Antes de encarar este desafio é importante saber que nem tudo são flores. Você terá que lavar sua roupa, passa-la, dobra-la… terá que fazer a própria comida quando estiver doente, lembrar de pagar as contas antes que elas vençam… e o pior de tudo:

Você mesmo tem que fazer a faxina. Pois é jovem desbravador, são muitas as responsabilidades que assumimos ao decidir morar sozinhos.

Mas tenha calma, morar sozinho não significa passar sufoco. É apenas uma nova fase da vida onde você vai precisar encarar um amadurecimento sem igual durante a experiência. Para lhe auxiliar nesta jornada, 7 Dicas Para Morar Sozinho:

1 – Não espere mordomias

Você não terá as mordomias que tinha na casa dos seus pais, e nada se compara a casa dos nossos pais por mais simples que ela seja.

Você também provavelmente não terá uma empregada, no início de carreira é normal que você gaste em torno de 30% de sua renda com aluguel.

Aqui vai uma dica valiosa, não gaste mais do que 30% da sua renda com o aluguel, caso contrário você pode se comprometer. Lembre-se que além do aluguel, você ainda precisa pagar água, luz, comida, gás, plano de saúde…

Dê prioridade a imóveis menores localizados próximo do seu trabalho, desta forma você terá uma boa economia com tempo e transporte.

2 – Não se contente com migalhas

Mesmo que morar sozinho tenha um custo elevado, você não precisa viver sem plano se saúde e com pratos de plástico e um copo de requeijão.

A qualidade de vida também é importante para que você tenha uma vida produtiva. Por isso, mais uma vez reitero para que você gaste no máximo 30% de sua renda no aluguel.

Não compre tudo de uma vez

Jamais compre tudo de uma vez, mesmo parcelado. Se fizer isso você vai se encher de dívidas. Além do mais, do que adianta ter 10 mil em móveis e ter que dormir no chão?

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Para ajudar você nas compras, escrevi um material sobre comprar à vista ou comprar à prazo que pode lhe ser bem útil.

Comece comprando um colchão, depois compre uma mesa algumas cadeiras, panelas, pratos e copos…

Só depois de ter todas as mobílias essenciais você deve se preocupar em decorar sua casa com sofá, tapetes e obras de arte.

4 – Decoração bonita não precisa ser cara

Realizar o sonho de morar sozinho também é se deparar com outras realidades não tão boas. Uma delas é o primeiro aluguel ou parcela do apartamento.

Às vezes, podemos tomar um susto com os nossos gastos do mês, o que pode transformar a decoração no seu novo sonho distante.

Se a decoração é algo que lhe faz se sentir bem, você pode recorrer a bazares, grupos de revenda online, antiquários e até mesmo brechós.

5 – Gostos mudam

Quando somos jovens podemos achar que gostaremos de algo para sempre. Mas a verdade é que nossos gostos provavelmente vão mudar, e morar sozinho é um dos principais fatores que podem levar isso a ocorrer.

Por isso novamente ressalto para que você não compre mais do que seu orçamento permite. Até porque, depois de um tempo você vai querer se desfazer da metade das coisas que comprou.

6 – Seja organizado

Ser organizado pode fazer você poupar muito dinheiro quando for morar sozinho (além de evitar que você perca coisas importantes e fique desesperado procurando por elas). 

Se possível, coloque todos os pagamentos no débito automático e tente agrupá-los para a mesma data do recebimento do seu salário.

Outra dica é colocar lembretes no celular ou na geladeira de todos os pagamentos.

7 – Crie uma reserva de emergência

Lembre-se de incluir na simulação dos custos não só os gastos fixos, mas também os gastos eventuais com imprevistos.

Isso é importante não somente para sua moradia, mas para suas finanças em geral. Imprevistos sempre acontecem e é importante ter uma reserva de dinheiro para não acabar endividado.

E então gostou do meu artigo? Ficou  com alguma dúvida sobre 7 dicas para morar sozinho? Se você tiver qualquer sugestão deixe para mim nos comentários.