Ancord

O que é curva da taxa de juros? Tudo o que você precisa saber

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 22 de outubro de 2020

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Se você está investindo, é óbvio que sabe que existem mudanças de preços e até juros dentro do Mercado Financeiro. E com tamanhas modificações é importante que determinados comportamentos sejam expressados por conta de sua variação. E é aí que a curva da taxa de juros entra em cena.

Se você está investindo, é óbvio que sabe que existem mudanças de preços e até juros dentro do Mercado Financeiro. E com tamanhas modificações é importante que determinados comportamentos sejam expressados por conta de sua variação. E é aí que a curva da taxa de juros entra em cena.

Também conhecida como Yield Curve ou Curva a Termo da Taxa de Juros, ela vai apresentar dados específicos que, de certo modo, acaba influenciando a rentabilidade dos investimentos, tanto de Renda Fixa, quanto de Renda Variável. Isto é, tudo o que nos cerca terá relação com a taxa de juros.

Então:

  • Na Renda Fixa: através das taxas de juros.
  • Na Renda Variável: pelo deconto do Fluxo de Caixa, perda ou ganho da atratividade dos juros.

Só que o que acontece é que os juros variam conforme o prazo, logo, a estimativa para isso será, obviamente, a curva da taxa de juros que fica ainda mais visível quando analisamos a mesma.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

3 formas de encontrar a curva da taxa de juros

Visto que, a curva de juros é um gráfico representativo, é importante sabermos que existem 3 formas de encontrá-la no mercado para fazer sua análise. São elas:

  • Flact: que é uma “curva” que pode ser reta (verde);
  • Normal: que cresce (azul);
  • Inverted: que desce (vermelha).
Formas de curva da taxa de juros.

Desta maneira, a curva irá mostrar o retorno da estrutura a termo, ou seja, do termo do prazo. Além de mostrar como o consumidor se comporta diante dos riscos que uma curva pode apresentar – lembrando que quanto maior o prazo, maior o risco.

É quase uma vidente!

Pode parecer louco, mas ela trabalha de forma que auxilia a realizar previsões das taxas de juros de longo prazo, uma vez que expressa uma média das expectativas em relação ao futuro.

Interpretando a curva da taxa de juros

Uma curva, propriamente dita como Normal, é como podemos verificar no gráfico abaixo:

Perceba que ela começa a subir conforme o prazo vai ficando maior. Portanto, o risco se torna maior, mas a remuneração também.

Inclusive, esta aqui é a curva dos Bonds americanos, isto é, dos títulos do Tesouro Americano.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Já aqui em nosso país, a curva se comporta de forma parecida, porém é composta por contratos futuros de DI e taxas de Swap DI x Pre.

Curva da taxa de juros brasileira.

Note que há uma certa instabilidade no início e faz uma curva seminormal ao longo do tempo.

Em alguns momentos raros, pode acontecer o que chamamos de “Inverted Yield Curve”. Basicamente, esta é a curva invertida que ocorre quando há uma forte demanda para crédito de curto prazo, o que normalmente precede crises econômicas.

Curva de juros de curto prazo.

Embora a curva da taxa de juros seja modificada pela inflação e a economia, é importante ressaltarmos que ela também pode ser alterada por acontecimentos empresariais e até mesmo políticos.

Por conta disso é que dizemos que qualquer evento que surja diante dos investidores pode ser fatal ou bom para o seu negócio. Tudo depende de onde estará a curva de juros e de uma boa interpretação.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *