Ao decidir viver com outra pessoa, compartilhamos com ela diversos pormenores do nosso dia a dia. Dentre as coisas que compartilhamos, a organização de nossas finanças com certeza é uma delas.

Deste compartilhamento das finanças vem a grande dúvida: Conta conjunta ou conta individual?

Uma pergunta que recebo de muitos casais em minhas consultorias financeiras é se o casal deve abrir contas separadas, ou uma única conta conjunta. E a resposta como sempre em finanças pessoais é depende, mas salvo raras exceções ter uma única conta conjunta é financeiramente mais inteligente.

Possuir duas contas individuais irá trazer mais privacidade financeira a cada parte do casal, mas vantagens de uma conta conjunta são inúmeras. Agora, vamos e venhamos.

Se você tem que esconder no que você gasta o dinheiro do seu cônjuge a sua relação não está muito boa, não e mesmo? A privacidade extra é apenas um agravante dá situação ruim do casal e não é uma conta conjunta ou conta individual que vai resolver os problemas do relacionamento.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Compartilhar a conta bancária pode trazer grandes benefícios para aqueles que querem gerenciar melhor a sua vida em família. Lembre-se que o sucesso financeiro não consiste apenas em guardar dinheiro e sim, ter uma vida equilibrada.

Antes de te falar das vantagens das contas conjuntas, é importante você saber os dois tipos de conta conjunta que existem para que você tome a decisão certa na gora de escolher entre uma conta conjunta ou conta individual.

Conta conjunta solidária

Neste tipo de conta conjunta, qualquer um dos titulares consegue movimentar o dinheiro e fazer operações sem precisar da aprovação do outro correntista. Nesta modalidade, mesmo a conta bancária sendo dividida a liberdade não é afetada.

Conta conjunta não solidária ou simples

No modelo de conta conjunta simples ou não solidária os dois titulares precisam aprovar as transações um do outro. Em outras palavras não dá para fazer uma transferência sem que o outro aprove a transação.

O que acontece se um dos titulares da conta conjunta morrer?

Em ambas as contas quando ocorre o falecimento de um dos participantes da conta é necessário comunicar o banco (através da certidão de óbito) imediatamente. Os recursos da conta devem ser inventariados assim como o restante do patrimônio da pessoa que faleceu.

Caso você e seu cônjuge optem pela criação de uma conta conjunta, é muito importante que haja comunicação entre os parceiros na hora de fazer as movimentações na conta.

Sem a comunicação frequente será difícil manter em dia o planejamento financeiro do casal. Lembre-se que este é um passo obrigatório na administração de finanças do casal, além de ser transparente.

Se ainda não tem um planejamento financeiro, recomendo a leitura do meu artigo sobre os principais erros ao criar um planejamento financeiro pessoal.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

É possível ter uma conta conjunta com meu filho?

Apesar de a conta conjunta ser mais utilizada para organizar as finanças do casal ela também pode ser útil para quem quer educar financeiramente seus filhos. Este tipo de conta vai permitir que você acompanhe os gastos e monitore os hábitos financeiro de seus filhos.

Desta forma você saberá como eles utilizam seu dinheiro e pode identificar onde eles precisam aprender a economizar para desenvolver um bom relacionamento com dinheiro logo cedo.

Quais as vantagens de uma conta conjunta?

Uma das vantagens mais importantes e mais óbvia é o custo. Se a tarifa de uma conta corrente custa R$ 40,00, o casal ter apenas uma conta conjunta já é uma economia de R$ 40,00. Afinal, sempre que adquirimos um produto ou serviço é muito normal procurarmos pelas opções com menores taxas que se adaptem da melhor forma a nossa realidade.

Neste sentido a conta conjunta é uma ótima alternativa para quem deseja dividir as finanças com seu parceiro além de economizar nas tarifas e taxas bancárias. Esta economia nas tarifas já é um grande incentivo.

O dinheiro que foi economizado você já pode começar a poupar para sua independência financeira. Não sou muito fã destas projeções, mas em 30 anos seria possível acumular R$ 83.720,98 (rentabilidade de 0,80% ao mês) apenas não pagando duas tarifas.

Mas a grande vantagem que não é de conhecimento da maioria da população é que ao abrir conta em um banco quanto mais produtos você tiver na mesma instituição financeira melhor será seu relacionamento com a instituição. Simplificando, se você precisar de um crédito para a compra de um veículo ou algum produto especial isso contará pontos a seu favor.

Em outro artigo aqui na TopInvest eu expliquei o porque casais devem enriquecer juntos.

Quanto maior o capital que você tiver investido, melhores serão as condições e os retornos obtidos com a aplicação. Investir bem é uma das partes mais importantes da nossa vida. Os melhores investimentos estão nas corretoras de valores e não nos bancos. Mas isso é assunto para outro artigo…

É mais fácil conseguir crédito?

Com as receitas do casal somadas, as instituições financeiras podem oferecer melhores linhas de crédito. Além disso, como são dois clientes ao invés de um isso traz condições melhores para os titulares quando precisarem de dinheiro.

Caso o casal possua dívidas, uma boa maneira de resolver pode ser através da unificação das contas correntes para obter um crédito mais barato. Muitas vezes em finanças menos é mais. Administrar apenas uma conta corrente é muito mais simples do que administrar duas.

Uma conta conjunta tem mais recursos e faz mais movimentações que uma conta individual. Essas características fazem com que os bancos busquem desenvolver um relacionamento melhor com seus clientes. Quanto mais você utilizar os serviços do bancos e honrar pontualmente seus compromissos, menor é a chance de enfrentar uma burocracia quando precisar realizar alguma operação mais complexa.

Por isso é importante manter sua conta conjunta sempre em dia para aproveitar todos benefícios que ela pode trazer.

Uma vida de casal é feita de muitos sonhos, planos e aspirações. Quando o casal trabalha junto é mais fácil atingir seus objetivos. Juntar as rendas do casal e ter um bom planejamento financeiro lhe fará alcançar a independência financeira muito mais cedo do que percorrer esta jornada sozinho.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Caso este seja seu caso, a conta conjunta pode ser mais uma ferramenta para ajudar no cumprimento de suas metas pessoais.

Com uma conta conjunta, é possível que ambos tenham uma visão simplificada de suas despesas cotidianas tornando mais fácil encontrar os gastos a serem cortados.