Galera amada da TopInvest, vocês já ouviram falar de CET? Eu aposto que se você chegou até aqui é porque ainda tem dúvidas sobre esse assunto, não é? Mas nada de pânico que esse é o lugar certo para você entender de uma vez por todas sobre isso.

Para começar é importante você saber que o Custo Efetivo Total é a principal métrica para podermos analisar o quanto de fato custa um financiamento.

De acordo com a Resolução CMN 3.517/07 do Banco Central, toda a Instituição Financeira é obrigada a informar o Custo Efetivo Total ao cliente, seja para qualquer tipo de financiamento ou empréstimo.

Isso quer dizer que todos os bancos ou instituições devem informar qual o CET e seus demais custos antes do fechamento do contrato. Ou seja, o cliente saberá tudo o que está por vir. No caso de financiamento imobiliário, o CET máximo informado hoje é de 12%.

A CET vai muito além das taxas de juros e quantidades de parcelas, maiores preocupações dos brasileiros ao financiar um imóvel, inclusive. Ela reúne todos os gastos, envolvidos na negociação, sendo o valor de fato que será pago pelo empréstimo. Há uma ampla variedade possíveis tarifas envolvidas no custo efetivo. Como:

  • Taxas de juros
  • IOF
  • Tributos
  • Taxas bancárias
  • Registros
  • Seguros
  • Impostos

As informações podem variar de acordo com a instituição que é fechado o contrato.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Por que eu devo saber o CET antes de tudo?

Se depois de ler tudo isso acima e mesmo sabendo que um financiamento ou empréstimo gera juros e diversas outras coisas, você ainda se perguntou isso, vamos para alguns fatos!

Para muitos a opção de financiar ou fazer um empréstimo é a ideal, e está tudo bem. Até porque, cada um conhece a sua vida financeira. Porém, imagina como seria bom se todos verificassem todas as informações antes de assinar um contrato?

E a CET está aí e amparada com uma resolução para que todos nós possamos identificar o Custo Efetivo Total de valores que muitas vezes nem imaginaríamos.

Portanto, descobrir a CET antes de tudo facilita a vida de nós consumidores para saber diferenciar e escolher opções melhores e mais baratas no mercado. Quando sabemos com antecedência o total, fica mais fácil, seguro e evitamos surpresas desagradáveis que possam surgir. Sem falar que o planejamento financeiro se torna muito melhor.

Quer saber mais?

Estar atento ao CET é um passo fundamental, seja para o cliente ou para o profissional que você quer se tornar. Então, que tal embarcar comigo em mais conhecimentos?

Clica no vídeo e vem saber mais!

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!