imobiliários.

  1. Encerramento das atividades do fundo
  2. Necessidade de resgatar recursos quando você atingiu seu objetivo
  3. O investimento deixou de ser atrativo

Uma coisa bem interessante é que por causa de uma característica psicológica chamada aversão a perda os seres humanos tem dificuldade em aceitar prejuízos com investimentos.

Isso acaba explicando a dificuldade que alguns investidores tem em zerar posições em investimentos que apresentam resultados ruins. O investidor se apega a esperança de que o fundo vai melhorar e muitas vezes acaba amargando mais prejuízos.

Se um investimento deixou de ser bom, livre-se dele imediatamente.

Vale lembrar que como comentei em meu vídeo o preço dos FIIs são afetados significativamente pela taxa SELIC e por isso o investidor deve se preocupar mais com os fundamentos do fundo do que com a variação do preço. Diferentemente das ações, a queda no preço dos fundos imobiliários pode não estar relacionado com piora nos fundamentos e sim coma a taxa SELIC.

Tenha foco em fatores como a qualidade dos imóveis, despesas, situação dos alugueis, gestão, aumento de vacância e outros critérios fundamentalistas.

Pronto para comprar seu primeiro Fundo Imobiliário? Conta pra mim nos comentários abaixo.