Certificações Financeiras

Riscos Inerentes do Tesouro Direto

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Investir no Tesouro Direto é algo interessante para todos os brasileiros.

Além do rendimento superior quando comparamos com produtos tradicionais de renda fixa, à segurança que os títulos oferecem é a melhor! Não é o FGC que está garantindo, mas, sim o Tesouro Nacional.

Já li algumas matérias explicando como essa garantia funciona.

Se o Brasil não tiver mais dinheiro em caixa (isso quer dizer faltar dinheiro para pagar o juro da divida e amortizar a mesma, fato que poderia ocasionar um calote interno) o Tesouro Nacional pode fábrica mais dinheiro.

Compreendeu? Bem diferente do que acontece com o FGC.  Até hoje, não existe relatos de investidores do Tesouro Direto que sofrerem algum calote. Ou seja, o programa de titulo públicos federais funciona.

Mas se esse não é o maior risco! Então, qual é?

Você pode perder dinheiro investindo em papeis do Tesouro!

Você não leu errado caro leitor! É isso mesmo, você pode perder dinheiro investindo no Tesouro Direto.

Mas especificamente, por meio de duas letras.

  • Tesouro Prefixado
  • Tesouro IPCA

Quando o investidor comprar esses papéis, ele está aplicando o dinheiro em títulos com rendimento prefixado (no caso do Tesouro IPCA parte do rendimento é pré-fixado).

Por se tratar de títulos que sofrem influencia do mercado, durante todo o processo até o vencimento, o valor do principal pode acabar sofrendo certa volatilidade.

O que seria o valor do principal?

Ao comprar os títulos por meio do site do Tesouro ou até mesmo utilizando uma corretora que faz o caminho direto até o Tesouro (exemplo; Easyinvest), você estará aplicando certo valor por cada letra.

Exemplo: vamos supor que hoje, o Tesouro Prefixado com vencimento em 2023 está saindo R$: 1.000,00 cada letra, com remuneração de 10% ao ano prefixada.

Então, o investidor faz a aquisição comprando a letra pelo valor de mil reais e o rendimento prefixado de 10% até o vencimento em 2023.

Ou seja, o valor do principal é os mil reais. A mesma quantia que vai aparecer no seu extrato diariamente, porem com as influencias do mercado.

Um dia o valor pode estar em R$: 1.015,00, já no segundo dia a mesma letra pode estar com um saldo de R$: 980,00 e assim por diante.

Não é porque o rendimento está ali, que durante todo o período até o vencimento a letra não ira se desvalorizar ou até valorizar a mais do que o esperado.

Mas porque isso acontece?

Existe uma explicação para isso acontecer! Está relacionado ao mercado, e as expectativas de juro.

Quando existe uma expectativa de alta do juro e o juro futuro está se valorizando no mercado, ou seja, temos uma expectativa oriunda do mercado.  Geralmente, isso acaba refletindo no desempenho de curto prazo dos papéis do tesouro.

Em outras palavras, juro alto queda do valor do principal e aumento no rendimento do prefixado.

Hoje o prefixado pode estar a 10% ao ano mas amanhã, dependendo das expectativas pode estar a 9%, ou mesmo a 11%.

Curso Online para Certificação CPA10

Quando isso acontece o valor do principal, sofre uma alteração. No caso de um aumento no rendimento, o valor da letra ira para baixo havendo uma redução no rendimento, a letra ira subir.

Se a taxa permanecesse constante, sem alterações, o titulo iria reconhecer o rendimento progressivamente, de maneira bem similar a um CDB, LCI, LCA ofertados por bancos.

Mas isso não acontece. O normal mesmo é ter bastante oscilação.

Por isso, especular com titulo do tesouro pode ser algo bastante lucrativo! Para isso o investidor precisa ter mais conhecimento sobre o funcionamento do mercado, entender quais são as reais expectativas, e estar ciente de que o investimento pode acabar resultando em um prejuízo.

Enfim, ao aplicar em títulos do Tesouro Selic, você estará a saldo das oscilações do mercado, uma vez que o papel segue a taxa Selic.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *