CMN (Conselho Monetário Nacional) todo mundo já sabe que foi criado lá na ditadura militar com a promulgação da lei 4.595 de 1964 (BACEN).

Também já é de conhecimento dos estudantes de certificações financeiras que o CMN é o Órgão Máximo do Sistema Financeiro Nacional. 

O que acontece é que com as mudanças em janeiro é uma mudança dos ministérios e secretarias.

Por isso, temos uma era Pré Bolsonaro e uma era Pós Bolsonaro.

Antes da mudança de governo tínhamos na composição do Conselho Monetário Nacional:

  • Ministro da Fazenda (Presidente do CMN)
  • Ministro do Planejamento Orçamento e Gestão
  • Presidente do Banco Central do Brasil (BACEN)

Como o Ministro da Fazenda era o presidente do CMN este ocupava o cargo de maior autoridade econômica do Brasil. O que acontece com as mudanças é basicamente uma mudança de nome de ministérios e secretarias. Mas a estrutura continua a mesma.

Por exemplo, o Ministério da Fazenda deixa de existir dando lugar a um super Ministério da Economia (presidido pelo sr. Paulo Guedes). Por sua vez, o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão também deixa de existir e é “juntado” ao novo super Ministério da Economia.

Como este deixa de existir é criada uma secretaria chamada de Secretaria Especial da Fazenda e este secretário passa a integrar o Conselho Monetário Nacional.Com as mudanças no Sistema Financeiro Nacional a estrutura fica assim:

  • Ministro da Economia (presidente do CMN)
  • Secretário Especial da Fazenda
  • Presidente do Banco Central

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!