Quando alguns investidores de renda fixa se reúnem seguidamente ouvimos o comentário: “Investir é cada dia menos lucrativo com as quedas das taxas de juros que vem ocorrendo”, ou “agora ficou quase impossível ganhar 1% ao mês investindo”.

Bom, essas afirmações até são verídicas para os investidores de renda fixa. Mas você sabia que nos investimentos de renda variável as cotações estão disparando? 

Pois é, se não sabia me acompanhe neste artigo para saber porque agora é a melhor hora de comprar ações.

Correlação entre Renda Variável e Taxa de Juros

Esta é a melhor hora de comprar ações porque existe uma espécie de correlação entre a taxa de juros e o mercado real.

E a explicação é justamente as frases acima que estamos ouvindo seguidamente. Se os investimentos de renda fixa não apresentam mais uma rentabilidade atrativa a tendência é que ocorra uma migração deste tipo de investimento para a renda variável (como ações e fundos imobiliários) e também para os investimentos reais.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Vamos pensar em um grande empresário que tem 1 milhão de reais disponível. Enquanto era fácil conseguir 1% ao mês sem correr riscos (um verdadeiro almoço grátis) na renda fixa ele não tem motivos para investir na sua empresa ou em imóveis por exemplo.

Porém, hoje com a taxa SELIC em 6,50% e as rentabilidades de renda fixa minguando o nosso empresário tem um estímulo a mais para investir esse dinheiro na sua empresa ou mesmo comprar um imóvel para locação. Faz sentido?

E é justamente por isso que, ao contrário do que muitos pensam a queda na taxa de juros pode significar que é uma boa hora de comprar ações ou Fundos Imobiliários.

Ok Kléber, mas agora as reduções da taxa de juros já aconteceram e é muito tarde para isso. Verdade, mas este é um ciclo que se repete. Você já perdeu o timing agora de 2018 mas esse artigo pode abrir “seu bolso” para que você esteja preparado para o próximo ciclo da queda na taxa de juros.

Em setembro de 2016 a taxa SELIC estava em 14,25% ao ano e caiu até o patamar de 6,5% agora em março de 2018, ou seja, uma redução de mais de 53%. Sabe o que aconteceu neste mesmo período? O Ibovespa subiu 66% e o IFIX (índice dos fundos imobiliários) outros 34%.

Uma ótima oportunidade não é mesmo?

Muita Cautela

Mas muita calma, não adianta nada estar melhor hora de comprar ações e não saber o que você está fazendo. Pelo amor de Deus não invista todo seu dinheiro em ações sem ter certeza absoluta do que está fazendo.

Também é importante contrabalancear o risco com ações de setores diferentes. Por exemplo, monte uma carteira com 10 ações de empresas que atuam em setores diferentes como Bancos, Seguradoras, Planos de Saúde, Empresas de Tecnologia, Geração de Energia e coisas do tipo.

Comece no mundo de renda variável aos poucos. Estude sobre a bolsa de valores, as diferenças entre análise técnica e fundamentalista, como funciona a remuneração por dividendos, a tributação…

Se tudo isso que estou falando para você é novidade, comece pelos fundos imobiliários.

Estes ativos tem um risco menor que o investimento em ações e uma previsibilidade muito maior porque tem como principal objetivo a renda através da locação de imóveis.

Falando nisso, você já pensou em investir em imóveis com apenas R$ 100,00 e sem pagar imposto de renda? Tudo isso é possível com os fundos imobiliários.

Se você falar para alguém que vai investir na Bolsa de Valores é provável que vá ouvir algo como “Não faça isso perdi muito dinheiro investindo em ações”.

O mercado de renda variável “vareia” mas existem muitas oportunidades. Antes de investir em ações, fundos imobiliários ou qualquer outro investimento tem algo que é imprescindível e que prego muito aqui na TopInvest. Educação financeira.

O que vale mais a pena? Investir R$ 300,00 em um curso e conquistar um aprendizado que pode mudar sua vida ou perder R$ 1.000,00 em um investimento mal feito e reclamar da vida?

Estudando primeiro e investindo depois, provavelmente você terá alguma perda. Isso é algo normal e faz parte do aprendizado, mas você estará consciente do que está fazendo e de consciência tranquila sabendo que faz parte do aprendizado.

E ai? Qual você prefere o curso ou o prejuízo?