De longe, essa é uma das perguntas que mais recebo nas redes sociais. Afinal, parece haver poucas diferenças entre o conteúdo da CPA-10 e da CPA-20. O que é uma verdade. Além desse ponto, existe o investimento para prestar os exames, concorrência, momento da carreira e tantos outros fatores para avaliar na hora da escolha.

Sem dúvida, ter a CPA-20 é um passo maior, o que será bom para a carreira. Mas e se você quiser começar pela CPA-10? 

Se essa dúvida também está na sua cabeça, então pega um café e acompanha o meu raciocínio.

A CPA-10 é o primeiro passo para entrar na carreira bancária

Primeiro de tudo, para trabalhar em um banco você precisa ter ao menos a CPA-10, a certificação inicial dessa carreira. É uma obrigatoriedade do Banco Central. Por incrível que pareça, muitos desconhecem esse fato. 

Quando você tentar uma vaga em alguma instituição financeira, ter a CPA-10 vai te colocar à frente dos demais candidatos. E, mesmo que você não a tenha e seja contratado, precisará encarar a prova em algum momento em função das regras do BC. Vale ressaltar  que geralmente os processos seletivos já colocam essa certificação como pré-requisito, viu?!

Eu gosto de falar das certificações financeiras como se elas fossem degraus. Nessa metáfora da escada, a CPA-10 seria o primeiro degrau. Ou seja: normalmente, ela é a porta de entrada para a carreira bancária. Você pode optar por ela ou também pelos degraus seguintes se quiser: CPA-20 ou até CEA, por exemplo.

O que acontece é o seguinte: essa escolha vai depender de qual é o seu momento atual. Quem está trocando de área e não tem conhecimento prévio sobre a carreira bancária, por exemplo, pode começar pela CPA-10. 

A insegurança também é um motivo para começar pela CPA-10. Isso porque muita gente inicia a carreira sem ter um background sólido na área. Dessa forma, partir direto para a CPA-20 parece um passo arriscado (sobretudo pelo valor investido para fazer o exame). A prova também é uma opção para quem mora em cidades pequenas. Essas regiões menores normalmente oferecem menos concorrência. 

São muitos pontos para avaliar, não é? Calma que tenho mais algumas informações para te ajudar nessa escolha.

O que faz um profissional com CPA-10?

Se a CPA-10 é a porta de entrada para a carreira financeira, logo, os cargos que você conquista com essa certificação também são “iniciais”, digamos assim. 

Assim, as funções mais comuns são aquelas nas quais você trabalha direto com o público. 

A certificação também abre portas para cargos de prospecção de vendas ou distribuição de produtos de investimentos. Os salários para esses profissionais chegam até R$4.000, variando conforme a cidade, tempo de casa etc.

Por tudo isso, eu repito: se você está iniciando ou ainda está almejando a carreira bancária, a CPA-10 pode ser o seu ponto de partida. Não se abale com a ideia de dar pequenos primeiros passos se for preciso. Um passo é sempre um passo, não importa o seu tamanho. O importante é não ter medo de começar.

E quanto à CPA-20?

Na metáfora da escada, a CPA-20 está um degrau acima da CPA-10. Pense nessa certificação como um upgrade.

Se você já está dentro de uma instituição financeira, ela colabora para que você conquiste um cargo de nível acima da CPA-10. É importante lembrar que, obviamente, cada instituição tem sua política de promoções, bem como sua própria hierarquia. Mesmo assim, as certificações ajudam a categorizar as funções.

A CPA-20 te proporciona a chance de trabalhar com clientes de alta renda. Ela é bastante procurada por quem já tem conhecimento prévio sobre a área e alguma segurança no conteúdo da prova. Ou ainda por aqueles que sabem da importância de mostrar interesse, determinação em crescer na vida profissional e comprometimento para conquistar a certificação – algo extremamente bem visto no mercado de trabalho, aliás.

É  por esse motivo, inclusive, que há quem opte por conquistar a CPA-20 por primeiro, sem passar pela CPA-10.

Isso é perfeitamente possível. A prova da CPA-20 naturalmente vai oferecer um grau de dificuldade um pouco maior. Afinal, apesar de suas semelhanças com a CPA-10, ainda tem conteúdos extras que precisam ser estudados.

Tudo o que pesa no bolso sempre conta como um critério de escolha, não é? Por isso, vale lembrar que as certificações não são baratas. Então, se você se sentir seguro o suficiente, obter a CPA-20 primeiro é uma boa ideia, considerando, nesse caso, o lado financeiro.

Por isso, se você estiver disposto a estudar, conseguir essa certificação é uma realidade. Entretanto, eu repito: tudo depende do seu momento.

A melhor opção é você quem deve avaliar

Quando se trata de carreira financeira, não há como dizer que determinada decisão é certa ou errada. O que existe é você, o seu background profissional,  os seus planos para o futuro e a cidade onde você mora. É a partir disso que você toma a decisão que te parece mais adequada.

Se a carreira financeira está nos seus planos para o futuro, o que importa é você começar a se preparar para ela. Seja com a CPA-10 ou a CPA-20, dar seus primeiros passos nesse mundo é, afinal, o mais importante.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!