Finanças e Investimentos

Vantagens e desvantagens para você tomar a melhor decisão - investir em BDRs ou diretamente nos EUA?

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 21 de agosto de 2020
Junte-se a mais de 100 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Devemos investir em BDRs ou diretamente nos EUA? Resolvi vir aqui e falar um pouco com você sobre esse assunto, pois ele ficou ainda mais em evidência desde que a CVM, a Comissão de Valores Mobiliários, informou que as BDRs, que eram exclusivas para investidores qualificados. Poderão agora serem adquiridas por qualquer investidor.

Um investidor qualificado era qualquer pessoa que tivesse mais de R$ 1 milhão em investimentos e comprovasse por escrito suas compras. Logo, era um processo um pouco burocrático e nem todo mundo podia ter acesso aos BDRs, as Brazilian Depositary Receipts.

O que é uma BDR?

De forma simples, uma BDR é um recibo de ações de outro país emitidos para o Brasil.

Por exemplo, se eu quiser investir em uma Amazon, ou Facebook da vida, eu posso ir lá em uma corretora nos EUA e abrir uma conta e investir diretamente, ou eu posso ainda investir através de uma BDR.

Mas, o problemas é qual decisão tomar. Por isso, eu vou dar a minha opinião com vantagens e desvantagens. Para que assim você possa tomar a sua decisão.

Para começar: vamos entender os princípios

Bom, para investir em uma BDR eu preciso de uma empresa que vai comprar as ações nos EUA e vai emitir um recibo ao Brasil. Só que isso não é de graça pois, haverá um custo para tal emissão, sendo que este curso está atrelaçado ao dividendos.

Então, se você investir em ações do MacDonald’s, por exemplo, que é um bom pagador de dividendos, você pode pensar em receber U$ 100 por ano.

Só que, o que acontece, é que a empresa que a empresa que intermedia a emissão do BDR fica com 5% do valor. Logo, ao invés de ganhar U$ 100 por ano, você ganhará apenas U$ 95 por ano.

Parece pouco, mas é um custo bem grande.

Curso online Preparatório para Ancord AAI

Por que as pessoas se atraem tanto por uma BDR?

A minha opinião é que essa atração acontece pela facilidade. Visto que, se você escolher investir diretamente nos EUA, será necessário ir até lá, abrir a conta e mais as partes burocráticas.

Diferente das BDRs, que independente da corretora com que você trabalha, é só abrir o home broker e está digitar o código.

Prático e fácil!

Outra facilidade é em relação ao IR, pois não será preciso fazer remessa internacional , e ainda, investirá em real. Então, muitas corretoras possuem um valor extra que você irá pagar e um relatório simplificado pro próprio Imposto de Renda. E o mais bacana, sem necessidade de câmbio. Afinal de contas, você está investindo no Brasil.

Com isso, podemos concluir que as vantagens de investir nas BDRs são:

  • facilidade
  • relação ao IR
  • sem necessidade de câmbio

Como eu sempre falo: nem tudo são flores. Já sabemos que há um custo elevado de 5% na cobrança de emissão de uma BDR, porém, o pior problema – para mim – é que nelas existe o risco de liquidez.

Muitas empresas acabam ficando quase uma semana inteira sem nenhum negócio.

Já imaginou? Ficar sem conseguir vender nada ou ainda ter que jogar o preço lá embaixo, e só assim conseguir efetuar a venda?

Além disso, há um risco de não estarmos literalmente investindo em moeda estrangeira. Até porque, se está posicionado no Brasil.

Ocorrendo aquele tal risco de confisco da poupança, pois, nosso país irá confiscar o que está dentro do país e não lá fora.

Então, as desvantagens são:

  • custo elevado para emissão
  • risco de liquidez
  • risco de confisco

Vantagens e Desvatangens de investir lá fora

Sendo assim, para que nós possamos responder nossas perguntas e saber se vale a pena investir em BDRs ou direto lá fora, é necessário sabermos as vantagens e desvantagens de investir diretamente em outro país.

Pensa comigo, a vantagem é que se você investe direto nos EUA possui vantagem de estar investindo – comprando e vendendo – em dólar, de verdade. Irá comprar as empresas de lá e ainda a possibilidade de acesso global por estas ações encontradas lá.

Já as desvantagens pode surgir, principalmente, pois você irá investir direto, assim havendo o spread do câmbio. Sim, por todo o mundo existe burocracia.

Lembrando que ao comprar dólar, sempre haverá isso, e todos os desafios iniciais de Imposto de Renda internacional. Mas, isso é inicial, com o tempo você vai se adaptando.

Afinal, investir em BDRs ou diretamente nos EUA?

Com base nesses argumentos eu posso tomar a minha decisão, e eu Kléber, invisto direto nos EUA. Pois, eu acredito ser mais prático, até pela exposição diretamente em outro país.

Quer um argumento melhor?

Lembra da crise na Venezuela? Ele era considerado o país mais rico da América Latina, até que mudou o governo e mudou e modificou muita coisa, inflação e afins. Quem tinha dinheiro fora do país conseguiu deixar seu patrimônio mais seguro.

É o caso do confisco da poupança no Brasil, quem tinha dinheiro lá fora, se protegeu bem, diferente de quem tinha dinheiro aqui no país.

Contudo, essa é a minha escolha, até porque, eu possuo minhas escolhas e você as suas.

E aí? O que você vai escolher: investir em BDRs ou diretamente nos EUA?

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *