Um dos assuntos mais cobrados na prova da ANCORD e que possui número mínimo de acerto é sobre o repasse de informações da ANCORD para a CVM. Mas, é importante você saber que este assunto é essencial não só para a realização da sua prova, como também para a sua vida profissional.

Então, se você deseja se tornar um Agente Autônomo de Investimento ou se aprimorar ainda mais, segue aqui comigo!

Relembrando a profissão de AAI

Para ficar mais fácil e refrescar a sua memória, vou relembrar com você as principais funções de um Agente Autônomo de Investimentos. 

  • Captar clientes: grande envolvimento e relacionamento com a área comercial e com clientes. De modo que, sua atuação seja precisa para conquistar e captar mais investidores;
  • Receber e transmitir ordens de investimento para o sistema de negociação: realizar investimentos mediante a solicitação de seus clientes. Poré, para isso, você deve estar necessariamente vinculado a uma instituição participante do Sistema de Distribuição de Valores Mobiliários;
  • Prestar  informações de produtos da instituição financeira: explicar quais são os produtos de investimento dispostos em sua instituição financeira (IF) vinculada. E entender cada produto, a fim de prestar um bom atendimento ao cliente;
  • Orientar e apoiar na relação comercial com o cliente: é a profissão de AAI  que estará trazendo clientes para a Instituição Financeira através das funções listadas acima.

Curso online Preparatório para Ancord AAI

Falando nos repasses…

Mas, que tal saber ainda mais? Partiu assistir esse vídeo aqui embaixo comigo?

Como você pode perceber, a ANCORD é muito conhecida como a instituição credenciadora, e inclusive na sua prova, provavelmente irá ser cobrado a instituição credenciadora e não a ANCORD.

Isso porque, como já vimos, deve haver uma empresa terceirizada que faça o credenciamento, a fiscalização e a auto-regularização dos profissionais de AAI. 

E neste momento esta empresa é a ANCORD, é necessário que você saiba que ela pode ser substituída, ou pode haver mais de uma empresa, como a ANBIMA, por exemplo.

Portanto, como é uma autorização da CVM para  fazer esse serviço, é válido sabermos que existem várias obrigações que são de repasses obrigatórios da ANCORD para a CVM. Sendo que, cada uma delas possui um prazo há serem repassadas.

Quais os prazos para o repasse de informações da ANCORD para a CVM?

Eu os repasses das informações em prazos, pois acredito ser mais fácil de você poder compreender. Vamos a eles:

  • Até 5 dias úteis:
    • AAI que obtiveram credenciamento;
    • AAI que foi suspenso;
    • AAI que foi cancelado.

  • Até o dia 15 subsequente ao encerramento do trimestre:
    • Relatório de possível inobservância da instrução da CVM 497/11;
      • Esforço para averiguar a regularidade de conduta;
      • Nome e CPF dos envolvidos;
      • Providências para coibir a prática.

  • Até 31 de janeiro de cada ano:
    • Relatório de prestação de contas do ano e cumprimento da instrução da CVM 497/11;
    • Propor para o ano coerente.

Importante!

Todas as informações e acontecimentos são incluídos em históricos diariamente, como um informativo. Eles são registrados em sistemas e plataformas eletrônicas de arquivos entre ANCORD e CVM. Desta forma, não é preciso de nenhuma pessoa para realizar esta atividade.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Ainda é válido você anotar, novamente e SEMPRE, que isto tudo está disposto na instrução da CVM 497, como também as suas novas atualizações. 

Bem como qualquer nova informação que a CVM enviar deve ser solicitada e enviadas imediatamente. Isso porque, se ela quiser saber o que o João ou a Maria tiver aprontando, ela vai há credenciadora, que é a ANCORD, pergunta, e obrigatoriamente deverá enviar tais dados e situações para a conferência.  

Agora, você percebe como esta instrução e o repasse das informações da ANCORD para a CVM é tão importante? E ainda, que tudo deve estar corretamente realizado, visto que, qualquer deslize a CVM sempre poderá saber. 

Nessa situação, e em várias, todo cuidado é pouco!