Certificações Financeiras

Resgates de previdência privada

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 7 de novembro de 2019

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Uma das dúvidas de grande parte dos investidores quando o assunto é previdência privada está relacionada aos resgates.

Será que é possível resgatar o meu dinheiro antes do vencimento do plano? Ou ao iniciar o plano preciso ficar aguardando até o final para resgatar o capital?

A maioria dos planos oferece a possibilidade de resgatar antes o dinheiro. Lógico, que para cada plano de previdência temos algumas regras a cumprir.

Existem planos que exigem um tempo mínimo para realizar os resgates. Exemplo: se o cotista resgatou uma quantia hoje ele só poderá realizar um segundo resgate dentro de 60 dias e assim por diante.

Observando esses detalhes antes de fazer a aquisição do plano de previdência, o investidor terá mais chances de elaborar melhor uma estratégia.

Como funciona o resgate do meu dinheiro do plano de previdência?

Quando fazemos o contrato de um plano junto a um grande banco como o Itaú, Bradesco, Santander, entre outros ao requisitar um resgate é preciso formular uma solicitação ao banco.

No internet banking, geralmente existe a possibilidade de fazer o saque antes do vencimento mas nem sempre está disponível. Sendo mais fácil realizar o pedido por meio do telefone, ou mesmo indo até a agência bancaria. Por se tratar de um produto financeiro um pouco mais complexo, a burocracia para resgatar é um pouco maior também.

Curso Online para Certificação CPA10

Comparando com produtos parecidos como o CDB, os dois investimentos possuem data de vencimento. Ao montar um plano de previdência, o gerente questiona o cliente com relação à idade que o mesmo gostaria de se aposentar e portanto, começar a ganhar seu dinheiro mensalmente.

A idade pode variar, mas na grande parte das veze, gira em torno dos 65 anos. Um investidor que inicia o plano com 20 anos tem ao menos mais 40 anos de contribuições, portanto o plano tem um vencimento posterior aos 40 anos.

Mesma coisa acontece com o CDB, mas é lógico o vencimento aqui é de no máximo cinco a seis anos.

Enfim, resgatar o saldo total da previdência privada é possível na grande parte das vezes. É difícil falar por todos os planos de previdência, por isso é preciso realizar uma breve pesquisa antes de contratar o seu plano.

Através dos folhetos, lâminas, e até conversando com o seu gerente ou assessor financeiro o cliente vai descobrir mais detalhes do determinado plano.

Assim, pode saber se existe a possibilidade de resgatar antes do tempo caso haja alguma necessidade ou até mesmo para investir em outro plano.

Imposto de renda nos resgates

De forma bem similar a outros produtos de renda fixa, os investidores de previdência privada também precisam pagar imposto de renda sobre o seus rendimentos, ou, dependendo plano, em cima do total aplicado.

Caso o seu plano seja um PGBL, a retenção de IR será aplicada sobre o valor total. Exemplo, se o cliente possui R$ 10.000,00 aplicados na previdência, na hora de resgatar o mesmo valor, será retido o IR sobre os R$ 10.000,00, e não somente nos rendimentos.

Dependendo de quando foi feito o resgate a alíquota de IR pode ser diferente. Em planos de PGBL e VGBL a alíquota mínima pode chegar a 10% com investimentos de prazo superior a 10 anos.

Curso Online para Certificação CPA10

Por isso o investidor precisa ficar bem atento para não efetuar saques muito cedo. Caso a troca de plano seja o motivo para o resgate, lembre-se de que existe a possibilidade de portabilidade do plano, não é preciso resgatar o valor investido.

Assim o investidor pode ter uma economia tributaria com suas aplicações.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *