Continuando nossos estudos sobre conhecimentos bancário, no artigo de hoje falaremos sobre desconto de títulos bancários.

Essa é uma modalidade de tomada de crédito exclusivo para pessoas jurídicas e muito utilizado por empresas de todos os tamanhos.

Primeiramente, quando falamos de descontos de títulos é importante lembrar que estamos falando de coisas que temos de dar em garantia.

Como trata-se de uma operação bancária a garantia pode ser realizada em cheques, boletos, duplicatas mercantis ou mesmo notas promissórias.

As notas promissórias podem podem não parecer muito comum para você, mas é bem comum no ramo da construção civil assim como os boletos e duplicatas são muito comuns no comercio e na industria.

E claro, os cheques comuns para todas pessoas jurídicas.

Para agilizar seu aprendizado, veja o vídeo abaixo:

Como funciona?

É bem simples, digamos que eu tenha um cheque, uma duplicata ou qualquer outro título que vai vencer no dia 31/12/2020 no valor de R$10.000,00.

Acontece que a minha empresa vai receber esses R$ 10.000,00 do meu cliente só na data do vencimento.

Porém, como é uma empresa existem diversas outras contas que tem um vencimento bem mais próximo e por isso a empresa vai precisar deste dinheiro antes. O que eu faço?

É simples, como empresário posso dar esse cheque ou duplicata em garantia para o banco e a instituição financeira vai descontar um valor sobre o valor de face (valor total nesse exemplo de R$ 10.000,00) do meu título.

Apenas para fins de exemplos podemos supor que o banco vai me pagar R$9.000,00 na data de hoje por este título. Faz sentido para você que a operação se chama desconto de títulos justamente porque há um desconto sobre o valor da garantia?

Custos da Operação

O primeiro custo da operação de desconto de títulos é obviamente a taxa de juros, comumente também chamada neste caso de taxa de desconto.

Além dos juros, o banco cobra também outra taxa, a que chamamos de taxa de administração obviamente pela administração e guarda do título até seu vencimento.

Vale lembrar que não se trata de uma operação de compra e venda. A instituição financeira está simplesmente descontando um título e vai ficar com ele até o vencimento.

Mais uma das despesas da operação é a cobrança de IOF, o Imposto Sobre Operações Financeiras que é cobrado sobre todos as operações de crédito no Brasil. É um imposto e não exatamente um custo, mas deve ser levado em consideração.

Importante

Uma das coisas mais importantes que você lembre é que essa operação é um desconto não é uma operação de compra e venda de título. Veja um exemplo do ciclo completo de uma operação de desconto de títulos.

Descontei o um cheque no valor de R$10.000,00 e, recebi R$9.000,00 agora em primeiro de novembro. Vamos supor que tenhamos um período de dois meses onde no dia 31 de dezembro o meu cliente pagou o meu cheque. O banco vai ficar com os R$10.000,00 e dessa forma finaliza-se a operação.

Agora, se até a data de vencimento meu cliente não pagou meu boleto ou duplicata o que acontece é que o banco vai retirar compulsoriamente o dinheiro da minha conta porque está previsto no contrato de desconto de títulos.

Significa basicamente que a responsabilidade de o cliente pagar o título dado em garantia é sua.

Porque realizar Desconto de Títulos

O desconto de títulos é sem sombra de dúvidas a operação de crédito mais barata para as pessoas jurídicas, e portanto também deve oferecer um risco pequeno para a instituição financeira.

Justamente por isso, se o seu cliente não pagou azar o seu.

O valor do título descontado será debitado automaticamente da sua conta, e se você não tiver saldo disponível vai direto para o cheque especial.

Como todos sabemos, não são as taxas de juros mais atrativas.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!