Todos querem alcançar a independência financeira certo? Afinal o quão ótimo seria viver apenas com renda passiva?

Se você não lembra, renda passiva é aquela que você não precisa de trabalho para obter, ou seja, é o dinheiro que você ganha sem gastar um tempo significativo. 

Neste artigo falarei sobre um assunto que me pedem muito, afinal é possível viver de renda com fundos imobiliários?

A primeira coisa que você tem que saber é como funciona a carteira de alguém que vive de renda passiva.

Não são toneladas e toneladas de dinheiro em renda fixa como você imagina. Na maioria das vezes alguns investimentos em renda variável como os FII são muito mais interessantes.

O que é um Fundo de investimento imobiliário?

Bom, um FII é um investimento em que o investidor compra cotas de ativos do mercado imobiliário.

Existem 3 tipos de  Fundos imobiliários:

  • Fundos de tijoloSão constituídos por imoveis físicos já construídos ou em construção, ou seja, você compra parte de um imóvel. Muitos dos quais você não poderia comprar normalmente. Alguns exemplos são prédios, shopping centers, faculdades, hospitais e agencias bancarias.
  • Fundos de papel: Este tipo de fundo imobiliário investe na compra de LCIs (Letras de crédito imobiliários) e CRIs (Certificados de recebíveis imobiliários).
  • Fundos de fundos: Este tipo de Fundo Imobiliário investe em outros fundos imobiliários.

Neste tipo de investimento 95% dos valores recebidos a titulo de aluguel são distribuídos aos investidores proporcionalmente ao número de cotas de cada investidor. A grande vantagem é que estes rendimentos são protegidos contra a inflação porque a medida que ela aumenta, o preço dos aluguéis dos imóveis que compõem seu FII também aumentam.

Uma coisa legal de se pensar, é que a paixão do brasileiro por imóveis pode estar presente neste caso uma vez que você estará sim comprando uma parte de um imóvel. A diferença é você que não precisa se preocupar com a administração destes. Sempre irá existir uma administradora responsável por todos os cuidados do imóvel.

Uma das coisas que eu mais gosto nos Fundos de Investimento imobiliários não há a cobrança de imposto de renda no recebimento dos alugueis, muito diferente do que acontece com os imoveis físicos.

Além disso podemos juntar a vantagem de que a rentabilidade média dos FIIs é muito maior do que os imóveis devido a sua qualidade. Não é difícil encontrar FIIs que a média dos alugueis giram em torno de 0,80% ao mês livres de imposto de renda. Já no imóvel físico essa rentabilidade é muito difícil de ser obtida.

Quando falamos de imposto de renda existe apenas uma exceção. No caso de venda da cota será cobrado o imposto de renda em uma alíquota de 20% sobre o lucro obtido.

Por exemplo, se você comprou R$ 500.000,00 em cotas e na hora da venda esse valor foi de R$ 600.000,00 você pagaria 20% dos R$ 100.000,00 do lucro obtido.

Negociação de fundos imobiliários

Os Fundos de investimento imobiliário são negociados diretamente em bolsa de valores através do home broker (veja aqui como escolher uma corretora de valores).

O pagamento do rendimentos dos FIIs costuma a ser feito mensalmente no mesmo dia do mês (não há uma exatidão absoluta devido ao número diferente de dias nos meses do ano) e caem diretamente na conta da sua corretora de valores. Quer coisa mais fácil do que isso?

Uma coisa interessante dos Fundos de Investimento imobiliários é que fazem parte de um mercado que está crescendo e cada vez se popularizando mais.

O que torna esta uma boa hora para entrar neste tipo de investimento, uma vez que conforme vai se popularizando, mais pessoas querem investir neste tipo de produto. Quanto mais pessoas querem investir mais o valor das cotas tende a subir.

Atenção, a valorização da cota não significa que o rendimento também sobe, ou seja, digamos que você pagou R$ 150,00 por uma cota e ela rende 9 reais por mês de dividendos.

Com a valorização do investimento o valor de compra dela subiu para 200 reais, mas ela continua rendendo os mesmos 9 reais por mês.

Vale também lembrar que o mercado de Fundos de Investimento imobiliários é um mercado cíclico que está saindo da fase de baixa. Podemos dizer que há uma tendencia de alta no futuro próximo que faz parte do ciclo imobiliário. 

Muita atenção, não se esqueça que fundos imobiliários são ativos de renda variável podendo subir ou cair. Entretanto, quando o valor das cotas cai pode ser um bom momento para comprar porque elas provavelmente voltarão a subir.

Os fundos são diferentes de um para o outro, o que também significa que a renda varia de fundo para fundo.

Os dois principais riscos que você deve ficar atento são o risco de vacância e o risco da taxa de juros. Isso porque quando o juros estão baixo o valor das cotas aumenta e quando está alto tende a cair.

Mas calma, não saia investindo altos valores de uma vez, comece aos pouquinhos.

Quando perceber que já aprendeu a investir em fundos imobiliários, reinvista o lucro gerado, para  aumentar mais seu patrimônio e sua receita mensal. Depois vá aumentando a sua posição em FIIs aos poucos.

Atenção! Jamais invista em apenas um Fundo de Investimento Imobiliário. Lembre-se da máxima de não colocar todos os ovos em uma única cesta. 

Estude os fundos, preste atenção no número de inquilinos do fundo. Lembre-se que se há apenas um inquilino o risco do fundo é muito grande. Se houverem vários inquilinos menores, o risco consequentemente será menor também.

Outra dica é olhar o rendimento do fundo nos últimos 12 meses não somente do ultimo mês, afinal tal ato levaria a um erro muito comum que impede algumas pessoas de viver de renda com fundos imobiliários.

Então a minha resposta é sim, é possível viver de renda com Fundos Imobiliários.