Uma das primeiras formas de se investir é por meio dos fundos de investimento. Todos os fundos de investimento precisam seguir as Políticas de Investimento.

Muitos gerentes bancários fazem tal conselho aos clientes:

“Faça um investimento por meio dos fundos, assim você estará tendo acesso a várias formas de ativos, e, portanto diversificando o seu patrimônio”.

Mas será que isso procede mesmo? Da para confiar cegamente em um gerente de banco, ou de qualquer outra instituição?

Nesse artigo vamos falar um pouco sobre os instrumentos de divulgação das politicas de investimento dos fundos.

Lamina do fundo

Por meio do relatório, lamina do fundo, podemos ter acesso a diversas informações sobre o fundo.

Desde a data de inicio das operações, até as politicas de investimento. O cliente terá acesso a dados muito importantes.

Como, por exemplo, se o gestor do fundo pode realizar operações alavancadas com os recursos.

Já vimos diversas vezes, as consequências que os cotistas estão dispostos a passar (veja em nossa seção sobre fundos de investimento), caso estejam investindo em algum fundo que permite tal estratégia.

Mas não é ruim relembrar. Operações alavancadas podem trazer grandes retornos, uma vez que não é necessário ter muito dinheiro para conseguir se posicionar em um determinado investimento.

Porem, se ocorrer uma variação considerável, ou até mesma mínima no ativo, o valor total da aplicação naquele investimento pode ser perdido.

Tipo de ativos

Além dessas informações, podemos encontrar coisas mais básicas, relacionadas aos investimentos que o gestor poderá estar realizando com o patrimônio do fundo.

Se você estiver optando por um produto financeiro relativamente mais seguro e sem tanta volatilidade. É aconselhável optar por fundos de renda fixa. Na politica do fundo, poderá estar escrito, que o gestor fara investimentos em títulos de renda fixa, como; CDB, LC, LCI Tesouro Selic entre outros.

Para o leitor ter um complemente ao nosso conteúdo, indico o livro; O Segredo dos Ricos. As Oito Novas Regras Para Lidar Melhor com o Dinheiro – Coleção Pai Rico do autor; Robert Toru Kiyosaki.

Sem duvidas, o leitor provavelmente já ouviu falar sobre essa coleção de livros sobre investimentos, ou já viu nossa indicação sobre alguma dessas obras.

A obra que indicamos hoje fala um pouco sobre a ultima crise financeiro que abalou o mundo, e ainda alerta que a atual crise, também pode ser encarada como uma grande oportunidade!

Fundos de investimento em ações, também possuem politicas de investimento bem definidas, segue trecho de um exemplo retirado da lamina do fundo; ÓRAMA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE AÇÕES.

(… A política de investimento do FUNDO consiste em aplicar, no mínimo, 95% (noventa e cinco por cento) de seu patrimônio líquido em cotas de fundos de investimento da classe de Ações…).

Analisando esse trecho retirado da politica de investimento do fundo, podemos ver que o mesmo só investe em cotas de outros fundos.

No caso, em  fundo de ações.  Portanto o gestor, não investe de maneira direta em ações. Mas, sim por meio das cotas de outro fundo.

Dando continuidade a essa analise, podemos destacar aqui, que o rendimento do fundo pode ficar alheio à volatilidade do ativo investido.

Sendo assim, existe a perspectiva que o rendimento possa ser menor, do que do ativo aplicado.

Uma vez que nesse fundo, incorre despesas administrativas. Além do IR (Imposto de Renda) de uma possível retirada do cotista.

Conclusão

Curso Online para Certificação CPA10

Não basta ouvir conselhos, ou indicações. A partir do momento que o cliente tem como acessar os diversos produtos financeiros que um banco ou corretora podem oferecer, o mesmo precisa estar capacitado para averiguar qual eles é a melhor opção.

Uma dica…

Pode parecer chato, mais quase todas as instituições financeiras, solicitam aos seus clientes, na abertura da conta, ou de forma periódica, uma analise de perfil do investidor.

Para saber se o cliente tem tolerância à quais tipos de investimento. Faça! Isso pode ajudar bastante!